Novidades

[Crítica] Primeira temporada de The Witcher

5/5

A série conta a estória de Geralt de Rivia, um bruxo que percorre o Continente matando monstros por dinheiro. Ele enfrenta o preconceito e apatia de muitas pessoas, mas tem um bom coração. No decorrer da série vemos ele se envolvendo com vários personagens importantes e cada um afeta a vida dele de uma maneira.

Destaque para a linha temporal da série que é muito bem explicada (necessário prestar muita atenção para não ficar perdido). Passamos a entender os personagens graças a essa linha temporal, podemos saltar do passado para o presente em poucos minutos e ainda sim, entender tudo. E outro destaque positivo: o poder feminino. Rainha Calanthe, Tissaia, Yennefer, Triss e Renfri fazem boas participações e são demonstradas como mulheres fortes, temidas e respeitadas.

Henry Cavill, o protagonista, está ótimo na atuação do bruxo e ele é o que precisa ser nessa temporada. Any Chalotra, que da vida a maga Yennefer também não deixa a desejar, cumpriu o que prometeu. Cirilla ainda é um mistério para quem não conhece os livros ou os jogos, mas podemos esperar muita coisa boa dela na segunda temporada. Personagens como Jaskier trazem o humor na dose certa e ainda temos uma música chiclete que, no meio do dia, você se pega cantando.

O último episódio é o melhor da temporada e nos deixa com gosto de quero mais e ainda mais ansiosos para a próxima temporada. Amei Witcher de todas as formas possíveis, a série me prendeu do primeiro episódio e até o último. É promissora, com boas atuações, cenas de luta muito bem feitas e com ótimos efeitos especiais. Que venha 2021!

  Escrito por Graziele Oliveira

Nenhum comentário