27 agosto 2018

[Resenha] Não Confie Em Ninguém


Sinopse: O destino de Grace Sebold toma um rumo inesperado durante uma tranquila viagem com o
namorado. O rapaz é assassinado... e ela é condenada pelo crime. Depois de dez anos na prisão, surge a chance de Grace provar sua inocência ao conhecer a cineasta Sidney. Em um documentário que exibe as falhas do processo, a cineasta questiona se a condenação foi fruto de incompetência policial ou se a jovem foi vítima de uma conspiração. Antes do término das filmagens, o clamor popular leva o caso ser reaberto, mas um novo fato provoca uma reviravolta: Sidney recebe uma carta anônima afirmando que ela está sendo enganada pela assassina. A cineasta começa a investigar o passado de Grace e quanto mais se aprofunda na história, mais dúvidas aparecem. No entanto, agora, o que está em jogo não é apenas a repentina fama e carreira, mas sua própria vida.

O que eu achei:
Falar de um livro de Charlie Donle para mim é algo muito fácil porque já sou um fã assíduo do autor. Tive o prazer de conhecê-lo na Bienal de São Paulo e com um mix de "quero surtar" e toda admiração que tenho um amente tão brilhante, consegui sair vivo de um encontro com o mesmo. Não Confie Em Ninguém é seu novo livro, publicado pela Faro Editorial em agosto deste ano, nessa história Donlea abusou de seus pontos fortes na escrita e o resultado foi um thriller arrebatador (como de costume) que superou todas as minhas expectativas. 

Em seu novo livro vamos conhecer Sidney, uma produtora que carrega uma carreira um tanto reconhecida com documentários aonde ela reabre casos de criminosos e enxerga algo que não foi muito bem esclarecido e revela ao público, consequentemente provando a inocência do outrora culpado. Desta vez ela vai explorar a história de Grace Sebold. Uma garota que tem uma boa qualidade de vida e que cumpre uma pena há dez anos pela morte de seu namorado. 

Charlie vai mais uma vez nos apresentar uma protagonista feminina com bastante personalidade e sem medir esforços para encontrar a verdade. Sidney cria seu novo documentário em tempo real recriando toda a investigação do caso Sebold e assim como os telespectadores da história, descobrimos tudo juntamente com Sidney e a cada capítulo a história se torna ainda mais emocionante. 

Como disse inicialmente, Donlea explora seus pontos fortes como o desenrolar da trama de uma forma que te joga para todos os lados, ele sabe muito bem bagunçar com nossa cabeça para que desconfiemos de tudo e quando se chega no final da história é algo ainda mais surpreendente. Neste livro eu posso dizer que nunca fui tão trouxa tentando adivinhar o desfecho de um caso!

A narrativa da história é muito bem arquitetada, começamos com a idealização dos episódios até a cada passo dado por Sidney. Um fato curioso é que se você ainda não leu nenhum livro de Charlie Donlea (A Garota do Lago e Deixada Para Trás), leia-os antes, pois neste livro ele nos dá elementos surpresas dos outros livros (não é spoiler porque o próprio Charlie me contou isso antes de ler e foi uma motivação a mais para a história haha).

Com personagens muito bem arquitetados e mentes tão criativas quando a do próprio autor, em sue novo livro Charlie Donlea reafirma o quão bom é em seu trabalho e para nós como leitores só nos faz torcer para muito mais reconhecimento e sucesso para o autor pois ele merece. Também não podemos esquecer de parabenizar a Faro Editorial por mais uma edição maravilhosa e com uma diagramação impecável.


Por Leonardo Alves

Um comentário

  1. Oi Léo Alves!
    Assim como vc sou fã assídua do autor!
    Charlie Donlea me surpreende a cada livro!
    O terceiro,assim como o primeiro e o segundo é fantástico!
    Se eu pudesse daria mil estrelas a cada livro dele!
    Já ansiosa para o quarto livro!

    ResponderExcluir