30 agosto 2018

[Programação] Shows da semana de 30 de agosto a 6 de setembro

  Confira a programação de shows no RJ da semana:

                           Circo Voador

Luedji Luna + Bixiga 70, sexta, dia 31 às 22h. De 40 a 100 reais.

Dia 31 de agosto, o Circo vai ser palco de mais uma dobradinha daquelas que você só vê aqui: a fenomenal LUEDJI LUNA lança seu disco “Um Corpo no Mundo” e o BIXIGA 70 faz o debut carioca de seu quarto álbum, “Quebra-Cabeça”
Nenhuma grande campanha de marketing, nenhum feat com alguém famoso, nenhuma música na novela. Apenas um disco que, através de seu natural encanto, cativou cada ouvinte, viralizando muito além da web. De repente, todo mundo só falava de LUEDJI LUNA.
Em sua primeira investida no Rio, LUEDJI esgotou em questão de dias os ingressos para o Galpão Ladeira das Artes, fazendo com que a produção tivesse que improvisar uma área extra. Apesar de conseguir acomodar mais algumas centenas de pessoas, muitas ainda tiveram que se conformar em aguardar pelo próximo. Mas a espera vai valer a pena.
Dessa vez, LUEDJI se apresenta no Circo o show completo, acompanhada da banda que gravou o disco: no baixo o cubano Aniel Somellian, o queniano Kato Change nas guitarras, o percussionista sueco radicado na Bahia Sebastian Notini, o paulistano criado na Bahia e filho de congoleses François Muleka no violão e o baiano Rudson Daniel de Salvador na percussão. Uma oportunidade única de ver essa banda reunida tocando aquele que muitos já consideram o disco do ano!
E para compor essa noite, um outro lançamento que desde já vem coroar uma das bandas de maior prestígio da cena instrumental brasileira, o BIXIGA 70.
Desde o lançamento de seu último disco, o BIXIGA ganhou o mundo se apresentando em festivais como o Glastonbury, o North Sea Jazz Festival e o Roskilde, percorrendo da Austrália a França, da Suécia a Nova Zelândia, da Índia ao Marrocos.
“Quebra – Cabeça” está sendo considerado o mais bem acabado fruto da experiência que o BIXIGA tem adquirido ao travar contato com toda essa imensa gama de culturas.
Depois de tanta estrada, o BIXIGA chegou a um amálgama sonoro que potencializou ainda mais sua brasilidade, arrancando elogios rasgados de veículos como a revista Mojo e o jornal inglês The Guardian. E ao vivo então, não tem pra ninguém! Quem viu o último show no Circo, com o Metá Metá, sabe disso.
Que noite vai ser essa…

   Moska, estreia da tour Beleza e medo, com abertura Rodrigo Suricato-One Mand Band, com DJ Demonho na pista, sábado, dia 1 de setembro às 22h. 50 a meia solidária e 100 a inteira.

Após 2 anos viajando pelo Brasil com o aclamado espetáculo Violoz, onde se apresentava sozinho alternando 5 violões diferentes, ele está de volta ao formato banda para comemorar 25 anos de carreira e, de quebra, apresentar seu novo álbum de inéditas. Sábado,  01 de setembro, MOSKA sobe ao palco do Circo para lançar ‘Beleza e Medo’.

                     CCBB RJ:

 Projeto música no museu, de 1 a 29 de setembro, 12:30, entrada franca. 

O projeto tem por objetivo estimular a música de concerto e a formação de plateias, sendo realizado em diversos museus e centros culturais da cidade. Em agosto o projeto homenageia os Imortais da Música Brasileira e os Gênios Internacionais
Programação:
01.08 – 12h30
YURI MARCHESE
(vencedor do Concurso Jovens Músicos-Musica no Museu)
Clássicos Brasileiros
08.08 – 12h30
YURI GUERRA & REGINA LACERDA I VOZ & PIANO
Árias de óperas dos seus grandes autores


                           SESC Tijuca:

Palavras líquidas-os siderais,dis 2 de setembro, domingo às 11h, 12 anos, grátis.

SHOW - A fanfarra "Os Siderais" nasceu em 2011 a partir do desejo de seus integrantes de atuarem constantemente nas ruas e terem voz ativa nos movimentos culturais e sociais da cidade do Rio de Janeiro. O grupo tem como convicção que a solução para a exclusão cultural é a ocupação artística das ruas e praças da cidade, feita com amor, respeito e generosidade. Os Siderais fazem parte do movimento neo-fanfarrístico carioca, que vem resgatando a tradição das fanfarras e bandas de rua. O seu repertório inclui Rock, Jazz, Afrobeat, Punk e músicas próprias tocadas de forma autêntica e sob a forma de apresentações enérgicas, diferenciando o grupo das demais fanfarras que vêm surgindo no cenário artístico musical. Seus integrantes, que além de músicos são palhaços, atores, escritores, arte educadores, agentes de saúde popular e professores, conheceram-se tocando nos Blocos de Rua. São super-heróis extraterrestres, que utilizam todos os seus poderes mágicos circenses musicais!

Nenhum comentário

Postar um comentário