Novidades

[News] Com participações de Ana Paula Arósio e Tony Ramos, documentário traz a história de Mário Lago

Artista multifacetado, Mário Lago foi uma figura importante para a cultura brasileira, nos campos da poesia, dramaturgia, música e atuação. Ao longo de seus 90 anos de vida, testemunhou alguns dos principais acontecimentos do século XX. Sua trajetória e sua variada obra são documentadas no filme “Mário Lago”, de Marco Abujamra e Markão Oliveira. O documentário conta com raro material de arquivo, além de depoimentos dos atores Lima Duarte e Tony Ramos, do sambista Nelson Sargento e do filho do biografado, Mariozinho Lago.

Poeta desde os 15 anos, Lago também foi ator em novelas e em filmes — como em “Terra em Transe”, de Glauber Rocha —, radialista e compositor de canções célebres, como “Ai, que saudade da Amélia” e “Atire a primeira pedra”. Também ficou conhecido pelo seu forte engajamento político: foi filiado ao Partido Comunista Brasileiro (PCB), preso e perseguido tanto pela ditadura Vargas quanto pelo regime militar. “Mário Lago” será exibido na Terça das Artes, 27, às 22h10.

Documentário conta por que o FBI fez uma caçada à ativista negra Angela Davis
Nascida em um contexto de segregação racial, na cidade americana de Birmingham, em 1944, Angela Davis sempre lutou pelos direitos civis da população negra e feminina.  Sua história é retratada no documentário “Libertem Angela Davis”, dirigido por Shola Lynch. Professora, filósofa, ativista e integrante do Partido dos Panteras Negras, no fim dos anos 1960, Davis figurou na lista dos dez fugitivos mais procurados pelo FBI, ao ser acusada injustamente de conspiração, sequestro e homicídio. Foi presa em outubro de 1970, um episódio esmiuçado no filme, o que gerou uma imensa onda de solidariedade e até hoje inspira militantes pelos direitos humanos do mundo todo. A exibição é na Sexta da Sociedade, 30, às 22h.

Segunda da Música – 26/08
23h20 – "Vinicius de Moraes, Um Rapaz de Família” (Documentário)
Neste documentário, em versão cuidadosamente restaurada, Suzana de Moraes retrata o pai, Vinicius, na intimidade. Distante de um possível retrato oficial, o filme mostra um homem entre amigos e familiares. Segundo Walter Salles, este filme é "uma das experiências mais originais do documentário brasileiro das últimas décadas". Diretora: Suzana de Moraes. Duração: 40min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 27 de agosto, terça-feira, às 03h20 e às 17h20; 28 de agosto, quarta-feira, às 11h20; 31 de agosto, sábado, às 21h40.

Terça das Artes – 27/08
22h10 – "Mário Lago” (Documentário)
A biografia de um dos maiores artistas do Brasil no século XX. O filme apresenta cenas com raro material de arquivo e algumas curiosidades sobre um artista completo, que se ocupou de teatro, cinema, TV, poesia e música. Diretores: Marco Abujamra, Markão Oliveira. Duração: 93min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 28 de agosto, quarta-feira, às 02h10 e às 16h10; 29 de agosto, quinta-feira, às 10h10; 31 de agosto, sábado, às 11h15; 01 de setembro, domingo, às 22h15.

Quarta de Cinema – 28/08
20h - A faixa “A Vida é Curta!” traz os curtas-metragens “A Cidade”, “A Dama do Estácio” e “Guida”.

A Cidade (Documentário)
Distante de outros centros urbanos, Itapuã (RS) é uma comunidade com hábitos bem característicos. A localidade, que abrigou 1454 pessoas durante mais de 70 anos de existência, conta hoje com apenas 35 moradores, todos acima de 60 anos. Diretora: Liliana Sulzbach. Duração: 15min. Classificação: Livre. Horários Alternativos: 29 de agosto, quinta-feira, às 00h15 e às 14h15; 30 de agosto, sexta-feira, às 08h15; 31 de agosto, sábado, às 15h15; 01 de setembro, domingo, às 01h55.

A Dama do Estácio (Ficção)
Zulmira é uma velha prostituta que um dia acorda obcecada com a ideia de que vai morrer, e precisa adquirir um caixão. Diretor: Eduardo Ades. Duração: 22min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 29 de agosto, quinta-feira, às 00h35 e às 14h35; 30 de agosto, sexta-feira, às 08h35; 31 de agosto, sábado, às 15h35; 01 de setembro, domingo, às 02h15.

Guida (Animação)
Guida, uma doce senhora que trabalha há 30 anos como arquivista no fórum da cidade, tem sua rotina entediante modificada ao se deparar com um anúncio para aulas de modelo vivo em um centro cultural. Através da sensibilidade criativa da personagem, o filme propõe uma reflexão sobre a retomada da inspiração artística, a arte como agente transformador e o conceito do belo. Duração: 11min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 29 de agosto, quinta-feira, às 00h e às 14h; 30 de agosto, sexta-feira, às 08h; 31 de agosto, sábado, às 15h; 01 de setembro, domingo, às 01h40.
  
23h40 – “Grandes Cenas” (Série) – Episódio: “Os Cafajestes”
Ruy Guerra revela as razões que o levaram a filmar o longo travelling circular na cena da praia em "Os Cafajestes" (1962), um dos planos mais memoráveis do cinema brasileiro. Diretores: Ana Luiza Azevedo, Vicente Morenos. Duração: 22min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 29 de agosto, quinta-feira, às 03h40 e às 17h40; 30 de agosto, sexta-feira, às 11h40; 01 de setembro, domingo, às 02h40.

Quinta do Pensamento – 29/08
21h30 – “Língua - Vidas em Português” (Documentário)
Um mergulho nas muitas histórias da língua portuguesa e na sua permanência entre culturas variadas do planeta. Diretor: Victor Lopes. Duração: 86min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 30 de agosto, sexta-feira, às 01h30 e às 15h30; 01 de setembro, domingo, às 00h; 02 de setembro, segunda-feira, às 09h30.

Sexta da Sociedade – 30/08
22h – “Libertem Angela Davis” (Documentário)
O documentário retrata a vida de Angela Davis, uma jovem professora universitária nascida no Alabama e conhecida pelo seu interesse na defesa dos direitos humanos. Ao ficar do lado de três prisioneiros negros nos anos 1970, ela entra para a lista das dez pessoas mais procuradas pelo FBI e se torna a mulher mais caçada dos Estados Unidos. Diretora: Shola Lynch. Duração: 97min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 31 de agosto, sábado, às 02h e às 13h; 01 de setembro, domingo, às 00h;02 de setembro, segunda-feira, às 16h; 03 de setembro, terça-feira, às 10h.

Sobre o Curta!
Dedicado às artes, à cultura e às humanidades, o Curta! é um canal independente que acolhe a experimentação e se orgulha de ser um parceiro dos realizadores, artistas, criadores e produtores. Com o compromisso de transmitir 12 horas por dia de programação nacional independente, o canal pauta a sua programação pelos seguintes temas: música, dança, teatro, artes visuais, arquitetura, metacinema, filosofia, literatura, história política e sociedade.
O Curta! pode ser visto nos canais 56 e 556 da NET e da Claro TV, no canal 75 da Oi TV e no canal 664 da Vivo, oferecido à la carte pela operadora. Siga o Curta! nas redes sociais: www.facebook.com/CanalCurta, https://twitter.com/canalcurta e www.youtube.com/user/canalcurta. Saiba mais em http://www.canalcurta.tv.br.




Nenhum comentário