13 abril 2018

[Resenha] A Mulher na Janela

Sinopse: Anna Fox mora sozinha na bela casa que um dia abrigou sua família feliz. Separada do marido e da filha e sofrendo de uma fobia que a mantém reclusa, ela passa os dias bebendo (muito) vinho, assistindo a filmes antigos, conversando com estranhos na internet e... espionando os vizinhos.
Quando os Russells – pai, mãe e o filho adolescente – se mudam para a casa do outro lado do parque, Anna fica obcecada por aquela família perfeita. Até que certa noite, bisbilhotando através de sua câmera, ela vê na casa deles algo que a deixa aterrorizada e faz seu mundo – e seus segredos chocantes – começar a ruir.
Mas será que o que testemunhou aconteceu mesmo? O que é realidade? O que é imaginação? Existe realmente alguém em perigo? E quem está no controle?

O que eu achei?
A Mulher na Janela é um livro que te apresenta os acontecimentos vagarosamente, sem pressa e de uma forma que você anseie por respostas pois o clímax não sai da sua cabeça.

O livro é bem sutil do começo ao fim, o autor te envolve de uma forma que quando você vê já está cativado com a protagonista. Anna é uma psicóloga que enfrenta seus demônios diariamente, seus hobbies vão entre assistir uma densa maratona de filmes no sofá da sala a uma espiada na vida alheia da janela de sua casa enquanto aprecia uma taça de um bom vinho. Ela é uma mulher que passa por diversos problemas, mas o autor narra sua vida de uma forma que é impossível você não criar empatia com ela.

Certa noite Anna ouve um grito vindo da casa dos novos moradores do bairro onde mora e isto a deixa extasiada. Imediatamente ela liga para a polícia e vai para a janela na esperança de ver o que está acontecendo. Neste momento muitas coisas acontecem mas a principal é que daí todos ao redor de Anna vão começar a acreditar que ela é só uma mulher paranoica e que merece ser tratada, mas como a frase da capa do livro nos lembra: "não é paranoia se está realmente acontecendo."

A leitura vai tranquilamente te instigando de uma forma que você não consegue parar de ler. Confesso que no início eu ficava ansiando por algo que despertasse mais tenção e que me fizesse de fato ficar vidrado no livro, eis que bum! esse momento chegou e é um dos acontecimentos do livro que você não espera, e te faz surtar junto com Anna em busca de respostas.

Ao longo do livro também somos apresentados a histórias do passado de Anna que em partes resulta no o que ela é hoje e com esses poucos momentos de alternância vão acrescentando mais mistérios na trama e tornando um thriller que vale muito a pena ser lido pois conta com um plot twist de cair o queixo.

A Mulher na Janela teve seus direitos cinematográficos adquiridos pela 20th Century Fox e já está em processo de produção. Em breve mais detalhes aqui no Reino.



Por Leonardo Alves

Nenhum comentário

Postar um comentário