Novidades

[News] Confira as apresentações de Artes Cênicas das unidades Sesc Madureira, Sesc Ramos, Sesc Nova Iguaçu e Sesc Niterói


RIO DE JANEIRO – Os próximos dois dias são de apresentações teatrais nas unidades do Sesc Madureira, Sesc Ramos, Sesc Nova Iguaçu e Sesc Niterói. Com performances de teatro, dança e circo, a instituição multiplica as linguagens e o alcance da arte no imaginário popular.
No Sesc Madureira, sexta-feira (dia 14), às 19h, apresenta-se o espetáculo Tempestuosa Depressagem. A peça dialoga com as vivências subjetivas do ser humano. A depressão, grande mal do século XXI, atinge todas as faixas populacionais e por conta de um racismo estrutural, estas subjetividades humanas foram negadas à população negra. Na performance, para além das próprias experiências corporais e psicológicas de quando foi acometida pela síndrome do pânico, Flavia Souza trará relatos de outras mulheres negras com experiências semelhantes. Por meio de projeções de vídeo, música ao vivo, dança e interpretação, a proposta é humanizar esses sofrimentos a fim de que a problemática seja percebida por todas e todos como um cuidado que necessitamos buscar antes que se tornem agudos.
No mesmo dia, o Sesc Niterói recebe a peça O que só Passarinho Entende. A partir das 19h, os niteroienses terão a chance de conhecer um pouco do conto Totonha, do livro Contos Negreiros, do autor pernambucano Marcelino Freire, e inspirado na obra de Manoel de Barros. O que só Passarinho Entende, peça baseada na obra do pernambucano, questiona os reais valores do ser humano, aquilo que realmente é necessário para estarmos em harmonia onde e com quem vivemos, além de fazer um contraponto necessário ao comportamento do homem contemporâneo.
No Sesc Ramos, o público poderá conferir a apresentação de Migraaantes, no próximo sábado, dia 15. Às 16h, com classificação etária de 12 anos, o público poderá conferir um ensaio crítico sobre a crise dos processos migratórios onde fragmentos e narrativas abordam os diversos lados da crise humanitária que vivemos. É um processo investigativo com muitas dúvidas. Há certa urgência de falar sobre esses corpos, indesejáveis e impertinentes pela sua mera presença, em autênticos campos de concentração, disfarçados de acampamentos humanitários, ao quais eles são relegados pelos governos europeus.
Provavelmente, um dos textos mais importantes da dramaturgia brasileira, a peça "Navalha na Carne" se apresenta no Sesc Nova Iguaçu, às 19h, no dia 15 de junho. Com classificação etária de 16 anos, o drama contundente, visceral, violento, poético e humano - proibido de ser encenada por mais de treze anos durante a ditadura militar – é um texto que sobreviveu à censura e teve inúmeras montagens, sendo um dos mais populares do autor Plínio Marcos. A montagem atual conta com Gustavo Wabner, que vem trabalhando como assistente de direção há muitos anos, ao lado de Gabriel Vilella, Sérgio Modena e Naum Alves de Souza, assinando sua primeira direção.
Foi com a peça "Navalha na Carne", em 1967, que a atriz Tônia Carrero (1922-2018) ganhou notoriedade e alavancou sua carreira, ao interpretar a prostituta decadente Neusa Sueli, na obra-prima de Plínio Marcos. No papel, ela provou o seu talento e, não à toa, Luisa Thiré, neta da artista carioca, escolheu o mesmo texto para homenagear a avó, morta em março do ano passado. A nova montagem chega aos palcos do Sesc Teresópolis no próximo sábado (26), a preços populares. A sessão ocorre às 19:30, com classificação etária de 16 anos.

O espetáculo, desde então, tornou-se fonte inesgotável de inspiração por retratar seres marginalizados, marcados por conflitos que insistem em se manter atuais. Cansada de guerra, Neusa Sueli atrai raros clientes nas andanças pela madrugada. O pequeno faturamento irrita o cafetão Vado (o ator Alex Nader) e sobra para Veludo (papel de Ranieri Gonzalez), o faxineiro da pensão, a culpa pelo sumiço de um dinheiro deixado por ela para o amante.
  
SERVIÇO

SESC MADUREIRA

TEMPESTUOSA DEPRESSAGEM

14/6 | 19h | Livre | GRÁTIS (habilitado Sesc e PCG), R$ 5 (meia-entrada prevista em lei ou classe artística mediante apresentação de registro profissional), R$ 10.

SESC NITERÓI

O QUE SÓ PASSARINHO ENTENDE

14/6 | 19h| 14 anos | GRÁTIS (habilitado Sesc, menores de 16 anos e PCG), R$ 5 (meia-entrada casos previstos por lei, estendida para professores e classe artística mediante apresentação de registro profissional), R$ 10. Entrada solidária: 50% de desconto mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível, que será revertido para o projeto Mesa Brasil.

SESC RAMOS

MIGRAAAANTES

15/6 | 16h | 12 anos | GRÁTIS

SESC NOVA IGUAÇU

NAVALHA NA CARNE – UMA HOMENAGEM À TÔNIA CARRERO

15/6 | 19h | 16 anos | GRÁTIS (habilitado Sesc e PCG), R$ 5 (meia-entrada casos previstos por lei, estendida para professores e classe artística mediante apresentação de registro profissional), R$ 10. Entrada solidária: 50% de desconto mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível, que será revertido para o projeto Mesa Brasil Sesc.



Nenhum comentário