19 julho 2018

[News] Paul Simon anuncia o lançamento do novo álbum "In the Blue Light"

“Este álbum é composto por músicas que achei que estavam quase boas ou que eram estranhas o suficiente para serem ignoradas na primeira vez. Refazer arranjos, estruturas harmônicas e letras que não tiveram um significado claro me deram tempo para esclarecer na minha própria cabeça o que eu queria dizer, ou perceber o que eu estava pensando e torná-lo mais facilmente compreensível” – Paul Simon, julho de 2018
O lendário cantor e compositor Paul Simon lançará seu 14º álbum de estúdio, intitulado “In The Blue Light”, no dia 7 de setembro. Produzido por Simon e Roy Halee, que trabalham juntos desde os anos 1960, o disco conta com um talentoso elenco de músicos que se juntaram a Simon para dar novas perspectivas a 10 das canções favoritas do artista (embora, talvez menos conhecidas), extraídas de sua inigualável obra.

Simon selecionou canções originalmente lançadas em “There Goes Rhymin' Simon” (1973), “Still Crazy After All These Years” (1975), “One-Trick Pony” (1980), “Hearts and Bones” (1983), “The Rhythm of The Saints” (1990), “You're The One” (2000) e “So Beautiful Or So What” (2011), revigorando e transformando as composições através de novos arranjos e colaborações.
Entre os músicos que se juntaram a Simon em “In The Blue Light”, estão os ícones do jazz Wynton Marsalis nos trompetes, Bill Frisell na guitarra e Jack DeJohnette e Steve Gadd na bateria. Duas das músicas gravadas com o sexteto nova-iorquino yMusic, “Can’t Run But” e “Rene and Georgette Magritte with Their Dog After the War”, estão sendo apresentadas em cada show do cantor em sua “Homeward Bound – The Farewell Tour”.
Simon explica no encarte do álbum: “é uma ocorrência incomum para um artista ter a oportunidade de revisitar trabalhos anteriores e repensá-los; para modificar, até mesmo alterar completamente partes dos originais”.
“Felizmente, esta oportunidade também me deu o presente de tocar com um grupo extraordinário de músicos, com os quais a maioria eu nunca havia gravado antes. Espero que o ouvinte ache revigoradas essas novas versões de músicas antigas, como uma nova camada de tinta nas paredes de uma antiga casa”
O lançamento de “In The Blue Light” no dia 7 de setembro coincide com a última parte da turnê “Homeward Bound – Farewell Tour”, que inclui performances no mesmo mês em Nova York.
Sobre Paul Simon
Com uma distinta e amada obra que inclui 14 álbuns de estúdio, cinco álbuns de estúdio como Simon & Garfunkel, Paul Simon recebeu 16 Grammys. Três deles –  por “Bridge over Troubled Water”, “Still Crazy after All These Years” e “Graceland” - foram “Álbum do Ano”. Em 2003, recebeu um Grammy Lifetime Achievement Award por seu trabalho em Simon & Garfunkel e já vendeu mais de 100 milhões de discos em todo o mundo.
Durante sua inigualável carreira, Simon teve 29 singles no Top 40, apenas nos Estados Unidos, com 14 deles no Top 10 ou mais, incluindo “50 Ways to Leave Your Lover” (que alcançou o #1), “Kodachrome,” “Loves Me Like A Rock,” “Mother and Child Reunion,” “Late In The Evening,” “You Can Call Me Al” e muitos outros. Como Simon & Garfunkel, ele escreveu e tocou os singles que chegaram ao topo das paradas norte-americanas, "The Sound of Silence", "Mrs. Robinson”,“Bridge Over Troubled Water” e outros sucessos atemporais.
Paul Simon é membro do Hall da Fama dos Compositores e foi incluído ao Hall da Fama do Rock'n'Roll, tanto como membro da Simon & Garfunkel, como artista solo. Ele foi um dos vencedores do Kennedy Center Honors, em 2002, e um dos 100 indicados como "People Who Shape Our World" da revista Time, em 2006. Em 2007, ele recebeu o prêmio inaugural da Biblioteca do Congresso norte-americano, “Gershwin Prize for Popular Song”, que reconhece o profundo e positivo efeito da música popular na cultura mundial. Simon foi eleito para a Academia Americana de Artes e Ciências em 2011. E, em 2012, recebeu o Polar Music Prize, ao lado do violoncelista clássico Yo-Yo Ma.
Por Leonardo Alves

Nenhum comentário

Postar um comentário