Novidades

[News] ‘À LA CARTE’ homenageia ISABELLE HUPPERT no mês das Mulheres

 

A francesa Isabelle Huppert é uma das atrizes mais queridas e versáteis da atualidade. Para homenagear os 68 anos que completa no próximo dia 16, e o mês da mulher, o À La Carte traz uma seleção de cinco longas realizados nos últimos anos nos quais ela brilha e mostra sua versatilidade como atriz: “Um amor em Paris” (2014), “Fique Comigo” (2015), “Souvenir” (2016), “Barreiras” (2017) e “A câmera de Claire” (2017).

Huppert, que começou sua carreira em 1971, num telefilme, foi indicada ao César, principal premiação da indústria cinematográfica francesa, 16 vezes, e ganhou 2, por “Elle” (2016) e “Mulheres Diabólicas” (1996). No Oscar, concorreu por “Elle”, e, em Cannes, ganhou duas vezes o Prêmio de Interpretação Feminina, por “A Professora de Piano” (2001), e “Violette” (1978).

Sobre a atriz, a crítica Sheila O’Malley escreveu, no site do crítico Roger Ebbert: “Qualquer filme estrelando Huppert traz uma aura de empolgação. Um dos dons extraordinários de Huppert [...] é como ela entra numa cena com tamanha liberdade que cria uma atmosfera completamente imprevisível.”

Já Manohla Dargis, no The New York Times, disse que “No cinema ninguém sangra como Isabelle Huppert, metaforicamente, é claro, dada a ferocidade, a maneira como essa mulher marca a tela com comprometimento tão absoluto à cena que é impossível não pensar que ela já não sacrificou pedaços do seu corpo a um filme.”

Suas atuações nos filmes da seleção do À La Carte são altamente elogiadas. Por seu trabalho em “Um amor em Paris”, a Hollywood Reporter escreveu na crítica que a atriz “ancora o filme com uma interpretação bela e modulada, na qual sua personagem lentamente acorda para a ideia de uma segunda juventude”.

Por “Barreiras”, no qual atua ao lado de sua filha, Lolita Chammah, a revista Variety disse que “Huppert marca com sua linguagem corporal uma história que combina carinho e controle [...] Colocar a atriz para contracenar com sua filha foi uma escolha inspirada.”

Em “A Câmera de Claire”, ela protagoniza o primeiro filme em francês do coreano Hong Sang-Soo, interpretando uma turista francesa comum que sonha em visitar Cannes, e sua primeira fala no filme é “É a primeira vez que venho a Cannes”, o que, claramente, é uma piada do diretor e roteirista, haja vista a imensa quantidade de vezes em que a atriz esteve no festival na cidade da Riviera Francesa.

A seleção do À La Carte destaca o que há de melhor na filmografia recente de Huppert, ressaltando sua variedade em registros, indo da comédia ao drama, às vezes no mesmo filme. Abaixo, mais informações sobre cada um dos títulos.

Um amor em Paris


LA RITOURNELLE | França | 2014 | Direção: Marc Fitoussi


Elenco: Isabelle Huppert, Jean-Pierre Darroussin, Michael Nyqvist


Brigitte e Xavier são casados há muitos anos e criam gado na França. Eles têm uma boa vida, mas algo muda depois que seus filhos saem de casa. Brigitte começa a sentir-se presa em uma rotina, sempre esperando por algo extraordinário acontecer. Um dia ela vai à Paris, conhece um charmoso dinamarquês e resolve se deixar levar pelos seus encantos.


CURIOSIDADES: Segunda parceria entre o diretor Marc Fitoussi e a atriz Isabelle Huppert, após o sucesso "Copacabana" (2010). O papel de Xavier, interpretado por Jean-Pierre Darroussin, foi oferecido a Gérard Jugnot, que recusou.  O ator sueco Michael Nyqvist (1960–2017), que faz par romântico com Isabelle Huppert, participou de filmes de grande sucesso como "Os Homens que Não Amavam as Mulheres" (2009) e "Missão: Impossível - Protocolo Fantasma" (2011).


Fique Comigo


ASPHALTE | França | 2015 | Direção: Samuel Benchetrit


Elenco: Isabelle Huppert, Gustave Kervern, Valeria Bruni Tedeschi, Michael Pitt


Numa periferia da França, em um prédio com o elevador quebrado, três pessoas que vivem sozinhas têm sua rotina alterada: um homem, que devido a uma "overdose" de bicicleta ergométrica, acaba numa cadeira de rodas e conhece uma misteriosa enfermeira do plantão noturno; um adolescente, cujos pais estão sempre ausentes, se envolve com a nova vizinha, uma atriz de cinema com idade para ser sua mãe; e uma imigrante argelina, que aguarda a saída de seu único filho da prisão, acolhe um astronauta americano que cai do espaço e bate à sua porta.


CURIOSIDADES: Quando Jeanne Meyer, personagem de Isabelle Huppert, revela ao seu jovem vizinho que é atriz e mostra a ele um dos seus filmes, as cenas que aparecem são na verdade de "Um Amor Tão Fácil" (1977), de Claude Goretta, filme estrelado pela própria Huppert, aos 14 anos. O jovem ator Jules Benchetrit, que interpreta Charly, é filho de Samuel Benchetrit, diretor do filme, com a falecida atriz francesa Marie Trintignant.


Souvenir


SOUVENIR | 2016 | Bélgica, Luxemburgo e França


Direção: Bavo Defurne | Elenco: Isabelle Huppert, Kévin Azaïs, Johan Leysen


Uma esquecida cantora do Concurso Europeu da Canção de 1970 vive no anonimato trabalhando em uma fábrica de tortas. Um jovem colega de trabalho descobre seu segredo e, com charme, a convence a se apresentar pela primeira vez em anos. Aspirante a boxeador, ele se empolga com a nova possibilidade de negócio e, apaixonados, os dois decidem tentar fazer com que o retorno dela aos holofotes aconteça.


CURIOSIDADES: A foto de Isabelle Huppert para o cartaz de “Souvenir” é obra da famosa dupla de artistas franceses Pierre e Gilles. Inicialmente cogitou-se que o filme seria baseado na história real da cantora. Liliane Saint-Pierre, que representou a Bélgica no Festival Eurovision de 1987 e, apesar do seu destaque naquele ano, terminou na 11ª colocação. No entanto, ao ser informada disso, Liliane reprovou a ideia do filme relatar sua trajetória e o roteiro final seguiu uma linha totalmente ficcional. Diferente da história do filme, em 1974, quando o grupo sueco ABBA venceu o Eurovision, a França não participou daquela edição e quem ocupou o segundo lugar foi a cantora italiana Gigliola Cinquetti.


Barreiras


BARRAGE | França | 2017 | Direção: Laura Schroeder


Elenco: Isabelle Huppert, Lolita Chammah, Themis Pauwels


Após dez anos vivendo na Suíça, Catherine retorna a Luxemburgo. Durante esse período, sua mãe, Elisabeth, foi responsável pela criação de sua filha, Alba. De volta para casa, Catherine entende que os papéis de cada uma dentro da família já foram determinados, mas sente que precisa lutar para ser a mãe de sua filha. Começa, então, uma jornada inquietante no complicado mundo do amor maternal, apenas para descobrir-se que, às vezes, o seu verdadeiro adversário pode ser você mesmo.


CURIOSIDADES: Lolita Chammah, que interpreta a filha de Isabelle Huppert em “Barreiras”, é sua filha também na vida real. Sua estreia no cinema aconteceu em 1988, no drama “Um Assunto de Mulheres”, de Claude Chabrol, no qual representou a filha caçula da própria Huppert. A garota Themis Pauwels já havia atuado em outros três filmes, entre eles "Suite Francesa" (2014), de Saul Dibb, no qual atuou ao lado de Michelle Williams, Kristin Scott Thomas e Matthias Schoenaerts.


A câmera de Claire


LA CAMÉRA DE CLAIRE | 2017 | França | Direção: Hong Sang-Soo


Elenco: Isabelle Hupper, Kim Min-Hee


Sinopse: Manhee é agente de filmes e foi demitida por sua chefe sem explicações. Claire é uma professora de música apaixonada por eternizar momentos com sua polaroid. As duas se encontram por acaso durante o Festival de Cannes e desenvolvem uma amizade quase instantânea. Através das fotografias de Claire, pequenos detalhes sobre a vida de ambas começam a ser revelados.


CURIOSIDADES: Filmado durante o Festival de Cannes de 2016, no entorno do evento, exatamente um ano antes da estreia mundial na edição de 2017 do mesmo festival. Na cena de abertura, cobrindo uma porta, aparece um cartaz gigante de "Você e os Seus" (2016), outro filme do diretor Hong Sang-soo.


 

Serviço:


Planos de assinatura com acesso a todos os filmes do catálogo em 2 dispositivos simultaneamente.


Valor assinatura mensal: R$ 9,90 | Valor assinatura anual: R$ 108,90


Super Lançamentos: Com valores variados, a sessão ‘super lançamentos’ traz os filmes disponíveis no cardápio para aluguel por 72hs. 


Para se cadastrar acesse: www.belasartesalacarte.com.br e clique em ASSINE.


Ou vá direto para a página de cadastro: https://www.belasartesalacarte.com.br/checkout/subscribe/signup


Aplicativos disponíveis para Android, Android TV, IPhone, Apple TV e Roku. Baixe Belas Artes À LA CARTE na Google Play ou App Store.


Petra Belas Artes À LA CARTE:


Com acervo com curadoria, pensado para quem ama uma programação de qualidade o Petra Belas Artes À LA CARTE é uma plataforma de streaming criada no final de 2019, e que ganhou muita força, em abril de 2020, quando após 5 meses do seu nascimento, passou a oferecer um mês de gratuidade aos cinéfilos, durante a Pandemia. Desde em então, a plataforma criada pelo Belas Artes Grupo passou a ter um crescimento de pelo menos 40% ao mês, ganhando cada vez mais espaço no dia a dia dos cinéfilos.


A ideia inicial sempre foi poder levar para todo o Brasil aquilo que os cinéfilos de São Paulo tinham no Cine Petra Belas Artes, ou seja, uma programação de qualidade, com curadoria, e que tenha em seu catálogo de forma permanente, filmes que não são encontrados nas plataformas globais. Ou seja, filmes de grandes diretores, de vários países do mundo, e que fazem parte da história do cinema. Além disso, toda semana quatro novos filmes entram no “cardápio” do Petra Belas Artes À LA CARTE e não saem do ar, ou seja, eles ficam durante muito tempo disponíveis para que os assinantes possam ver e rever seus filmes preferidos. 


No Petra Belas Artes À LA CARTE o assinante encontra os filmes divididos em categorias singulares e criativas com classificações como: "cults incríveis", “mulheres maravilhosas”, "hahaha", “para roer as unhas”, "o que todo cinéfilo precisa ver antes de morrer" e "novo no cardápio", entre várias outras. Além disso, a plataforma também lança filmes de forma inédita e exclusiva como foi o caso do lançamento de “Apocalypse Now – Final Cult”, “O Hotel às Margens do Rio” de Hong Sang Soo, o brasileiro “Partida”, de Caco Ciocler, entre outros.




Nenhum comentário