08 outubro 2017

[Crítica] Como se tornar o pior aluno da escola


Bernardo (Bruno Munhoz) e Pedro (Daniel Pimentel) são estudantes e enfrentam as clássicas tarefas de cumprir as obrigações escolares, tirar boas notas, ter bom comportamento e cumprir as regras da escola, cada vez mais elaboradas graças ao diretor Ademar (Carlos Villagrán). Frustrados, Pedro acaba encontrando um diário de como provocar o caos na escola sem ser pego, o que leva os dois amigos a seguirem as dicas do caderno.


O que eu achei?

Vamos começar por meus gostos nada peculiares... eu não curto muitos filmes de comédia, mas certamente este foi empolgante e hilário.
Bernardo e Pedro são amigos de longa data e fazem o tipo estudiosos, quando um belo dia encontram um caderno repleto de dicas como se tornar popular e ao mesmo tempo explicando como gabaritar provas.
Voltando a clássicos da velha escola onde em diversos momentos nos é remetido a outros filmes... sim você irá perceber algumas cenas que relembram de outros filmes.

Bernardo e Pedro estão no desespero por passar de ano e vai até o dono do diário: Pior Aluno (interpretado por Danilo Gentili), ele não é um qualquer afinal ganhou na telesena e assim começou seu império. O Pior aluno é um homem que parece que esqueceu de crescer e que tem um dos andares de seu hotel com suíte, bar, golfe, vivendo e usufruindo do melhor que a vida pode dar.
Após convencerem o Pior Aluno a levarem eles até uma festa, mas não é uma festinha qualquer afinal é a festa da Playboy, repleta de modelos vestidas de coelhinhas e álcool. Pedro e Bernardo ficam bêbados e terão uma ressaca digna de quem nunca havia bebido. A partir deste encontro eles mudam suas atitudes, afinal eles não deveriam ser perdedores ou cabaços( forma "carinhosa" que o Pior Aluno chama os meninos).
Os meninos serão influenciados a fazerem tudo o que piores alunos devem fazer, seguindo o manual completo de seu tutor, o que fará com que eles se metam em diversas confusões repletas de humor, muitas vezes ácido demais. Mas o que realmente poderá acontecer com dois rapazes que querem fazer de tudo para se tornar os piores alunos da escola?
Isso você terá que ver e descobrir!

Uma opinião relativa ao tal politicamente correto, nem sempre o humor e a arte é vista com "bons olhos" pelo grande público, afinal teremos cenas que certamente irão te lembrar de algumas outras comédias, mesmo que não tenha sido proposital.
Danilo peca por não ter aproveitado um pouco mais o carisma  dos personagens principais. Mas o filme é engraçado, muitas vezes as piadas são forçadas, mas afinal o humor deve ser limitado? Pois essa discussão vamos deixar para outro dia.

Coletiva de imprensa:
Durante a coletiva de imprensa com o comediante Danilo Gentili e diretor Fabrício Bittar, Danilo se mostrou uma pessoa extremamente feliz e comediante até o ápice de sua alma. Sim meus caros, ele é um comediante até mesmo fora dos palcos.
Enquanto Fabrício Bittar informou que este é o 1º filme do que será uma trilogia. O filme é muito bem dirigido ao que realmente foi proposto.
Ao ser perguntado quanto de porcentagem de Danilo existe no filme?
"Uma história fictícia com leves toques de sua vida."

Trailer:

Nenhum comentário

Postar um comentário