26 maio 2018

[Crítica] Acerto de contas

 Sinopse:Amanda Waller e sua força tarefa - Pistoleiro, Tigre de Bronze, Nevasca, Capitão Bumerangue, Arlequina e Cobra Venenosa - estão numa missão para recuperar um objeto místico poderoso, e estão dispostos a arriscar suas próprias vidas. Mas, o Esquadrão Suicida não é o único grupo de vilões que está nessa busca.


   O que eu achei? Essa é a segunda animação da DC que assisto esse ano (Gotham City 1899-Um conto de Batman) foi a primeira)e devo admitir que fico feliz em poder dizer que não fui decepcionada em nenhuma das duas. 
Tudo começa após a derrota do Mestre do Oceano pelas mãos da Liga da Justiça quando Amanda Waller despacha a Força-Tarefa X- composta por Pistoleiro, Conde Vertigo, Arraia Negra e o casal de criminosas Punch e Judy para recuperar um flash drive contendo informações sigilosas de Tobias Whale. Se você é familiarizado(a) com o universo DC, sabe que ele é um vilão, chefão do tráfico de drogas de Metropolis e albino. Eles obtém sucesso na missão mas Conde Vertigo e Judy traem o time e assassinam Punch. Eles se tornaram amantes na cadeia e planejam copiar o arquivo e vendê-lo uma vez que o tempo deles na equipe tenha sido cumprido mas Waller ouve tudo pelo transmissor auricular de Pistoleiro e ativa a bomba localizada na cabeça do Conde Vertigo enquanto o Pistoleiro mata Judy sem dó nem piedade. 
Três anos mais tarde, o Professor Pyg é sequestrado por Nocaute e Escândalo. Waller é diagnosticada com um câncer terminal e reúne uma nova equipe da Força-Tarefa X: Arlequina, Capitão Bumerangue, Nevasca, Tigre de Bronze, Cobra Venenosa e Pistoleiro. A missão deles: encontrar um homem chamado Steel Maxum e conseguir um cartão negro com os dizeres ´´Get out of hell free´(livre-se do inferno de graça).
Eles acabam rastreando Steel Maxum em um clube de strippers mas descobrem que outro time também estava atrás dele pelo mesmo motivo: Banshee Prateada, Arrasão-Quarteirão e o Flash Reverso mas conseguem escapar levando o alvo com eles. Maxum conta sua história: ele é um ex-Senhor Destino e que o cartão tem o poder de garantir ao seu portador uma entrada no Paraíso, independentemente dos pecados que a pessoa tenha cometido durante sua vida. Escândalo e Nocaute roubaram o cartão dele, o que resultou na perda do posto de Senhor Destino pelo deus Nabu (um dos deuses do panteão da DC Comics).Agora a missão é ir atrás delas pra tentar recuperar o cartão.
A animação tem tudo o que você espera de uma produção da DC: tiradas impagáveis da Arlequina como ficar rindo de tudo não importa a gravidade da situação, competição pela liderança do time (nesse caso entre o Pistoleiro e Tigre de Bronze, que acaba ganhando o posto por Amanda após um deslize do colega)traição de um deles (mas é lógico que não direi de quem para não estragar a surpresa) e um vilão sinistro: Vandal Savage,nome conhecido dos fãs de Legends of Tomorrow) o neandertal imortal no caminho para impedi-los de alcançar de seu objetivo. Há algumas cenas de violência meio pesadas mesmo para uma animação: membros decepados, cabeças explodindo e sangue para tudo quanto é canto. Mas ela acerta em cheio ao abordar temas universais como redenção (chega a uma hora quando os passados tenebrosos dos vilões são contados que você chega a se questionar se eles estão mesmo moralmente errados) religião, família (há um sub-plot da filha do Pistoleiro) vingança e o medo da morte.Afinal, quem não gostaria de ter certeza de que não irá para o inferno não importa a quantidade de más ações que tenha praticado em vida Uma das melhores lançadas até agora. E que venha Batman Ninja!

Trailer:                   


Nenhum comentário

Postar um comentário