Novidades

[News] Atrações do Clube Manouche nos dias 22 e 23 de maio

22/05 - Quarta, 21h - Pedro Borges e banda Amor Pro Mundo


Pedro Borges, cantor, compositor e violonista, e sua banda Amor Pro Mundo apresentam o show “Uma razão pra viver”, título de seu último e recém lançado single. O show deriva do blog www.amorpromundo.com. “A ideia de criar o blog surgiu de uma necessidade antiga de ter um espaço para divulgar minhas músicas, e outras em geral, e também de divulgar ideias, pensamentos e projetos”, conta Pedro.
Pedro Borges começou sua carreira trabalhando em hotelaria e no mercado financeiro. Mais tarde, através de terapias espiritualistas, descobriu sua vocação para a música. Com pouco mais de 20 anos começou a trabalhar nos Estúdios Mega como assistente de estúdio até chegar a gerente. Já lançou dois CDs: “É Preciso Mudar” (2001) e “Ninguém é Feliz Sozinho” (2006). Com este último, lançado também na Europa, concorreu em 2007 ao Prêmio Toddy de Música Independente, criado pela Revista Dinamite. Em 2008 viveu em Paris, apresentando-se em casas noturnas e tocando em rádios. Após este período, retornou ao Brasil, onde começou a estudar espiritismo, tendo feito o single “O que Tem Que Ser Tem que Ser” (2015).
A banda Amor pro Mundo é formada por Eber de Freitas, bateria, Emerson Ribber, baixo, Pedro Limão, guitarra, Pedro Tambellini, guitarra, além do próprio Pedro Borges no violão, voz e gaita. O show contará com a participação especial de Mario Moura, sitar, num momento em que convocará a plateia para uma meditação coletiva em prol do planeta. O show é ritmicamente variado, passeando pelo samba, pop, reggae, mas com uma pegada rock’and’roll. No repertório, canções autorais e versões de Caetano Veloso e Rolling Stones.

Serviço

Show: Pedro Borges e banda Amor pro Mundo

Local: Clube Manouche/Casa Camolese (Rua Jardim Botânico, 983, Jardim Botânico, Tel: 3514-8200)

Data e horário: 22 de maio, quarta, às 21h

Ingressos: R$ 60,00 (inteira), R$ 40,00 (ingresso solidário: com 1 kg de alimento não perecível) e R$ 30,00 (meia) www.eventim.com.br

Classificação: Livre

Estacionamento no local (tarifado)

23/05 - Quinta 21h - Ortinho - Lançamento do CD “Nas Esquinas do Coração”


Parceiro de Arnaldo Antunes, entre outros compositores, com quem assina “A Casa é Sua”, o pernambucano Ortinho faz show de seu quarto álbum recém-lançado nas plataformas digitais, “Nas Esquinas do Coração”.

“Este é o primeiro disco de uma trilogia que nasceu inspirada em mensagens passadas para mim, durante rituais de Ayahuasca na Amazônia peruana, pelos espíritos de luz que vieram me guiar e me ajudar nesse caminho em busca de respostas para às perguntas da minha alma”, conta Ortinho.

O disco marca seu retorno ao estúdio, após nove anos, e a estreia de Jorge Du Peixe (Nação Zumbi) como produtor de discos. Entre as oito faixas inéditas, estão músicas dele e Arnaldo Antunes, parceiro desde seu primeiro álbum solo, como “Não Chore Mais Meu Bem” e “Com uma Dor”, esta juntamente com Du Peixe. Em parceria apenas com Jorge Du Peixe, apresenta  “Menina Silibrina”, “Na Fé” e  “Um Samba”, o primeiro single do disco.
  
O álbum contou também com as participações de Otto (“Na Fé”), Junio Barreto (“Com Uma Dor”), Pupillo e Guilherme Kastrup, na bateria, Toca Ogan, percussão, Thiago Duar, baixo, guitarra e cavaquinho, e Marcelo Monteiro, sax barítono, sax tenor e flauta, e foi gravado nos Estúdios PIPA Music e Toca do Tatú.

No show, Ortinho é acompanhado por Estevan Sinkovitz, violão aço e guitarra, Zeca Loureiro, guitarra, Tiago Brandão, baixo, Rogério Rochlitz, piano, moog e escaleta, e Gustavo Souza, bateria. Além das músicas do novo disco, interpreta faixas dos discos anteriores como “Alto Zé do Nada”, “Herói Trancado”, “Saudades do Mundo” e  “Pense Duas Vezes Antes de Esquecer”.

Um pouco sobre Ortinho
Revelado como vocalista da banda Querosene Jacaré, Ortinho é um poeta emblemático da fértil cena de Caruaru. Com uma reconhecida discografia, seu talento de compositor e intérprete está entre os destaques da cena indie brasileira.
Foi parceiro de Chico Science em “Sangue de Bairro”, trilha do longa “Baile Perfumado”, de Lírio Ferreira, Lula Cortes (“As Flores”), Lula Queiroga (“Desabafa”), Junio Barreto (“Procurando Dum-Dum”) e Marcelo Jeneci (“Café com Leite de Rosas”). Com Arnaldo Antunes, além do hit “A Casa é Sua”, assina mais duas faixas do disco Iê Iê Iê (“Envelhecer” e ”Meu Coração”) e duas canções gravadas por ambos (“Retrovisores” e “Pense Duas Vezes Antes de Esquecer”), entre outras.
Logo após sair de sua banda Querosene Jacaré, partiu para a carreira solo e lançou “Ilha do Destino” (2002), com participações de Arnaldo Antunes, Chico César, Zeca Baleiro, Marcelo Jeneci e Junio Barreto. Produzido por Swammy Jr. e Kastrup, foi considerado um dos melhores álbuns daquele ano pelo crítico Tárik de Souza, no Jornal do Brasil.
Com um filho a caminho e grana curta, acabou deixando a carreira de lado e foi trabalhar na movimentada noite da Vila Madalena em São Paulo, onde então morava. Em 2003, voltou a Recife e três anos depois lançou seu segundo álbum, “Somos” (2006), que rendeu uma inusitada comparação feita por Pedro Alexandre Sanches, na Carta Capital: “Ortinho é o Glauber Rocha da música brasileira”. Nesse período, fez outra participção no cinema, no road movie cult “Árido Movie”, de Lírio Ferreira (2006).
Já “Herói Trancado” (2010) foi feito no Recife e gravado em São Paulo. Com uma mistura de pop e rock com pegada jovem guarda, é considerado um divisor de águas em sua carreira por Lauro Lisboa Garcia, em crítica no jornal O Estado de São Paulo. Foi após esse disco que saíram músicas como “A Casa é Sua” e “Pense Duas Vezes Antes de Esquecer”, ao lado de Arnaldo Antunes. Em 2013, Ortinho voltou a São Paulo e, pouco a pouco, passou a compor as músicas do novo disco, muitas das quais como consequência de um percurso espiritual que o levou a experiências com a Ayahuasca no Peru.
Desde 2017 Ortinho se dedica à realização do espetáculo “Nordeste Psicodélico”, idealizado por ele com repertório alternativo dos anos 60 e 70 e a presença de convidados. Hoje, o artista tem músicas suficientes para mais dois discos e seu objetivo é lançar uma trilogia. “Nas Esquinas do Coração” é um disco forte e conciso, o próximo deve seguir o caminho psicodélico que abriu nesse, porém ainda mais direcionado ao espaço, e o terceiro será um resgate de suas raizes musicais regionais agrestinas. ”Eu sou o artista que eu sonhei ser, faço as músicas que eu queria fazer, uma mistura de todas as músicas que eu gosto”. Esse é Ortinho.

Serviço

Show: Ortinho em show de lançamento do CD “Nas Esquinas do Coração”

Local: Clube Manouche/Casa Camolese (Rua Jardim Botânico, 983, Jardim Botânico, Tel: 3514-8200)

Data e horário: 23 de maio, quinta, às 21h

Ingressos: R$ 60,00 (inteira), R$ 40,00 (ingresso solidário: com 1 kg de alimento não perecível) e R$ 30,00 (meia) www.eventim.com.br

Classificação: Livre

Estacionamento no local (tarifado)

Nenhum comentário