Novidades

[News]Escritor Maxwell dos Santos tem seu TCC aprovado

Escritor Maxwell dos Santos tem seu TCC aprovado




Vitória, fevereiro de 2021 - Na tarde da última sexta-feira (19/02), por webconferência, o escritor Maxwell dos Santos defendeu seu TCC da licenciatura em Letras-Português do IFES-Campus Vitória, denominado Os desafios dos escritores que produzem literatura no Espírito Santo. 

A banca examinadora teve como integrantes: o orientador, professor Nelson Martinelli Filho, a professora Camila David Dalvi, como examinadora interna e presidente da banca, uma vez que o orientador está licenciado para o pós-doutorado, e a professora e poetisa, Renata Oliveira Bomfim, como examinadora externa.

Para elaborar este trabalho, Maxwell utilizou textos de notáveis pesquisadores da literatura produzida no Espírito Santo, como Francisco Aurélio Ribeiro, Maria Amélia Dalvi, Ivana Esteves e Reinaldo Santos Neves, além das entrevistas do livro Notícias da atual literatura brasileira: entrevistas, organizado por Vitor Cei e outros, além de ter aplicado um questionário por e-mail aos escritores. 

A partir das respostas dos autores, ficou constatado que os mesmos enfrentam três gargalos na pós-publicação de suas obras: distribuição, divulgação e circulação. 

Na distribuição, por conta do preconceito das grandes cadeias de livrarias com o autor capixaba que publica em edição independente, sem vínculo aos grandes grupos editoriais. Estas só divulgam autores bestsellers, principalmente os internacionais, de língua inglesa. A distribuição ocorre por conta dos autores. Nem sempre são aceitos pelas livrarias. Ademais, há dois dispositivos do Regulamento do ICMS do Espírito Santo que penalizam os livreiros que derem saída de livros de autores adquiridos por meio de nota fiscal avulsa.
 
Na divulgação, por conta da crise dos jornais, enxugamento das redações, diminuição dos cadernos de cultura, divulgação de autores capixabas se limita ao lançamento da obra, ausência de programas de cultura nas emissoras comerciais de TV aberta, cultura só é tratada na agenda cultural dos telejornais noturnos, ainda assim, se limitam a abordar shows musicais, peças teatrais e lançamentos de filmes, só há dois programas de TV aberta dedicados à literatura, ainda assim, em emissoras públicas e educativas.

Na circulação, pelo fato do poder público (Governo do Estado e Prefeituras) só apoiar a viabilização do livro, respostas evasivas das secretarias de Cultura, que dizem reservar os exemplares para distribuição em escolas e bibliotecas, mas os autores são privados das informações desta distribuição e não participarem do processo. Ausência de uma política de aquisição de livros escritos por autores capixabas por parte do Governo do Estado e das Prefeituras.

Em sua explanação, Renata Bonfim elogiou o trabalho de Maxwell, ressaltando sua trajetória e luta na produção literária. Camila Dalvi, a seu turno, também elogiou o trabalho, mas a pontou a necessidade de pequenos ajustes no texto. 

Após a explanação das professoras, Nelson solicitou a Maxwell e demais espectadores que se retirassem da sala para deliberação da banca. Passados quinze minutos, Camila leu a ata do TCC, declarando Maxwell aprovado. 

Após os ajustes no TCC, Maxwell poderá requerer sua colação de grau como licenciado em Letras-Português, após quase sete anos de luta.

Sobre Maxwell dos Santos

Maxwell dos Santos é brasileiro, nascido em Vitória/ES em 1986 e mora na referida cidade. É jornalista, radialista, designer gráfico e servidor público da Prefeitura de Cariacica desde 2017 e professor de Literatura Brasileira dos cursinhos populares Risoflora e Atitude. É técnico em Multimídia pelo CEET Vasco Coutinho, licenciando em Letras/Português pelo Instituto Federal do Espírito Santo e em História pelo Centro Universitário Internacional, pós-graduando em Letras: Português e Literatura pela Faculdade de Ciências da Bahia e em Educação Especial com Ênfase em Transtornos Globais do Desenvolvimento e Superdotação pela Faculdade de Educação Paulistana.

PR/Max

Nenhum comentário