04 agosto 2018

[Quotes] A Rainha Vermelha

"Uma sociedade divida pelo sangue.
Um jogo definido pelo poder."


"Não importa que o sangue seja tudo o que não somos, tudo o que não podemos ser, tudo o que queremos ser."


Vejo um mundo na corda bamba. Sem equilíbrio, ele cai.


Luta pelos que vieram antes para salvar os que ainda virão.


Parte de mim deseja se submeter às correntes, a uma vida cativa e silenciosa. Mas eu já vivi uma vida assim, na lama, nas sombras, numa cela, num vestido de seda. Jamais serei submissa de novo. E jamais vou parar de lutar.
O mundo mudou ao nosso redor e permanecemos os mesmos.


Nenhum coração jamais pode ser verdadeiramente compreendido. Nem mesmo o seu próprio.


Eu devo endurecer meu coração para a única pessoa que insiste em inflamá-lo.

Mas eu não posso afastar a sensação de que, embora eles estejam comigo, não há ninguém do meu lado. Mesmo com um exército atrás de mim, eu ainda estou sozinha.


Ninguém nasce um monstro. Mas eu gostaria que algumas pessoas nascessem. Isso tornaria mais fácil odiá-los, matá-los, esquecer suas faces mortas. 

Por Leonardo Alves

Nenhum comentário

Postar um comentário