08 abril 2018

[Matéria] Anarquia na Monarquia? Conheçam The Royals

Conheçam The Royals a série queridinha do canal E!



Criador: Mark Schwahn
Temporadas: 4 (em exibição nos EUA ainda sem previsão de renovação para a 5ª)
Episódios: 34 (10 episódios por temporada).


Sinopse:

O que se passa por trás dos muros do Palácio Buckingham?

Inspirada no clássico Hamlet, The Royals acompanha a vida da família que poderia ser apenas uma família normal, exceto pelo fato de que eles são a família real britânica.
A série começa com a notícia de que o herdeiro do trono morreu durante um treinamento militar, isso faz com que automaticamente a vida de seu irmão o Príncipe Liam mude de cabeça para baixo já que ele será o futuro da monarquia britânica. Escândalos, intrigas, disputa de poder, romance,música e roupas fabulosas são os ingredientes que fazem essa série dramática  ( e cômica até em certos momentos) pegar fogo e viciar os expectadores.  


Personagens:
Príncipe Liam Henstridge (William Moseley).

É o Segundo filho do Rei Simon e da Rainha Helena, irmão gêmeo da princesa Eleanor. Liam sempre teve uma vida de aventuras, bebidas, lindas mulheres e nenhuma responsabilidade, uma vez que ele é apenas o substituto ao trono e não teria uma importância a monarquia até a morte de seu irmão.
Do dia para a noite o Jovem de 19 anos precisa aceitar um destino que nunca desejou para si mesmo, amadurecer e lidar com as pressões do público e de seus pais, especialmente sua mãe que está acostumada a controlar a vida de tudo e todos ao seu redor.
Princesa Eleanor Henstridge (Alexandra Park).
"Eu sou uma vadia com dinheiro e poder" é a definição que Eleanor tem de si mesma. Mimada, egoísta, festeira, insana, viciada em drogas e mais ainda em escândalos Elanor é a grande pedra no sapato de seus pais e a queridinha dos paparazzi e pessoas que se aproximam da princesa no intuito de se aproveitar dos privilégios da vida de farra que ela disputa.

Rainha Helena Henstridge (Elizabeth Hurley).

Ela é a detentora do poder, ela é a Rainha a invejada por todos. Sempre voltada para seus interesses próprios abandonou seu único amor para se casar com o futuro Rei da Inglaterra e assegurar o seu futuro brilhante. Helena vive em pé de guerra com sua filha querendo que esta seja mais como ela e menos problemática. Todos pensam que ela irá desabar com a morte de seu filho mais velho, porém ela mesmo diz "que ninguém chora pela rainha" e transfere o seu luto em preparar Liam para assumir o trono e também a escolher uma sucessora adequada ao seu posto ou seja: uma nobre da alta sociedade que faça o que ela mandar.
Rei Simon Henstridge (Vincent Regan).
Simon é o pilar que sustenta a monarquia, o reino unido e sua família. Justiça, dever e honra sempre guiaram o destino dele que é amado pelos súditos e considerado um idiota por seu irmão e esposa. Com a morte de seu filho primogênito, os constantes escândalos envolvendo Eleanor e o despreparo de Liam, Simon toma uma atitude drástica e decide acabar com a monarquia. 

Duque de York Cyrus Henstridge ( Jake Maskal).

O sonho da vida dele sempre foi ser Rei, quando Simon anuncia que irá por fim na monarquia Cyrus entra em colapso e começa a arquitetar como tomar o lugar de seu irmão. Cyrus é o tipo de homem manipulador, sem escrúpulos e completamente destrutivo. Ele é cômico e ao mesmo tempo um gênio do maquiavélico sempre saindo impune de suas armações para conseguir o que quer.


Ophelia Pryce (Merritt Patterson).

Ophelia cresceu no Palácio, porém após a morte de sua mãe foi enviada para a América por seu pai que deseja proteger a jovem de todo o circo real. Recém chegada a Inglaterra a primeira coisa que a jovem faz é chamar a atenção do jovem príncipe Liam e se envolver em um romance com ele. Esse romance acaba trazendo a jovem a atenção da imprensa, o descontentamento de seu pai e a inimizade da rainha.
Jasper Frost ( Tom Austen)
Ele é o novo segurança da princesa e seu passado é um mistério. Ele chega no Palácio como quem não quer nada e após uma farra com a princesa ele tira a sorte grande ao fazer um vídeo com cenas sordidas e começa a chantagear a herdeira real a fazer suas vontades.

O que eu achei:

The Royals é o tipo de show que te faz fazer maratona devido ao seu formato pequeno e as delícias que é espionar a vida alheia.
Eu acompanho a vida da verdadeira família real britânica ha quase 16 anos pelos tabloides mundo a fora e fiquei bem impressionada com o trabalho que a produção teve de adequar algumas coisas do roteiro da série com a vida real e seus escândalos, principalmente o personagem do William Moseley tem muitas semelhanças com a história do príncipe Harry e sua jornada até hoje.
Falando da parte da ficção é imbatível a dupla dinâmica feita entre Cyrus e Helena,

todas as armações para garantirem seus lugares na monarquia, os desejos secretos, os conflitos internos contra o Rei Simon e todo o esquema de controle da situação é muito bem retratado, lógico que temos situações revoltantes como chantagem e abuso de poder deles com seus servos ( Jake Maskel e sua frase "lembre-se intusiasmo conta") nos brindam com dois vilões impossíveis de odiar.

E o romance? Isso temos de sobre com os dois casais oficiais da série: Jaspenor e OPheliam.





Opheliam é o típico conto da Cinderela,
o lindo príncipe conhece a filha de um empregado do palácio sem saber quem ela é, então passam a namorar e lutar contra a atenção dos paparazzi, as artimanhas da Rainha para separar seu precioso príncipe da empregada e a presença e ameaça constante da ex namorada do príncipe que além de linda, sexy, rica e aprovada pela rainha, segue perturbando o casal e sendo uma lembrança constante do passado de Liam e sua vida de farra.
Jaspenor é o casal 100% sensação entre todos os fãs de The Royals, a química entre Alexandra e Tom é tão forte que dá a sensação de que o que vemos nas telas saí para a vida real.



Chatagem, sexo, sedução e muitos jogos são o combustível que alimenta a imaginação e nos faz torcer para a história da Princesa Problemática e seu Guarda Costas malandro e sedutor.


Ficou curioso sobre a série? Só sintonizar no canal E! 

Por Jaqueline Ribeiro.


Nenhum comentário

Postar um comentário