Novidades

[News] Série documental infantil, Me Liga Na Lata, apresenta crianças de diferentes regiões do Brasil como protagonistas de sua própria cultura

 

No dia 10 de janeiro, às 21h30, estreia no CineBrasil TV a série “Me Liga Na Lata”, projeto fruto do programa Território do Brincar e sua jornada de anos de imersão em diversos locais do Brasil, para registrar os gestos e expressões infantis e apresentar um país sob o olhar das crianças. 

Renata Meirelles e David Reeks são os responsáveis pela direção desta série documental, que é produzida pela Maria Farinha Filmes e conta com a iniciativa do Instituto Alana e Território do Brincar: “A força desse trabalho é o diálogo entre crianças de diferentes regiões do Brasil. Através do telefone de lata, elas contam de si e da cultura local. Mas acredito que as imagens do corpo que brinca, constrói seus brinquedos e mostra tudo o que sabem fazer, seja a comunicação mais forte entre elas. É importante destacar que é uma produção para o público infantil”, comenta a diretora, Renata Meirelles

Em 13 episódios, de até 26 minutos de duração, “Me Liga Na Lata” visita comunidades indígenas, quilombolas, do sertão, do litoral e de grandes centros urbanos nos Estados do Espírito Santo, Ceará, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia, Maranhão, São Paulo e Paraná, conectando crianças de cada local a um telefone de lata, fio condutor na hora de levar a cultura de uma região a outra de forma simples e divertida, que só os pequenos conseguem. 


Os episódios destrincham hábitos, brincadeiras, modo de vida e até vocabulário usado por comunidades específicas de cada local, sempre pela voz de uma criança, que comenta sobre seu aprendizado, dia a dia e como é viver em meio a sua cultura.



Com distribuição da Flow, “Me Liga Na Lata” será exibido no CineBrasil TV.



Sinopse


Crianças de comunidades indígenas, quilombolas, do sertão, litoral ou grandes centros urbanos de nove Estados brasileiros conversam entre si através de um telefone de lata. Suas narrativas “na lata” criam uma cumplicidade de temas ao mesmo tempo que revelam aspectos singulares de cada região. Assim, vamos conhecendo um Brasil a partir das crianças.


Ficha técnica



Direção: David Reeks e Renata Meirelles  


Produzido por: Estela Renner, Luana Lobo e Marcos Nisti. 


Produção Executiva: Juliana Borges e Taís Caetano 


Direção de fotografia e câmera: David Reeks  


Roteiro: Tetê Cartaxo 


Montagem: Fernanda Leite 


Trilha Original, Desenho Sonoro e Pós-Produção de Áudio: Paulo Brandão, Brand Estúdio (RJ) 


Produção Executiva no Brand Estúdio: Elizah Rodrigues


Coordenação de Pós-Produção: Geisa França 


Distribuição Flow




Maria Farinha Filmes


Há mais de 10 anos contando histórias com o objetivo de despertar grandes mudanças, a Maria Farinha Filmes já produziu mais de 25 filmes, séries e outros formatos que impactaram milhões de pessoas em todo planeta. A primeira produtora da América Latina a receber o certificado B Corp, produziu projetos como Muito Além do Peso (2012), Tarja Branca (2014), O Começo da Vida (2016), Nunca Me Sonharam (2017), Aruanas (2019), Um Crime Entre Nós (2020), O Começo da Vida 2(2020) entre outros.  A partir da percepção de que algumas mudanças precisam ser aceleradas, foi criada a Flow, uma distribuidora que experimenta novas formas de chegar ao público e realiza campanhas de impacto social que proporcionam caminhos concretos e plurais, fomentando o espírito ativista. Alguns dos destaques de seu portfólio são os documentários A Juíza, indicado ao Oscar em 2019, e Longe da Árvore (2018), baseado no best-seller com o mesmo título - ambos fruto de uma parceria com a Participant Media, produtora americana dedicada a realizar entretenimento que traz consciência social, indicada a 73 Oscars e vencedora de 18 estatuetas.



Território do Brincar


Investigação audiovisual do brincar livre, a pesquisa se desenvolve como um trabalho de escuta, intercâmbio de saberes, e difusão da cultura infantil. O Território do Brincar é coordenado por Renata Meirelles e David Reeks e, em correalização com o Instituto Alana, lançou produções documentais como Território do Brincar (2015), Waapa (2017), Terreiros do Brincar (2017), e Miradas (2019).



Instituto Alana


O Instituto Alana é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos – nasceu com a missão de “honrar a criança” e é a origem de todo o trabalho do Alana, que começou em 1994 no Jardim Pantanal, zona leste de São Paulo. O Instituto conta hoje com programas próprios e com parceiros, que buscam a garantia de condições para a vivência plena da infância e é mantido pelos rendimentos de um fundo patrimonial desde 2013. 





Nenhum comentário