Novidades

[News] Filme dirigido por Bárbara Paz conquista Prêmio de Melhor Documentário na Mostra Venice Classics no Festival de Veneza


Documentário também conquistou ontem, dia 06, o Prêmio Bisato D’Oro.

“BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou”, de Bárbara Paz, conquistou o prêmio de Melhor Documentário na Mostra Venice Classics no 76º Festival Internacional de Cinema de Veneza. ). O filme é produzido por Bárbara Paz, Myra Babenco e os irmãos Caio Gullane e Fabiano Gullane. O documentário é uma produção HB Filmes, em coprodução com Gullane e Ava Filmes, Lusco Fusco, Globo Filmes, GloboNews e Canal Brasil.

O longa também conquistou ontem, 06 de setembro, o prêmio Bisato D’Oro 2019 (Prêmio Paralelo ao 76º Festival Internacional de Cinema de Veneza dado pela crítica Independente).

O documentário traça um paralelo entre a arte e a doença de Babenco. O filme revela medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre vigor intelectual e a fragilidade física que marcou sua vida.

SINOPSE:

“Eu já vivi minha morte, agora só falta fazer um filme sobre ela” – disse o cineasta Hector Babenco a Bárbara Paz, ao perceber que não lhe restava muito tempo de vida. Ela aceitou a missão e realizou o último desejo do companheiro: ser protagonista de sua própria morte.

Nesta imersão amorosa na vida do cineasta, ele se desnuda, consciente, em situações íntimas e dolorosas. Revela medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre vigor intelectual e fragilidade física que marcou sua vida.

Do primeiro câncer, aos 38 até a morte, aos 70 anos, Babenco fez do cinema remédio e alimento para continuar vivendo. Tell me when I die é o primeiro filme de Bárbara Paz mas, também, de certa forma, a última obra de Hector - um filme sobre filmar para não morrer jamais.



FICHA TÉCNICA:

Direção: Bárbara Paz

Elenco: Hector Babenco, Willem Dafoe, Bárbara Paz

Roteiro: Maria Camargo, Bárbara Paz

Direção de fotografia: Stefan Ciupek, Carolina Costa, Bárbara Paz

Montagem: Cao Guimarães e Bárbara Paz

Consultoria de montagem: Yael Bitton

Supervisão de Edição de Som: Miriam Biderman, ABC ; Rodrigo Ferrante

Trilha Sonora Original: O Grivo

Produtor associado: Willem Dafoe e Petra Costa

Produção: HB Filmes

Coprodução: Gullane e Ava Filmes, Lusco Fusco, Globo Filmes, GloboNews, Canal Brasil

Produtores: Bárbara Paz, Myra Babenco, Caio Gullane e Fabiano Gullane

Distribuição Brasil: Imovision

SOBRE A DIRETORA

Bárbara Paz é atriz, diretora e produtora. Brasileira, se formou pela Escola de Teatro Macunaíma e pelo Centro de Pesquisa Teatral CPT de Antunes filho e atualmente faz parte do grupo 'TAPA'. No teatro, trabalhou em mais de 25 peças, protagonizando espetáculos de Oscar Wilde a Tennessee Williams. Em 2013, pela sua trajetória como atriz, recebeu do Ministério da Cultura a Medalha Cavaleiro 2013, Honra ao Mérito Cultural do Ministério da Cultura. Bárbara, que também é contratada da TV Globo, onde participou de diversas séries e novelas. Apresenta o programa A Arte do Encontro, no Canal Brasil, onde conversa com grandes nomes do cenário artístico brasileiro.

No cinema, como atriz participou de vários longas e curtas-metragens incluindo Meu amigo Hindu, último filme de Hector Babenco ao lado de Willem Dafoe, Como diretora adentrou o universo dos curtas-metragens, produzindo e dirigindo programas e filmes. O Documentário “Babenco - Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou” é seu primeiro longa-metragem.





Nenhum comentário