21 abril 2018

[News] Consulado da França faz homenagem aos 50 anos de “Maio de 68” com concerto inédito na Sala Cecília Meireles

Orquestra Sinfônica Cesganrio e Soraya Ravenle interpretam clássicos do festival que marcou gerações em “Maio de 68 – 50 anos depois”

Participação especial das cantoras Cynara e Cyva

No dia 4 de maio (sexta-feira), às 20 horas, na Sala Cecília Meireles recebe o concerto “Maio de 68 – 50 anos depois”, com a Orquestra Sinfônica Cesgranrio (OSC), Soraya Ravenle e participações das cantorasCynara e Cyva (do Quarteto em Cy). Sob a regência e a direção musical do maestro Eder Paolozzi, o programa inédito é homenagem do Consulado da França aos 50 anos do emblemático período artístico e musical do Brasil.

O concerto “Maio de 68 – 50 anos depois” tem roteiro deLuciana Medeiros, que conta a história daquele período através das canções que marcaram gerações no concorrido Festival Internacional da Canção de 1968 - considerado o festival dos festivais.

O concerto faz parte de uma extensa programação, com o mesmo título “Maio de 68 – 50 anos depois”, que questiona a herança de maio de 1968 em diversas áreas, na França e no Brasil: educação, arte, música, cinema, politica, sociedade. O fotógrafo francês Philippe Gras vai expor no espaço cultural do Consulado da França 40 fotos feitas em maio de 1968 em Paris, os curadoresGaudêncio Fidelis (Queermuseu) e Luiz Camillo Osório (Panorama da Arte Brasileira) vão discutir o tema “arte e censura” no colóquio "A censura, à prova do tempo".

Dois outros temas importantes deste colóquio serão: “Politica e censura”, com dois grandes historiadores da ditadura no Brasil, Marcelo Ridenti e Dulce Pandolfi, e “Internet e censura”, que abre o debate sobre as fake news e como os algoritmos das redes sociais constituem novas formas de censura, com Edwy Plenel (Diretor Mediapart), Mariana Valente (InternetLab) e Romain Badouard (Universidade de Cergy). No campo do cinema, três mostras exibirão filmes que sofreram censura na época, com os temas “erotismo e censura”, “política e censura”, “poesia e censura”.

A programação contará ainda com atividades educativas, musicais, literárias (em parceria com a Livraria da Travessa) e se estenderá à Vitoria (ES) e Paraty (RJ), onde uma casa será dedicada ao tema na FLIP, no final de julho.

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O CONCERTO:
A OSC recebe as irmãs Cynara e Cyva, do Quarteto em Cy. Cynara foi, ao lado da irmã Cybele, já falecida, uma dasintérpretes de Sabiá, canção de autoria de Chico Buarque de Holanda e Tom Jobim que venceu o festival. Cyva estará no lugar de Cybele e também será homenageada. Soraya Ravenle interpreta algumas das canções mais importantes da música popular brasileira, como: Andança, de Paulinho Tapajós, Edmundo Souto e Danilo Caymmi, na época, defendida por Beth Carvalho e os Golden Boys; “Para não dizer que não falei de flores”, mais conhecida como “Caminhando”, de Geraldo Vandré; “Alegria, alegria”, de Caetano Veloso; “Saveiros”, de Dorival Caymmi e Nelson Motta; “Domingo no Parque”, de Gilberto Gil.

A orquestra lembrará ainda algumas das canções francesas ligadas ao movimento estudantil que eclodiu nas ruas, além de um medley com as canções internacionais que marcaram 1968 – “Ms. Robinson”, “Hey Jude” e “What a Wonderful World” são algumas delas.

O concerto, que celebra um importante momento da história do Brasil, também conta com depoimentos de artistas e imagens da época, apresentadas em um telão. “Esta homenagem fortalece nossas relações e nos faz lembrar a importância da arte brasileira para o mundo”, declara o adido cultural da França, Romann Datus.

SOBRE ORQUESTRA SINFÔNICA CESGRANRIO
Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento sociocultural da cidade do Rio de Janeiro e do Brasil, a Fundação Cesgranrio criou a Orquestra Sinfônica, um projeto que oferece formação musical e artística, proporciona o desenvolvimento pessoal e cria oportunidades de profissionalização para jovens músicos. O presidente da Fundação Cesgranrio, Carlos Alberto Serpa, ressalta que a Orquestra Sinfônica atua de maneira itinerante, apresentando-se para crianças, jovens e adultos de diferentes perfis e classes sociais em múltiplos espaços: "A criação desta Orquestra é um sonho antigo e uma necessidade cultural. A música é uma forma de levar cultura a todos os nossos jovens e queremos oferecer esta chance especialmente aos alunos de escolas públicas, que não têm essa oportunidade no dia a dia. Nós vamos levar a música, através do virtuose desta orquestra, a escolas, universidades, centros culturais e teatros. É mais uma contribuição que a Cesgranrio traz para a cultura do estado do Rio de Janeiro." Desta forma, a ORQUESTRA SINFÔNICA CESGRANRIO contribui para despertar o potencial artístico tanto dos músicos quanto das plateias.

SERVIÇO: “MAIO 68 – 50 ANOS DEPOIS” | Com: OSC – Orquestra Sinfônica Cesgranrio, Cynara e Cyva (Quarteto em Cy) e Soraya Ravenle

Regência: Eder Paolozzi
Local: Sala Cecília Meireles
Data: 4 de maio de 2018 (sexta-feira)
Horário: 20 horas
Classificação: 5 anos.
Endereço: Largo da Lapa, 47 – Lapa
Capacidade: 835 pessoas
Telefones: (21) 2332-9223 | (21) 2332-9224
Site: http://salaceciliameireles.rj.gov.br/
Ingressos: Plateia e Plateia Superior: Inteira R$ 40,00 |Estudante R$ 20,00 | Idoso R$ 20,00 | Jovem BRND R$ 20,00 | PCD R$ 20,00 | Menor 21 R$ 20,00 | AASCM + 60R$ 8,00 | AASCM – 60 R$ 16,00 | Est Escola Musica R$ 2,00 | Prof Publico R$ 10,00 | Filiados O.M.B.R$20,00 |Funcionário Petrobras R$20,00

Vendas Online com taxa de conveniência:
Horário de funcionamento da bilheteria: Terça a sextade 13h às 18h, ou até o início do concerto. Sábadoquando houver concerto, das 13h até o início da apresentação. Concertos pela manhã/tarde – desde duas horas antes do início da apresentação. Domingo e feriado quando houver concerto, desde duas horas antes da apresentação.

Estacionamento Rotativo (acesso pela Rua Teotônio Regadas) Horário de Funcionamento: Segunda a sexta de 13h às 18h, ou até o início do concerto. Sábado quando houver concerto, das 13h até o início da apresentação. Domingo e feriado quando houver concerto, desde duas horas antes da apresentação.

Nenhum comentário

Postar um comentário