12 julho 2018

[Nerds & Geeks] Genndy Tartakovsky, um gênio da animação

 Uma das animações mais aguardadas do ano chega hoje aos cinemas:Hotel Transilvânia 3. Mas você sabia que o criador da franquia de Mavis & Cia, é o mesmo de Samurai Jack ?
Então permita-me apresentá-lo:

Genndy (cujo nome original em cirílico seria Gennady ou Gennadiy mas ele mudou para Genndy depois de se mudar para os EUA) nasceu em 17 de janeiro de 1970 em Moscou, capital da Rússia, filhos de judeus. Fugindo do anti-semitismo,sua família imigrou para a Itália e depois para os EUA quando Genndy tinha sete anos. Ele se formou na high school e começou a estudar cinema no Columbia College em Chicago antes de se mudar para Los Angeles para estudar animação no California Institute of the Arts.Lá ele dirigiu dois curtas animados, que virariam a base para O laboratório de Dexter. Tartakovsky conseguiu um emprego na Lapiz Azul Productions na Espanha no desenho Batman:a série animada. Algum tempo depois, seu amigo Craig McCracken passou a trabalhar como diretor de arte na Hanna-Barbera e indicou à empresa que contratasse seu amigo. A Hanna-Barbera acatou a sugestão. Genndy começou a desenvolver os primeiros esboços de O laboratório de Dexter, ajudou a produzir As meninas super-poderosas e o resto é história.
Vamos conhecer algumas das obras mais famosas dele:

O laboratório de Dexter:
A comédia pastelão contava as histórias de um menino gênio baixinho e ruivo que tinha um laboratório escondido atrás da estante de seu quarto que tinha que escapar de sua mãe fanática por limpeza e de sua irmã bagunceira Dee-Dee. Havia algumas características que se tornariam marcas registradas do trabalho de Genndy: um sotaque incomum (porque ele acreditava que todo cientista deveria ter um sotaque exótico) e algumas piadinhas que apenas os adultos percebiam. Alguns episódios como The Justice Friends, uma paródia dos Vingadores da Marvel e Dial M for Monkey, um especial estrelando macaco de estimação de Dexter, que trabalhava secretamente como um agente para uma agência de espionagem. No Brasil foi exibido pelo Cartoon Network.

Samurai Jack

Samurai Jack foi revolucionário. Narrava as histórias de um príncipe filho de um senhor feudal cujo pai o presenteou com uma katana (espada) mágica que ele usou para derrotar o demônio Aku (Abu no Brasil). Algum tempo depois Abu escapa e o samurai o enfrenta mas o demônio o envia ao futuro para um mundo dominado por ele. Agora Jack, como os habitantes dessa Terra futura o chamavam, terá que percorrer o planeta enfrentando as forças de Abu. O desenho tinha várias referências de animes de ficção científicas e filmes clássicos de samurais e vários episódios tinham a atmosfera épica similar à de filmes da década de 50. Um elemento que o tornou único era que vários episódios tinham pouco diálogo, focando mais na ação e nas expressões não-verbais para contar uma história.Foram 4 temporadas e embora nunca tenha tido um final oficial, Tartakovsky planeja fazer um filme para dar um final a série mas até agora não conseguiu convencer nenhum estúdio a financiar o projeto. Mas a IDW Comics lançou uma série de HQs em 2013, com as aventuras do samurai.

Star Wars: The Clone Wars
Impressionado com o trabalho de Genndy em O laboratório de Dexter e em Samurai Jack, o criador de Star Wars, George Lucas, decidiu pedir para ele desenvolver uma ´´microsérie´´ ambientada entre O ataque dos clones e A vingança dos Sith para incrementar os eventos das Guerras Clônicas, não mostradas nos filmes. Tartakosvky resolveu se basear na série Band of Brothers da HBO, com episódios individuais focando em Jedi e batalhas diferentes através da guerra. A série apresentou personagens como o General Grievous e a Jedi que se virou para o lado negro da Força. Asaj Ventress, que mais tarde se tornariam importantes para o cânone. Quando a LucasFilms revisitou as Guerras Clônicas para uma série em CGI em 2008, eles reutilizaram vários dos designs de Tartakovsky para a série nova, conferindo uma estética similar ao show.Passou no Cartoon Network.

Sym-Byonic Titan
O último projeto de Tartakovsky com o Cartoon Network foi Sym-Byonic Titan,uma série que misturava drama de ensino médio com ação de mechas (robôs controlados por humanos). Depois de escapar de seu planeta devastado, a princesa Ilana, seu guarda-costas Lance e seu robô-guia Octus caíram na Terra e se disfarçaram de alunos do ensino médio para se esconder do senhor da guerra que se apossou do planeta deles. Quando alienígenas hostis atacam a Terra para tentar capturá-los, o trio se une para formar um gigante mecânico. Como os demais desenhos, misturava ação com referências às obras que ele era fã. Foi cancelado após uma única temporada.

Hotel Transilvânia:
Depois que Sym-Biote Titan terminou, Genndy se mudou para a Sony Pictures, onde assumiu a direção do projeto de Hotel Transilvânia, um projeto engavetado há anos. Ele reescreveu o roteiro, acrescentando um toque pessoal á obra, com a mesma dose de imaginação e humor que seus desenhos anteriores. O primeiro filme foi lançado em 2012 e fez sucesso mundo afora, ganhou uma sequência em 2015 e o terceiro chega hoje aos cinemas. Foi a primeira experiência dele com CGI e em dirigir um longa. A Sony ficou tão satisfeita com o trabalho dele que assinou um contrato a longo prazo para ele desenvolver filmes baseados em conceitos originais dele. Agora que a sequência estreou, Tartakovsky está trabalhando em vários outros projetos, incluindo um filme do Popeye e uma jornada através da imaginação de um garoto.




Nenhum comentário

Postar um comentário