Novidades

[News] De "Matrix" ao cinema experimental: uma palestra com Luis Grané


Nascido na Argentina, Luis Grané estudou medicina e trabalhou em um laboratório de anatomia humana na Universidade de Buenos Aires antes de estudar Belas Artes e Design Gráfico. Mudou-se para Toronto, onde Ganhou o Prêmio Dick Friesen / Zlatko Grigic por Excelência em Animação no Sheridan College em 1996 e foi recrutado pela DreamWorks Animation SKG. Isso significava se mudar para Los Angeles, onde trabalhou como animador, artista de efeitos visuais e designer de personagens para a DreamWorks, Pixar, Disney, Laika, Sony Pictures, Aardman e Warner Brothers. Seus créditos incluem filmes tão diversos quanto O Príncipe. do Egito, The Spirit, Spiderman 2 (vencedor do Oscar de Melhores Efeitos Visuais), Matrix, O Aviador, Ratatouille (vencedor do Oscar de Melhor Longa-Metragem Animado), Hotel Transilvânia e Boxtrolls, colaborou com inúmeros diretores renomados como Sam Raimi e Richard Linklater. O trabalho original de Luis como artista independente foi apresentado em exposições coletivas na Galeria Pozzi, em Buenos Aires, no Museu Cartoon, em Londres, e na Enisen Gallery, em Los Angeles, e em todo o mundo, como parte do projeto de arte Sketchtravel Book. Seu trabalho também foi selecionado como capa do livro Totoro Forest Project, um empreendimento artístico que reuniu artistas proeminentes de todo o mundo para salvar uma floresta no Japão. Luis Grané atualmente trabalha em seu estúdio no Arts District, no centro de Los Angeles, e publicou recentemente seu primeiro livro solo intitulado “Sad Stories” - nos Estados Unidos.
A palestra "Luis Grané: uma visão eclética sobre Videoarte e animação experimental” acontece no dia 21 de julho de 11 às 12h30 na Cinemateca do MAM. A entrada é gratuita.



Nenhum comentário