02 abril 2018

[Resenha] As Valkírias

Sinopse: Em 1988, Paulo Coelho e sua mulher, a artista plástica Christina Oiticica, passaram quarenta dias no deserto do Mojave, em busca de uma das mais importantes experiências místicas do ser humano - a conversa com o Anjo da Guarda. As armadilhas do deserto, o processo mágico da canalização, os conflitos do casamento, a simplicidade da busca, o surpreendente encontro com mulheres que já tinham visto seus anjos - tudo isto faz de 'As Valkírias' um livro dirigido àqueles que estão procurando criar e participar de um novo mundo.
A motivação para essa experiência no deserto veio dos estudos de Paulo Coelho sobre o mago Aleister Crowley, que realizou a mesma experiência com sua esposa no Egito para escrever o Livro da Lei. O encontro com o Anjo da Guarda é uma das experiências mais importantes para um Thelemita, e Paulo Coelho foi associado a essa sociedade no passado.

O que eu achei?
Em AS VALKÍRIAS, o leitor irá conhecer pela primeira vez o homem por trás do mago, do bruxo, das magias; o homem tal como ele é, tal como Paulo Coelho é.
Paulo, com sua capacidade ímpar de contar histórias cativantes e tocantes, traz neste livro a si mesmo em busca contato com seu anjo da guardo, viajando para o deserto na companhia de sua esposa, onde ele passará quarenta dias, peregrinando e aprendendo os mistério que o aproximará dos anjos e do seu próprio anjo da guarda.

Contará com inúmeras ajudas, a primeira dela sendo Took, um jovem mestre que mora no meio do deserto e que já experienciou o encontro com seu anjo. Este o ensinará e à mulher de Paulo, Chris, alguns mistérios necessários para o inicio dessa jornada – como a canalização, o meio de entrar em contato com seu anjo da guarda. Ali, Paulo descobre que não quer apenas falar com seu anjo, mas também vê-lo, como Took viu o seu próprio. E para ele terá que encontrar as Valkírias – um grupo de misterioso de mulheres que cruzam o deserto em cavalos.

O convívio no deserto, com uma proximidade constante de sua mulher, traz a mente de Paulo – e também de Chris – não apenas os perigos eminentes da vida em um lugar tão inóspito, mas também os farão pensar em questões muito mais pessoais do que apenas o que foram buscar. O casamento, a vida profissional de Paulo, a sombria história do seu passado, suas ansiedade – tudo é questionado, posto em dúvida, repensado e enfrentado de frente.

O encontro com as Valquírias, e seus ensinamentos, farão com que Paulo enfrente o lado mais assustador do seu passado, e confronte o lado mais conturbado e instável de sua vida e até mesmo o seu próprio casamento com Chris, tudo visando prepará-lo para a conversa com o seu anjo.
Chris também começa a se deparar com questionamentos pessoais e dúvidas internas em relação ao seu marido e a si própria, estando tão imersa no mundo da magia e – pensando – estar longe de sua própria religião e de Deus da forma como já conhece. Ela começa também a se entregar ao chamado da magia e ao chamado de seu próprio anjo da guarda.

Em uma jornada de autodescoberta, libertação, mistério e crescimento pessoal e espiritual, Paulo busca o seu anjo e sua face, e descobre muito mais do que jamais pensou encontrar.
E você, já viu seu anjo hoje?


 

Nenhum comentário

Postar um comentário