Novidades

[Programação] Filmes em Destaque no Canal Brasil de 20 a 26 de Maio

A LUTA DO SÉCULO (2018)(78’) 
 
 
Direção: Sérgio Machado
Classificação: 12 anos

Sinopse: Vencedor do prêmio de Melhor Documentário do Festival do Rio de 2016, o filme de Sérgio Machado conta a história de ascensão e queda de dois boxeadores que foram ídolos do esporte na década de 1990: o pernambucano Luciano “Todo Duro” e o baiano Reginaldo “Holyfield”. Com uma lendária rivalidade, os lutadores colocaram seus estados em pé de guerra durante o período em que disputaram seis lutas e obtiveram três vitórias cada um. O longa mostra a última luta entre os dois inimigos que resolveram, durante as filmagens e já com mais de 50 anos de idade, se enfrentar novamente.
 

A VOZ DO SILÊNCIO (2018)(98’) 
 

Horário: Terça, dia 21, às 20:30

INÉDITO e EXCLUSIVO

Direção:
André Ristum
Classificação: 16 anos

Sinopse: O filme parte de sete histórias inicialmente independentes, mas com alguns pequenos pontos de interseção ao longo da trama. Todas, no entanto, estão conectadas por um fio condutor: a solidão, frieza e voracidade do cotidiano da maior cidade do país.
 

QUANDO AS LUZES DAS MARQUISES SE APAGAM (2018) (87’)


Horário: Quarta, dia 22, às 20h

INÉDITO e EXCLUSIVO

Direção:
Renato Brandão
Classificação: Livre

Sinopse: Formado em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), Renato Brandão apresentou como trabalho de conclusão de curso um projeto sobre a história da Cinelândia Paulistana, no centro antigo da capital. Não satisfeito, se dedicou por quase uma década para buscar investimentos e transformar o seu esforço em documentário. A recompensa do estreante na direção e roteiro de longas-metragens veio na forma de um rico passeio pela trajetória do cinema no Brasil e, ao mesmo tempo, do progresso da terra da garoa no século 20. A película foi selecionada para a 23ª edição do Festival É Tudo Verdade, em 2018.

LOVE FILM FESTIVAL (2017) (95’)


 

Horário: Quinta, dia 23, às 20:30

Direção:
Manuela Dias
Classificação: 16 anos

Sinopse: Luzia (Leandra Leal), uma roteirista brasileira, e Adrián (Manolo Cardona), um ator colombiano, se conhecem e se apaixonam em noite chuvosa no Festival de Santa Maria da Feira, em Portugal. Nasce ali uma história de amor que é desenvolvida em outros cinco encontros, todos eles em mostras de cinema ao redor do mundo. Nessa mistura de ficção e realidade, tudo é possível, e o casal revive clássicas cenas românticas de filmes.
 

MÉDICOS CUBANOS (2017) (75’)











Horário: Sexta, dia 24 às 19:20

INÉDITO E EXCLUSIVO

Direção:
Paulo Markun e Sérgio Roizenblit
Classificação: 10 anos

Sinopse: Em 2013, o Brasil hospedou 15 mil médicos cubanos para proporcionar atendimento em pequenas cidades nas quais o sistema público tinha dificuldades de penetrar, em um projeto encarado como polêmico por parte da população. Os documentaristas Paulo Markun e Sérgio Roizenblit analisam a atuação de três doutores para mostrar como o programa de fato funciona.

O ANIMAL CORDIAL (2018) (95’)


 
Horário: Sábado, dia 25, às 22:20

INÉDITO E EXCLUSIVO

Direção:
Gabriela Amaral Almeida
Classificação: 18 anos

Sinopse: Inácio (Murilo Benício) é o dono de um restaurante decadente em São Paulo e aparenta uma certa consternação com a vida; reclama do casamento, grita solitariamente com o espelho no banheiro, reprova o estado do empreendimento em um bairro da periferia e lida de forma rude com Sara (Luciana Paes), a garçonete, e Djair (Irandhir Santos), seu chef de cozinha. Seus poucos clientes da noite são o arrogante casal formado por Verônica (Camila Morgado) e Bruno (Jiddu Pinheiro) e o solitário e depressivo aposentado Amadeu (Ernani Moraes). O expediente moroso do local, com todos seus frequentadores infelizes, ganha contornos trágicos quando Magno (Humberto Carrão) e Nuno (Ariclenes Barroso) anunciam um assalto.
 

INFÂNCIA (2015) (85’)

 
Horário: Domingo, dia 26, à 19:15

Direção: Domingos Oliveira
Classificação: 14 anos

Sinopse: A trama passeia por acontecimentos entrelaçados em um dia comum na família da matriarca conservadora Dona Mocinha (Fernanda Montenegro). Após a morte de seu marido, ela vive saudosa e controla de perto a vida dos filhos, Conceição (Priscilla Rozembaum) e Orlando (Ricardo Kosovski), e do genro, Orlando (Paulo Betti), mantendo relacionamentos paradoxais cujo medo de ficar sozinha e o tratamento ríspido caminham juntos. Alheio às brigas e traições que ocorrem dentro da casa, o jovem Rodriguinho (Raul Guaraná) – alter ego de Domingos Oliveira – vive isolado do mundo exterior devido à superproteção, enquanto convive com dificuldades de lidar com seus parentes.


Nenhum comentário