Novidades

[News] Show do Blues Etílicos no dia 3 de janeiro no Teatro Rival Petrobras



Ao longo de 30 anos de carreira, a Blues Etílicos produziu uma extensa obra autoral, além de participar dos principais festivais de blues do país, dividindo o palco com os maiores nomes do gênero, como B.B. King, Robert Cray, Buddy Guy e muitos outros. A banda é considerada uma das principais difusoras do blues no Brasil, criando uma crescente base de fãs fiéis do estilo musical no país, se apresenta no dia 03 de janeiro de 2019, às 19h30, inaugurando a programação de shows da temporada 2019 do Teatro Rival Petrobras, na Cinelândia. Abertura da noite com a Banda Laranjeletric.

Estre será um show para entrar nas boas memória de 2019 como uma das melhores noites totalmente dedicadas ao Blues no Rival Petrobras. Isso porque o Blues Etílicos tem o dom de agradar os mais diversos públicos. Nesses 30 anos de estrada foram maturando essa que é a mais criativa e popular das bandas brasileiras nesse segmento.

Considerada a marca mais forte do blues nacional e a banda há mais tempo em atividade nesse segmento, a Blues Etílicos, desde meados dos anos 80, vem produzindo uma extensa obra autoral, além de gravar homenagens às suas principais influências, tendo lançado dez CDs e um DVD. A guitarra slide de Otávio Rocha e a gaita de Flávio Guimarães remetem diretamente ao blues, seja pontuando ou através de solos eletrizantes. O baixo de Cláudio Bedran e a bateria de Beto Werther garantem o groove sólido e suingado. O vocalista e guitarrista Greg Wilson comanda com segurança e estilo próprio.



Se o blues é hoje no Brasil um mercado consolidado, muito se deve ao trabalho contínuo e consistente desta banda, que embora carregue o blues nas veias, não se limita a nenhum rótulo específico. O blues é a principal raiz da música popular norte-americana, tendo influenciado tanto o jazz quanto o surgimento do rock. Buscar a ponte entre a música brasileira e o blues é o diferencial do Blues Etílicos ao longo dos anos. A densidade do blues, a energia do rock e o balanço da música brasileira são os três elementos básicos que regem seu som. É música para ouvir, dançar e festejar.

Já a banda Laranjeletric, que abre os trabalhos no palco, tem origem em 2010 no Rio de Janeiro. Sua característica principal é um passeio por uma sonoridade que  caminha do blues ao funk, passando pelo soul, com canções autorais embebecidas por estes estilos. Fortemente influenciados pela música negra, a banda finca seus pés no Blues para compor seu repertório autoral e em seus shows deixam claras suas referências ao interpretarem clássicos imortais de artistas como Robert Johnson; Muddy Waters e Jimmy Reed, mais adiante na linha do tempo do Soul e do Funk, reverenciando figuras como B.B. King, Freddie King; Bill Withers ou ainda enquanto remonta hinos de artistas que determinam a evolução do gênero como Jimi Hendrix e Curtis Mayfield.

Serviço
Teatro Rival Petrobras - Rua Álvaro Alvim, 33/37 - Centro/Cinelândia - Rio de Janeiro. Data: 03 de Janeiro (quinta). Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Ingressos: Setor A: R$ 70,00 (Inteira), R$ 35,00 (meia-entrada) | Setor B: R$ 60,00 (Inteira), R$ 40,00 (Promoção para os 100 primeiros pagantes), R$ 30,00 (meia-entrada). Venda antecipada pela Eventim - http://bit.ly/Ingressos2z0P23j. Bilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h Censura: 18 anos. www.rivalpetrobras.com.br. Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 350 pessoas. Metrô/VLT: Estação Cinelândia.
*Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública, Funcionários da Petrobras, Clientes com Cartão Petrobras e Assinantes O Globo.


Nenhum comentário