23 novembro 2017

[Nerds & Geeks] O Justiceiro: Origem do personagem e curiosidades


  Oi gente! Estou de volta com mais uma edição da coluna geek. O tema escolhido dessa semana foi o personagem do Justiceiro para aproveitar a hype da nova série da Netflix (que eu maratonei em 3 dias, diga-se de passagem e adorei, uma das melhores séries do ano na minha opinião).
A primeira aparição foi na revista número 129 de The amazing Spider-Man, intitulada The Punisher strikes twice, de fevereiro de 1974, criado por Gerry Conway, John Romita Sr. e Ross Andru. Nessa revista, o Justiceiro é contratado pelo Chacal para eliminar o Homem-Aranha de uma vez por todas mas quando Castle vai acertar contas com o amigo da vizinhança, Peter o convence que ele não é um criminoso e que também combate o crime. Vendo que tinha sido enganado pelo Chacal, eles decidem reunir forças para derrotá-lo.Ele continuou fazendo aparições ocasionais nas HQs do Homem-Aranha até que em 1986, finalmente ganhou uma revista própria com roteiro e desenhos de Mike Zeck e Stephen Grant. 
 A revista em que o personagem fez sua primeira aparição

A origem do anti-herói é a mesma da retratada na série: Frank Castiglione era um Marine (alta patente da Marinha dos EUA)veterano da Guerra do Vietnã que vivia com sua família. Um dia, enquanto fazia um piquenique no Central Park, eles presenciaram um assassinato de membro da máfia. Para que não haja testemunhas do crime, os bandidos atiram em sua esposa Maria, em seus filhos Lisa e Francis e nele. A família morreu imediatamente mas Frank sobreviveu. Devastado pela perda, ele tenta denunciar os bandidos na polícia mas a máfia havia comprado o sistema de justiça. Inconformado com essa calamidade, Frank decide adotar o sobrenome Castle para evitar ser associado à máfia italiana e decidiu dedicar o resto da sua vida a combater o crime organizado. Entre os grupos que ele enfrenta estão a Irmandade Ariana, Máfia Russa, Cartéis de Droga, Máfia Siciliana, a Tríade Chinesa e a Gangues de Motoqueiros.
Em 1989 foi feita a primeira adaptação cinematográfica com Dolph Lundgren. Essa é a versão menos fiel às HQs; várias mudanças drásticas foram feitas,alteraram a origem e retiraram a estampa da caveira do peito. Durante a década de 90, sua popularidade diminuiu mas sua revista continuou a ser publicada e ele apareceu em alguns episódios do desenho animado do Cabeça de Teia.
Em 2004, um novo filme foi feito, dessa vez com Thomas Jane (do filme O nevoeiro) no papel principal e teve uma aprovação mediana do público; uns gostaram, outros detestaram. Jane interpretou o personagem pela última vez no curta Dirty Laundry,lançado em 2012. O diretor quase fez uma sequência mas a Marvel acabou optando por mais um reboot em 2008, dessa vez com Ray Stevenson (o Tito da série Roma) como Castle mas não fez muito sucesso.
O Justiceiro não tem nenhum poder mas em compensação, é um exímio atirador, tendo recebido um treinamento intensivo na época em que era SEAL. Ele é ambidestro, pode atirar com ambas as mãos, é especializado em armas de fogo. Com o sniper certo, pode acertar um alvo que esteja a 4km de distância. Ele também é um profundo entendedor de armas cortantes, como facas, canivetes e afins. Também é mestre em artes marciais, como karatê e ninjutsu, tendo preferência pelo jiu-jítsu. Ele também utiliza habilidades como saber pilotar helicópteros, táticas de interrogatório, explosivos, etc.
 A caveira branca no peito tem vários significados: serve como alvo, para que seja o primeiro detalhe identificado na roupa de Frank, evitando um contato direto com seu rosto, intimida o inimigo, que percebe que seu castigo é iminente e um aviso de perigo pois estão prestes a levarem uma porrada das boas.
Como todos os heróis da Marvel, ele já teve várias versões (quinze, para ser mais exato) e entre as mais famosas estão:

- a versão noir. Lançada em 2009, essa série mostrou um Frank Castle vivendo na Nova York da Grande Depressão após sua esposa morrer de câncer e forçado a criar seu filho sozinho.Ele ensina técnicas de combate a seu filho e é morto por se recusar a pagar a taxa de proteção que o senhor do crime local exigia. Frank Castle Jr. assume o lugar de seu pai como Justiceiro mas ao invés de exibir a caveira no peito, ele usa uma máscara com essa estampa e seu objetivo é lutar contra uma organização criminosa que planeja tomar o controle de toda a cidade.
Capa do primeiro volume da coleção do Justiceiro noir

- Na história de 1994, A man named Frank (Um homem chamado Frank) ele é uma versão do Velho Oeste, um cowboy em busca de vingança pelo assassinato de sua família.
 Essa versão teve apenas uma edição, publicada em junho de 1994.

- No universo Terra 2149, na edição Zumbis vs O exército da escuridão, Castle recebe uma oferta dos líderes Rei do Crime, Cabeça de Martelo e Coruja mas recusa e os mata, aproveitando a oportunidade que os oficiais da lei estão preocupados tentando conter a ameaça dos zumbis. Nessa história, o Justiceiro conhece Ash Williams (sim, o personagem de Evil Dead) e ambos lutam contra os mortos-vivos, até Ash o abandonar. Frank é transformado em zumbi e passa a se alimentar de carne humana.



-Na série Justiceiro contra o Universo Marvel, uma realidade alternativa é apresentada: Frank não é um ex-SEAL e sim um agente da SWAT (Special Weapons and Tactics, Armas especiais e tácticas) e sua família é assassinada no Central Park após um encontro dos X-Men contra a raça alienígena Skrull. Consequentemente, a ira de Frank se vira contra os super-heróis, dando início à carnificina. A primeira vítima é o Ciclope, que é morto com um tiro no rosto depois Castle acaba com Venom (essa pelo menos não fez falta!), o Homem-Aranha e nem mesmo o todo-poderoso Hulk escapa! Frank em um ataque súbito de raiva, derrete Wolverine até restarem apenas os ossos, mata o Dr.Destino a marteladas e esfaqueia o Demolidor. São as últimas palavras de Matthew Murdock que o fazem percebem a besteira que fez. O Justiceiro, arrasado pela culpa, comete suicídio.


Agora, voltemos à série da Netflix. Vamos falar sobre alguns personagens importantes:

-Billy Russo

 Interpretado por Ben Barnes (lembra do Príncipe Caspian, segundo filme das Crônicas de Nárnia, lançado em 2008 Pois é, é ele! Também fez os filmes O sétimo filho e O retrato de Dorian Gray, apareceu na série Westworld, como o personagem Logan. 
William ´´Bill´´ Rawlins era um garoto de apenas 10 anos de idade quando foi expulso de casa por seu pai e foi obrigado a se virar no submundo do tráfico de Nova York. Tornou-se um assassino brutal e sem escrúpulos. Ele foi colega de Castle pois também era um ex-Marine mas trabalhava secretamente para a Família Criminosa Da Costa, os responsáveis pelo assassinato da família de Frank, que estava se tornando uma pedra no sapato deles. Decidiram eliminá-lo de vez e mandaram Russo fazer o serviço sujo. Bill escondeu alguns explosivos na casa de Frank mas ele sobreviveu à explosão. 
(ALERTA DE SPOILER)
 No último episódio da primeira temporada, como nas HQs, o Justiceiro rastreia a localização de Bill, luta com ele e arrasta seu rosto (que de tão bonito, era chamado de Bill, o Belo) na vidraça quebrada. Castle achou que a morte era um destino misericordioso demais para ele e preferiu deixá-lo com cicatrizes para o resto da vida. omo resultado, Russo vai parar no hospital, onde seu rosto é remendado e costurado, deixando-o com uma aparência de um boneco de pano. Na próxima temporada, ele irá se tornar o Retalho (Jigsaw) o maior inimigo do Justiceiro.


-Karen Page

Interpretada por Deborah Ann Woll (a vampira Jessica de True Blood) a secretária a já tinha aparecido na série do Demolidor, já que é funcionária da firma de advocacia Nelson & Murdock. Nessa nova série, ela vai ter uma papel de destaque na investigação do caso de Frank Castle.



 -David Lieberman, também conhecido como Micro

 Interpretado por Ebon Moss-Bachrach (o Desi Harperin da série Girls) ele é um hacker, um gênio da informática aliado de Frank para combater o crime. Ele fugiu de casa há um ano e sua esposa e seus filhos acreditam que esteja morto.



-Dinah Madani

  Interpretada por Rose Evan (do filme O filho de Deus e da minisérie britânica House of Saddam) Madani é uma agente do Homeland Security Agency (a agência de Segurança Interna) que não existe nos quadrinhos, foi criada especialmente para a série de TV. Ela se envolve romanticamente com Russo e está no percalço de Frank desde que este a humilhou.





 Pessoalmente, achei a melhor série da Marvel do ano, melhor até mesmo do que os Defensores. Maratonei os 13 episódios em 4 dias e já quero uma segunda temporada! Me digam o que acharam da matéria e da série nos comentários.

   Fontes:sites Comic Book Resources, Den of Geek, Aficionados e Legião dos Super-Heróis.







7 comentários

  1. Olá! Oba adoro quando os meus heróis saem dos quadrinhos para as telinhas. Quero maratonar logo a série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elizete,
      Também adoro quando isso acontece. Maratone e me diga o que achou. Bjs

      Excluir
  2. Sinceramente, não curto O Justiceiro. Assisti aos filmes, mas não consegui gostar. Já minha mãe, adorou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dê uma chance à série, Aracelly. Vale a pena. Bem melhores que os filmes. Sua mãe tem bom gosto!

      Excluir
  3. Oi Clara.
    Foi ótimo saber um pouco mais sobre a origem do Justiceiro. Não sabia que tinha tantas versões da história dele e nem sabia que havia uma nova série.
    Vou tentar assistir no netflix.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Quando vi que lançou a série na Netflix nem dei bola, mas me arrependi, parece ser muito boa.
    Gostei de saber mais sobre a origem do personagem e outros aspectos, seu post está muito bom! <3

    ResponderExcluir
  5. Talvez eu dê uma chance sim, o meu problema é ter focado no ator Thomas Jane... não curto, até hoje, não consigo gostar de nenhum filme que ele faz.

    ResponderExcluir