Novidades

[Crítica] A cinco passos de você

Sinopse:
Aos dezesseis anos de idade, Stella Grant (Haley Lu Richardson) é diferente da maior parte dos adolescentes: devido a uma fibrose cística, ela passa muito tempo no hospital, entre tratamentos e acompanhamento médico. Um dia, conhece Will Newman (Cole Sprouse), garoto que sofre da mesma doença que ela. A atração é imediata, porém os dois são obrigados a manter distância um do outro por questões de saúde. Enquanto Stella pensa em quebrar as regras e se aproximar do garoto da sua vida, Will começa a se rebelar contra o sistema e recusar o rigoroso tratamento.

O que eu achei?
Pense num filme de drama e que foi produzido para te fazer chorar, então este é o filme.
O longa conta com um ator super queridinho do público jovem por seu papel em Rivedale no papel de um bad boy  que se recusa a lutar por sua propria vida: Will. E no papel de mocinha da história temos Haley Lu, atriz super talentosa que soube dar intensidade  no momento certo em que sua personagem Stella exigia.  E assim contarei pra voces um pouco da historia de amor de Will e Stella.

Stella é uma jovem que tem uma doença chamada fibrose cística e acaba de retornar de um  período fora do hospital para mais um longo tratamento em busca de vida. Para ela nada mais importante do que seguir regras, como se elas pudessem prolongar o tempo de vida de seu pulmão. Stella tem amigas incríveis que sempre estiveram ao seu lado e pais que a amam acima de tudo.
Will é um típico rapaz doido para ter sua vida normal o máximo possível, não liga pro seu tratamento e nem muito menos pro que vão pensar a seu respeito.
Eis que de repente o destino decide unir a vida deles, assim como você esbarrar numa parede eles irão se encontrar.

Stella está acostumada com a rotina do hospital, afinal convive com a doença desde que se entende por gente. E tem em seu amigo Poe, um companheiro de vida, que o conhece desde os 7 anos. Assim como Stella, Poe tem a mesma doença e tenta levar bem a vida de uma pessoa diagnosticada para a morte, caso não encontre um pulmão a tempo de se salvar.
Poe e Stella vivem em seu próprio mundo até que Will chega no hospital, mas além de fibrose cística acabou contraindo uma bactéria que não permite nem mesmo uma doação de um novo pulmão. E assim a vida de 2 adolescentes viram do avesso ao conhecer um alguém extremamente sem noção e mais ainda sem esperanças de vida.


Stella tenta controlar a sua vida nos mínimos detalhes, já que não consegue controlar sua doença, tudo é anotado e agendado para dias, mês e quem sabe anos. Ela ainda mantém um blog(youtube) no ar, nele conta um pouco de sua vida e das dificuldades da doença. Enquanto isso, Will foi selecionado para participar de um estudo para tentar prolongar sua vida, mas ainda assim ele é incapaz de ser responsável, o que fará que Stella intervir e ajudá- lo a enfim dar um novo ritmo e ordem a sua vida.
Enquanto Will trata de obedecer as regras impostas por Stella, surgirá o sentimento do amor. Mas como lidar com a pessoa que se ama e não poder tocar e nem muito menos chegar mais próximo que 6 passos dela? E aí meus caros leitores, vocês terão que descobrir.

O roteiro do filme é bom, mas por muitas vezes o senti meio arrastado e uma forçação de barra na trilha sonora para que as tais lágrimas viessem. E olha que amo um bom drama, mas o sentimento de "que você tem que chorar" acabou abrilhantando um pouco menos a história. 
Enfim, o filme certamente é do tipo fofinho e que vai agradar a fãs de A culpa é das estrelas, e o talento dos atores é sem sombra de duvidas inquestionável!

Trailer:

Nenhum comentário