23 março 2018

[Crítica 2] Com amor, Simon







Sinopse: Todo mundo merece uma grande história de amor. Mas para Simon Spier, de dezessete anos, é um pouco mais complicado: ele ainda não contou para a sua família ou amigos que é gay, e não faz ideia de qual seja a identidade do seu colega anônimo que divide o mesmo segredo. Resolver as duas questões se mostra divertido, aterrorizante e uma mudança de vida definitiva.
O que eu achei?
 O filme conta a história de Simon, um adolescente que é Gay mas não se sente confortável em falar sobre isso,até descobrir uma postagem de Blue no blog mais famoso da escola,onde Blue fala exatamente o que sente e a partir dessa postagem eles começam a se corresponder.

Minha opinião é que o filme é bem clichê e esteriotipado e por ser um filme para desconstruir o olhar lgbt, o que me chamou atenção é que por ser um filme lgbt não se permitiu ter dois atores se beijando.Em contra partida soube tratar os assuntos que são tabu na temática de maneira leve levando até os mais preconceituosos a reflexão.

E um uma comédia romântica de descobertas, e dilemas e que querendo ou não você vai acabar se identificando com Simon.Ainda não li o livro,mas se você quer um motivo para rir e se emocionar este filme irá te surpreender.

Vale ressaltar o elenco incrivel do longa, que te aproxima ainda mais da historia. Destaque para Jennifer Gardner que soube dar a emoção na dose certa e Nick Robinson que soube lindamente transmitir o que Simon estava sentindo.

Com amor Simon, chega oficialmente aos Cinemas dia 5 de Abril, mas você já pode conferir as Pré estreias que estão rolando por todo o Brasil.

Trailer:

Confira Também a primeira crítica feita: 


Por Yasmin Hallak

Nenhum comentário

Postar um comentário