17 agosto 2018

[News] Artesanato e folclore da região do Cariri, no Ceará,é tema de exposição no SESC Nova Iguaçu



O Sesc Nova Iguaçu abre no dia 23/8, às 18h30, a exposição “Artesanato e Folclore”, com peças exclusivas do Cariri (CE), região cearense que engloba os municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha. Além do artesanato produzido na região, a mostra apresenta peças alusivas a personalidades importantes para a história, a cultura e o folclore local. Para marcar a abertura da mostra, o Sesc Nova Iguaçu promoverá uma programação que celebra as tradições nordestinas, com intervenção musical, curso de cultura popular, religiosidade e culinária, além de apresentação da turma de ritmos da unidade.
Padre Cícero (1844-1934) e Maria de Araújo (1862-1914) estarão representados por dois grandes bonecos. Assinados pelo artista plástico Pedro Ferreira, as obras têm cabeças e mãos de barro sustentadas por armação de madeira e ferro recobertos por tecidos. O líder religioso nascido em Crato (CE) teve enorme influência social e política no sertão cearense e em todo o Nordeste. Nascida em Juazeiro do Norte, Maria Araújo era artesã e ensinava o ofício a crianças. Após o episódio do “Milagre Juazeiro” – uma hóstia ministrada por Padre Cícero teria se transformado em sangue em sua boca – passou a ser considerada “beata” pela população.
Outra peça remete a uma figura icônica da música brasileira. Um manequim com Gibão lembrará Luiz Gonzaga, que eternizou o traje usado por vaqueiros da região e que hoje representa a figura do cantador nordestino. A obra foi confeccionada por Expedito Seleito, artesão do sertão cearense reconhecido nacionalmente pelo seu trabalho com couro, ofício herdado de seu pai, que calçou Lampião, o Rei do Cangaço.
GEOPARK ARARIPE - O Sesc RJ traz a Nova Iguaçu também um pouco do Geopark Araripe. Localizado no sul do Ceará, é o primeiro Geopark das Américas reconhecido pela Unesco. Além de 10 quadros do meio ambiente, serão expostas réplicas de fósseis encontrados na região confeccionadas em Pedra Cariri. As peças são elaboradas pelos artesãos Graça e pela Família do Ateliê Pedra sobre Pedra, do município de Nova Olinda. Também é destaque na mostra as bonecas de pano produzidas pelo Grupo Bonequeiras do Pé de Manga (Crato/CE), os bonecos de areia e jornal, assinados pelo artesão Wilton (Barbalha/CE), além das tradicionais miniaturas de Padro Cícero, do Centro de Arte e Cultura Mestre Noza (Juazeiro/CE)
PROGRAMAÇÃO PARALELA – A programação paralela envolve apresentação do trio de forró Pimenta do Reino, liderado pelo cantor e compositor Daniel Guerra. No curso “Cultura popular, religiosidade e culinária nordestina”, os participantes terão a oportunidade de ampliar o conhecimento sobre questões relacionadas às manifestações populares do nordeste. Uma turma do Sesc Nova Iguaçu apresentará coreografias individuais de ritmos nordestinos.
NORDESTE É AQUI – A exposição “Artesanato e Folclore” fica em exibição no Sesc Nova Iguaçu até o dia 21 de outubro. Em novembro, a exposição segue para a unidade da Tijuca, no Rio de Janeiro, enquanto a unidade de Nova Iguaçu recebe outra mostra, sobre o universo do Cordel e dos Contadores. As atividades compõem o projeto O Nordeste é Aqui no Sesc RJ, cujo objetivo é preservar as tradições nordestinas e refletir sobre sua importância para o Rio de Janeiro e o restante do país. Além de exposições, a iniciativa conta com uma programação com cursos, oficinas, debates, shows e outras atividades alusivas à cultura nordestina. A programação completa, que se estende até dezembro, pode ser consultada em www.nordesteaquisescrj.com.br. 

                    SERVIÇO
Exposição “Artesanato e Folclore” – projeto O Nordeste é aqui no Sesc RJ
Abertura: 23/8/2018 – 18h30
Sesc Nova Iguaçu: Rua Dom Adriano Hipolito, 10 - Moquetá
Entrada franca
Visitação à exposição: De terça a domingo das 9h30 às 17h30. Até 21 de outubro.
Programação Paralela:
17h30 – Apresentação do Trio Pimenta do Reino
18h15 – Apresentação da turma de ritmos do Sesc Nova Iguaçu
Dias 21, 23, 29 e 30/08 de 09h às 12h (turma 1) e 14h às 17h (turma 2) – Curso Cultura popular, religiosidade e culinária nordestina.


Nenhum comentário

Postar um comentário