23 outubro 2017

[Resenha] Sorrisos quebrados

Sorrisos Quebrados gira em torno de três personagens: a jovem Paola, a pequena Sol e seu pai, André. Os três são vítimas de violências distintas, que deixaram marcas profundas em cada um. Trata-se de uma história de superação de dores, magia, estrelas e de como importantes laços humanos podem se formar a partir da autoaceitação, da arte e da tolerância no cotidiano.                                                                                                                                                                      
O que eu achei?
Fiquei pensando como que escreveria sobre este livro e o quanto queria explicar os motivos que tenho para convencer você a ler este livro, e assim começarei a contar um pouco dele e do que achei.

Nas primeiras 10 páginas do livro eu já não queria deixar para depois, ficava ali me questionando sozinha...

"Não é possível, isso não está acontecendo!" ou "Ele não vai fazer isso."; o livro conta a história de uma mulher que sobreviveu a um ataque de pitbull e assim começa esta história.

Paola era casada com um homem incrível, lindo, e super apaixonado por ela, Roberto realmente era um príncipe encantado, mas aos poucos ele foi mudando e suas atitudes só eram boas aos olhos de outras pessoas. Mas afinal como pode alguém mudar tanto? Tudo começou com um abuso emocional, e ela perdoou; depois ele passou para agressão e assim foi quebrando Paola pouco a pouco tirou tudo que havia de bom. Mas a vida poderia reservar algo de bom ainda para Paola?

Quando Paola teve sua vida, seu rosto, seu sorriso, seus sonhos destruídos, assim restaurou sua vida. Com o dinheiro que tinha foi parar num lugar que cuidava de pessoas que passaram por algum trauma, e assim conheceu Sol, uma menina que se encantou com sua beleza interior, sem se importar com seus defeitos externos. Sol era uma menina cheia de dor e que sofreu muito junto a seu pai André, pouco se relaciona com outras pessoas e pouco se comunica, até o dia em que encontra Paola.

Um relacionamento de amor e amizade surge entre Paola e Sol, onde cada uma lentamente vai curando sua própria dor. Em paralelo a isso André vai se encantando também por Paola, repleto de dor e sofrimento causado pela mãe de Sol, ele também terá que lidar com essa amizade entre Sol e Paola.

Paola se tornará cada vez mais presente na vida de Sol e André, pois agora ela se tornará professora de artes da menina. Pouco ao pouco o sentimento que André sente por Paola irá se transformando em afeto e amizade, um ajudará ao outro a superar traumas e cicatrizar feridas.

André é incrível com palavras, gestos e afeto, além de ser lindo e capaz de fazer qualquer mulher suspirar por ele, dono de um corpo escultural muito bem descrito pela autora Sofia Silva.

Eles vão se envolvendo, entregando até que um dia enfim a faísca pega fogo e tudo se torna real numa cena de sexo muito bem escrita.

Quando nenhum dos dois desejava um novo amor, acabaram encontrando uma conexão maior do que qualquer outra coisa. Um amor leve e sem motivos, um foi curando o outro, cicatrizando e assim surge um amor capaz de superar tudo.

Sofia é uma escritora capaz de destroçar seus sentimentos e que num único livro exibe amor, amizade, ódio e respeito. Sorrisos quebrados é um livro sobre superação e vai impactar seu emocional.

Nenhum comentário

Postar um comentário