11 julho 2018

[Resenha] A Luz Que Perdemos

Sinopse: Lucy e Gabe se conhecem na faculdade na manhã de 11 de setembro de 2001. No mesmo instante, dois aviões colidem com as Torres Gêmeas. Ao ver as chamas arderem em Nova York, eles decidem que querem fazer algo importante com suas vidas, algo que promova uma diferença no mundo.Quando se veem de novo, um ano depois, parece um encontro predestinado. Só que Gabe é enviado ao Oriente Médio como fotojornalista e Lucy decide investir em sua carreira em Nova York.Nos treze anos que se seguem, o caminho dos dois se cruza e se afasta muitas vezes, numa odisseia de sonhos, desejo, ciúme, traição e, acima de tudo, amor. Lucy começa um relacionamento com o lindo e confiável Darren, enquanto Gabe viaja o mundo. Mesmo separados pela distância, eles jamais deixam o coração um do outro.Ao longo dessa jornada emocional, Lucy começa a se fazer perguntas fundamentais sobre destino e livre-arbítrio: será que foi o destino que os uniu? E, agora, é por escolha própria que eles estão separados? 

O que eu achei:
Após ler "A Luz Que Perdemos" posso dizer que foi uma das (se não a) leitura mais tocante que tive este ano. É uma história que você sente todo a tensão sentimental desde a primeira página e em diversos momentos mexeu muito comigo. Jill Santopolo ministra palavras de uma forma que consegue te tocar mesmo se você já for familiarizado com esse estilo de livro.

No livro vamos conhecer a história de Lucy e Gabe, dois jovens que se conheceram na faculdade exatamente no dia 11 de setembro. Um dia que abalou todo o mundo, mas nosso protagonistas compartilham um sentimento amais sobre o dia. Não tenho uma vasta lista de romances lidos, mas não vi muitos casais tão intensos quanto Lucy e Gabe. A história vai nos mostrar os altos e baixos de um relacionamento e como as pessoas fazem a diferença na vida um do outro, e isso nos faz refletir sobre nossa vida, não comente em relacionamentos amorosos, mas o quanto nós podemos fazer para o mundo.

O livro se passa ao longo de treze anos e sendo pessoas normais acima de tudo, tendo cada um seus sonhos pessoais, chegam em um determinado momento que a vida nos da mais de uma rota para trilhar e nosso casal vai passar por isso. A dúvida de seguir seus sonhos e sacrificar seu relacionamento, algo que pode ser visto como egoísmo por alguns, ou sacrificar seus desejos e seguir com a vida á dois mas ter a chance de conviver com o arrependimento.

A história é contata pelo ponto de vista da Lucy como se ela estivesse nos contando anos depois de todo o acontecido e uma das coisas mais legais desse seu estilo de narração é que a cada final da capítulo ela deixa uma pontinha para te instigar para o próximo, como em um seriado, e isso nos faz seguir uma linha que não nos faz parar de ler. O livro vai muito além de seus momentos dramáticos e seus acontecimentos são muito bem colocados de forma que a história fique equilibrada e você não se arraste na leitura.

Sendo uma leitura intensa e profunda e com um final que me surpreendeu muito, o livro com certeza vai arrancar lágrimas de quem estiver lendo.

Por Leonardo Alves

Nenhum comentário

Postar um comentário