03 outubro 2017

[Review] Primeiras impressões de "The Good Doctor"


Eu ainda estou em choque com o que acabei de assistir, Confesso que estou completamente emocionada!

Chegou através da ABC, no dia 25 de Setembro, a série The good doctor, mais um soco no estômago do pré conceito.

Desde que esta série foi anunciada, eu já sabia que seria incrível, por se tratar do tema que é, e mais ainda por se tratar de Freddie Highmore, que está melhor do que eu nunca.

A série conta sobre um médico residente, Shaun (Freddie Highmore) que possui autismo e síndrome de Savant, uma doença rara, onde a pessoa possui uma grande habilidade intelectual,é convidado a deixar sua vida no campo para trabalhar em um grande hospital de cidade grande.

O contexto é muito bem trabalhado transitando entre o momento atual e lembranças de sua infância/adolescência.

Sua condição que faz com que tenha limitações para ter relações interpessoais, mas o Chefe do Hospital,e seu amigo, garante aos que não creem e querem impedir de ingressar na instituição, que ele tenha dons fora do comum. 
Mas a grande questão da série é colocar à prova se alguém que não tem a capacidade de se relacionar com outras pessoas realmente pode salvar vidas.

A história nos mostra claramente situações de discriminação, tendo em vista as supostas limitações impostas pelo autismo de Shaun, o que eles não percebem é o quão inteligente e capaz o mesmo é, levando-o a superar todas as arrogâncias e situações impostas pelos já funcionários do hospital.

No primeiro momento ele se vê a prova, quando sua vida no trabalho está sendo decidida em meio a um turbilhão de acontecimentos: Um menino na mesa de cirurgia, e só ele poderia salvá-lo, acreditar ou não?


trailer:





Escrito por Juliana Brito






Nenhum comentário

Postar um comentário