08 abril 2018

[Resenha] A mulher na cabine 10


Sinopse: Uma jornalista de turismo tenta se recuperar de um trauma quando é convidada para cobrir a viagem inaugural de um luxuoso navio. Mas o que parecia a oportunidade perfeita para se esquecer dos recentes acontecimentos acaba se tornando um pesadelo quando ela vê um corpo sendo jogado ao mar da cabine vizinha à sua. E o pior: os registros do navio mostram que ninguém se hospedara ao seu lado e que a lista de passageiros está completa. Abalada emocionalmente e desacreditada por todos, ela precisa encarar a possibilidade de que talvez tenha cometido um terrível engano, ou encontrar qualquer prova de que foi testemunha de um crime e de que há um assassino entre as cabines e salões luxuosos e os passageiros indiferentes do Aurora Boreal.
O que eu achei?
Eu sou simplesmente apaixonada pela escrita de Ruth Ware, já tinha lido "Em um bosque muito escuro" ano passado, e pensei comigo, que "A Mulher na cabine 10" não poderia ser diferente, e não foi!

Laura, ou Lo é uma pessoa extremamente perturbada, daquelas que tem sérios problemas com traumas. Mas tudo piora quando a dois dias da viagem que pode mudar sua vida profissional, tem sua casa invadida e fica cara a cara com o "bandido".

Sem dormir e a base de Remédios, embarca na viagem inaugural de um cruzeiro intimista, em um barco minúsculo que trouxe a tona sua claustrofobia, tendo de lutar com seus medos, e em busca do seu furo de reportagem se obriga a interagir, e somos nesse momento, apresentados a personagens curiosos, e sombrios.

Mas o que Laura não esperava era que no auge de sua bebedeira, presenciasse um assassinato, ou será que não? Ou será que os remédios, o sono foram o verdadeiro vilão nessa história?

É isso que vocês precisarão ler pra descobrir, "A mulher na Cabine 10" é uma história muito envolvente, e definitivamente angustiante, Ruth Ware consegue transmitir na sua escrita a agonia da personagem e o sentido de seus traumas, sendo Lo uma personagem muito bem construída.

Confesso que queria mais do que estava lendo, saber um pouco mais de alguns personagens que achei pouco explorados e explicados, mas não descaracterizam e muito menos diminuem o intrigante Thriller que a obra traz.

Então prepare seu passaporte, e embarque neste cruzeiro a bordo do Aurora e ajude Laura a entender o que realmente aconteceu.

Por Juliana Brito









Nenhum comentário

Postar um comentário