Novidades

[News] Mostra “É Tudo Coutinho” homenageia diretor cinco anos após sua morte

Canal Brasil reúne cinco filmes por ele assinados por Eduardo Coutinho

A partir de 6 de fevereiro, o Canal Brasil dedica a faixa das 19h30 de quarta-feira a Eduardo Coutinho. Ao longo das próximas quatro semanas, em tributo aos cinco anos de sua morte, serão exibidas algumas das principais produções do documentarista: Cabra Marcado para Morrer (1984), As Canções (2011), Edifício Master (2002) e Últimas Conversas (2015). Além da grade linear, esses filmes se juntam a O Fio da Memória (1991), Santo Forte (1999), Babilônia 2000 (1999) e Jogo de Cena (2007), que estarão disponíveis nas plataformas de VOD das operadoras.

O documentário nacional passa invariavelmente pela figura de Eduardo Coutinho. Mestre do cinema de realidade brasileiro, o diretor paulistano deixou um legado de obras brilhantes e um olhar peculiar e criterioso sobre o cotidiano, investigando com afinco questões sensíveis e voltando suas lentes às histórias de pessoas comuns.

É TUDO COUTINHO:
Início: quarta, dia 6, às 19h30
1º horário: quartas, às 19h30
Reprise: sextas, às 13h30

CABRA MARCADO PARA MORRER (1984) (120’)
Horário: quarta, dia 6, às 19h30
Classificação: 12 anos
Direção: Eduardo Coutinho
Sinopse: O longa, que conta com a direção de Eduardo Coutinho, foi iniciado em 1964, mas a produção acabou sendo interrompida em função do golpe militar e só retomada 17 anos depois. O projeto inicial era de produzir um “docudrama” retratando o assassinato de João Pedro Teixeira, líder do movimento das ligas camponesas de Sapé, na Paraíba, que ocorreu no início dos anos 1960, por ordem de latifundiários nordestinos. Tratava-se de um filme em que os personagens seriam representados pelas próprias pessoas que vivenciaram o fato. Assim, o vídeo tem participação dos camponeses da região e narra a trajetória da viúva Elisabeth Teixeira e de seus filhos, destacando o que ocorreu durante os anos que se passaram entre o antigo projeto de ficção e as últimas filmagens, buscando a reação destas pessoas quando relembradas de um passado que foi arrancado de suas vidas. As tomadas realizadas em 1964 são exibidas aos camponeses e o diretor filma a reação destes ao vê-las.

AS CANÇÕES (2011) (92’)
Horário: quarta, dia 13, às 19h30
Classificação: Livre
Direção: Eduardo Coutinho
Sinopse: O cenário é simples: uma cadeira preta posicionada à frente de uma solene cortina. Ali, cidadãos comuns recorrem ao âmago de suas memórias lembrando e entoando canções que marcaram momentos importantes em suas vidas. Ao contarem suas histórias e cantarem suas melodias, os olhos marejam, a boca exibe sorrisos largos, e o coração se preenche de nostalgia. De Eduardo Coutinho, diretor de "Babilônia 2000", "Edifício Master", "Peões" e "Santo Forte".

AS CANÇÕES (2011) (92’)
Horário: quarta, dia 13, às 19h30
Classificação: Livre
Direção: Eduardo Coutinho
Sinopse: O cenário é simples: uma cadeira preta posicionada à frente de uma solene cortina. Ali, cidadãos comuns recorrem ao âmago de suas memórias lembrando e entoando canções que marcaram momentos importantes em suas vidas. Ao contarem suas histórias e cantarem suas melodias, os olhos marejam, a boca exibe sorrisos largos, e o coração se preenche de nostalgia.

EDIFÍCIO MASTER (2002) (111’)
Horário: quarta, dia 20, às 19h30
Classificação: Livre
Direção: Eduardo Coutinho
Sinopse: Dirigida por Eduardo Coutinho, uma equipe de cinema passou três semanas pesquisando e conhecendo alguns dos 500 moradores do edifício Master, situado em Copacabana, a um quarteirão da praia. Durante sete dias, filmaram o cotidiano do prédio, formado por 276 apartamentos conjugados, distribuídos em 12 andares. Dialogando com 37 moradores, o diretor compartilha seus pensamentos, ideias, sonhos, traumas e projetos, apresentando ao espectador depoimentos íntimos e reveladores. Por Edifício Master, recebeu os troféus de melhor documentário no Festival de Gramado e Prêmio da Crítica no Festival Internacional de Cinema de São Paulo, ambos em 2002; além da menção honrosa no Festival de Havana, em 2003.

ÚLTIMAS CONVERSAS (2015) (85’)
Horário: quarta, dia 27, às 19h30
Classificação: 12 anos
Direção: Eduardo Coutinho
Sinopse: Eduardo Coutinho começou a gravar, em 2013, um filme cujo objetivo era conhecer a fundo a realidade de jovens brasileiros alunos de colégios públicos. Indo além de um estudo sobre a qualidade do ensino, o documentário buscava desvendar o que passava pela cabeça de adolescentes prestes a adentrar a vida adulta. Durante as filmagens, o diretor mostrava-se desconfortável com o resultado das entrevistas até então realizadas, e questionava o possível resultado do trabalho. Quis o destino que esta fosse a obra derradeira do cineasta, morto em 2014. Seu longa-metragem de despedida foi finalizado dois anos depois por sua parceira de set de duas décadas, Jordana Berg, e por João Moreira Salles.



Nenhum comentário