09 março 2018

[Crítica] Medo profundo

Sinopse:De férias no México, duas irmãs estão prestes a passar pelos momentos de maior tensão em sua vida: presas em uma gaiola de tubarões a 47 metros de profundidade no oceano, eles terão que lutar contra o tempo para permanecerem vivas. Mas com apenas uma hora de oxigênio e com tubarões brancos rondando o local, as chances se tornam cada vez menores.
  O que eu achei ?
Fui assistir esse filme já sabendo que seria bem tenso porque tenho medo de tubarões. Já tinha ouvido falar nesse programa para turistas de mergulhar dentro de uma gaiola- e os tubarões do lado de fora e acho bizarro que alguém queira se submeter a tamanho risco. Sei que há pessoas que gostam de adrenalina mas isso já acho um pouco demais.

A história começa quando duas irmãs, Lisa (Mandy Moore, de Um amor para recordar, clássico baseado no livro de Nicholas Sparks) e Kate (Claire Holt,das séries The Vampire Diaries The Originals)viajam para o México na tentativa de reanimar o ânimo de Lisa, que acabou de tomar um pé na bunda do namorado porque ´´ela tornava o relacionamento entediante´´(que babaca. Kate a leva para uma festa 1 da manhã e elas conhecem uns locais, que as convidam para um passeio para observar os tubarões dentro de uma jaula de aço.Lisa fica meio hesitante mas Kate a convence dizendo que pode ser uma chance de mostrar que ela é corajosa e fazê-lo se arrepender de ter terminado com ela.

A gaiola é presa ao barco pesqueiro por um guindaste.O capitão Taylor pergunta se ambas sabem mergulhar. Kate tem um certificado de mergulho mas Lisa não mas elas mentem e dizem que ambas são mergulhadoras experientes.Quando o barco atinge o ponto de mergulho, os homens jogam a isca na água e não demora muito até que os tubarões apareçam. As meninas entram na jaula e o capitão as abaixa apenas 5 metros. Elas admiram a vista mas a corda que prendia a jaula ao guindaste se rompe e as meninas vão parar a 47 metros de profundidade (há um medidor de profundidade na gaiola). A princípio,Lisa e Kate perdem contato com a tripulação por ser fundo demais e Lisa tem que sair da jaula e nadar sete metros para conseguir se comunicar. Ela pede ajuda e o capitão diz que enviará Javier para resgatá-las. Uma das criaturas, que estava à espreita, tenta atacar Kate mas ela se esconde em uma gruta.

Esse filme superou minhas expectativas. Achei que fosse ser daqueles bem trash em que os tubarões vão atacando e matando todo mundo em uma carnificina só mas os animais não são os únicos problemas que Lisa e Kate precisam enfrentar; elas só tem oxigênio para uma hora, não podem se comunicar com a tripulação e o reforço está demorando.. Gostei do plot twist do final,prepare-se ser surpreendido. Definitivamente Medo Profundo não cai na mesmice e está acima do nível das produções do gênero. Vale a pena conferir.
                   Trailer:


Nenhum comentário

Postar um comentário