13 janeiro 2018

[Crítica] O Artista do Desastre

Sinopse: aspirante a diretor Tommy Wiseau e o ator Greg Sestero se mudam para Los Angeles para alcançar o estrelato em Hollywood. Wiseau banca a produção de "The Room", além de escrever, dirigir e atuar no filme. O resultado é controverso, com críticas negativas e se tornou um clássico cult justamente pelos seus defeitos.
O que eu achei?
No meio a esse turbilhão de emoções que  acometeram James Franco nos últimos dias, está de um lado seu prêmio de melhor ator e no outro lado sua acusação de assédio sexual (logo em seguida) e no meio está o Artista do Desastre.

Um Filme do Filme, literalmente. "The Room" foi, na época, desmerecido e desacreditado... Dirigido, roteirizado, produzido e interpretado por Tommy e teve grande repercussão exatamente por ser o PIOR filme já feito na história do Cinema, se tornando CULT, e ainda hoje lota salas de cinema em sessões noturnas.

O Artista do desastre conta q história da amizade entre Greg ( Dave Franco ) e Tommy ( James Franco ) ambos alunos em um Curso de teatro, que só tinham um único sonho, serem famosos. Com foco neste objetivo, o longa retrata, como a criação de "The Room" se deu, e os bastidores ao longo dos dias de gravação. 
Um filme quase que autobiográfico, onde de maneira leve e descontraída, é possível ver a evolução dos envolvidos ao longo da produção.

Além de uma história REAL de amizade, uma ótima lição de persistência, de acreditar em seus sonhos.
Uma OVERDOSE de risadas complementam a trama, com cenas bizarras do longa original.


Uma ótima pedida pra quem quer se divertir.
Uma história REAL que chega aos cinemas em 25 de Janeiro.

Trailer:

Por Juliana Brito



Um comentário

  1. O filme não me chamou muito a atenção! Li críticas ótimas à esse filme, porém ainda não tenho vontade de assisti-lo, acho que por ser algo mais intelectual, são raras as vezes que assisto filmes assim!

    ResponderExcluir