Novidades

[Programação] Canal Brasil – Programas e Séries da Semana – 30 de março a 05 de abril

SEGUNDA-FEIRA, 23 DE MARÇO
 

ESPELHO 


 

Convidado: Fátima Bernardes
Horário: Domingo, dia 30, às 21h30
Classificação: Livre

PRINCIPAL

Sinopse:
Idealizado e apresentado por Lázaro Ramos, o programa segue sua busca pela pluralidade e atualidade, e, este ano, 14º no ar no Canal Brasil, tem como mote central o acolhimento e traz uma novidade: uma série de quatro episódios sobre religião tendo Monja Coen, Padre Vilson Groh, o pastor evangélico Henrique Vieira e a mãe de santo Egbomi Cici como convidados. Quem abre a temporada é Baco Exu do Blues. Lázaro recebe ainda convidados como: Fátima Bernardes, Péricles, Sophie Charlotte, Maíra Azevedo e Yuri Marçal, Poliana Abritta, Alexandre Nero e Luedji Luna. O humor também está bastante presente este ano, não só pela presença de humoristas como Thalita Carauta e Marcos Veras, mas também com convidados como Edy Star e Duh Moraes, que usam essa ferramenta como complemento para suas produções artísticas. Outra novidade é o quadro “Poesia no Espelho”, em que o poeta e influenciador digital baiano Jordan Villas Boas recita versos enquanto correm os créditos do programa.

Neste episódio: A jornalista Fátima Bernardes defende a diversidade de vozes e temas na televisão aberta, sua relevância como espaço de reflexão e a necessidade de ouvirmos mais o que as pessoas têm a expressar.

A ARTE DO ENCONTRO 

 
Convidado: Fellipe Barbosa
Horário: Segunda, dia 30, às 22h
Terça, dia 31, às 13h30
Classificação: Livre

INÉDITO
Sinopse: Após 13 episódios comandados por Tony Ramos, Bárbara Paz assume o lugar do ator no comando da quarta temporada de “A Arte do Encontro”, do Canal Brasil, na quarta-feira, dia 14. Nos próximos programas, a atriz vai receber Bia Lessa, Daniel Dantas, Elisa Lucinda, Luis Miranda, Maria Ribeiro, Paulinho Moska, Xico Sá e Zélia Duncan para conversas intimistas intercaladas por leituras de trechos de livros, poesias e peças de teatro.

Neste episódio: O cineasta Fellipe Barbosa fala sobre o seu temor com o crescimento do extremismo e reflete acerca do poder das palavras como legitimadoras da violência.
 
AMIGOS, SONS E PALAVRAS 
 

Convidado: Arnaldo Antunes
Horário: Segunda, dia 30, às 22h30
Classificação: Livre

INÉDITO

Sinopse:
Com direção de Letícia Muhana e Patrícia Guimarães, e produção da Gegê Produções Artísticas, “Amigos, Sons e Palavras” tem direção de produção de Flora Gil e direção musical de Bem Gil. Mais uma vez, Gilberto Gil encontra amigos para encontros repletos de música, afeto e ideias – sem roteiro pré-estabelecido – e extrai de quem senta à sua frente histórias das mais variadas. “O fato de começar com uma música já é um elemento de conforto”, comenta. Este ano, ele recebeu nomes como Pedro Bial, Lilia Cabral, Patrícia Pillar, Arnaldo Antunes, Fernando Haddad, José Celso Martinez Correa e seus filhos Preta e Bem, entre outros.

Neste episódio: Arnaldo Antunes revela desânimo com o atual momento político e diz não compreender como a internet – rede cercada de esperança por um mundo mais tolerante – se tornou um local para propagar ódio.
 
O SOM DO VINIL – WANDA SÁ – SOFTLY (1965) 
 

Horário: Segunda, dia 30, às 23h
Classificação: Livre

INÉDITO
Sinopse: Charles Gavin se jogou de cabeça no universo feminino para traçar um panorama inédito da música brasileira sob a ótica de grandes mulheres, das mais diferentes gerações. A 13ª edição do programa O Som do Vinil apresenta entrevistas com 27 intérpretes, compositoras e musicistas. Este ano, as conversas vão além da arte, e questões de gênero, machismo e homofobia são discutidas pela primeira vez. “O meio da música ainda é muito machista e até hoje a mulher é muito associada ao ofício de cantora. Não existe na língua portuguesa o feminino da palavra ‘músico’. Eu chamo as artistas da música de musicistas, mas é uma licença poética”, diz Gavin, que reuniu uma equipe inteiramente formada por mulheres para esta temporada. A direção do programa é dele e de Gabriela Gastal.

Os episódios passeiam pela história de discos notáveis produzidos por artistas da nova geração, como a carioca Letrux e a baiana Xênia França, e de grandes damas como Elza Soares, Sandra de Sá, Leny Andrade e Gal Costa, que abre a temporada. O baterista e pesquisador ainda recebe personalidades como Roberta Sá, Fernanda Takay, Zélia Duncan, Leila Pinheiro, Joyce, Fátima Guedes, Simone, Dóris Monteiro e Joanna, Tia Surica e Aurea Maria, da Portela, entre outras. E joga luz sobre artistas que estão longe dos holofotes, como Sandra Pera, que depois de deixar As Frenéticas lançou um único LP solo, em 1983; Doris Monteiro, rainha do rádio, que ela fala sobre o disco “Sobre Doris Monteiro”, de 1969; e Eliana Pittman, que comenta o álbum “Tô Chegando, Já Cheguei”, de 1974, e sobre o ápice de sua carreira, quando tocou no Olympia de Paris e foi entrevistada por Jerry Lewis, em seu talk show.

Neste episódio: Charles Gavin resgata “Softly”, álbum de Wanda Sá. A artista repassa a carreira, fala da parceria com o produtor do cantor Frank Sinatra e revela sempre ter fugido do mundo do estrelato.
 
O PAÍS DO CINEMA – AUTO DE RESISTÊNCIA 
 

Convidado: Natasha Neri e Ana Paula Oliveira
Horário: Segunda, dia 30, às 23h30
Terça, dia 31, às 7h
Classificação: 14 anos

INÉDITO

Sinopse:
Andréia Horta volta ao papel de apresentadora de TV: pelo segundo ano, a atriz está à frente de “O País do Cinema”. No quarto ano da atração, a atriz recebe realizadores, diretores e intérpretes e coloca em pauta uma abordagem crítica e informativa da produção nacional. Este ano, o programa dirigido por Marcello Ludwig Maia foca sua atenção em filmes da mais recente safra do cinema brasileiro. Entre os filmes escolhidos para esta temporada estão trabalhos de artistas como Kleber Mendonça Filho, Gabriela Amaral Almeida, Murilo Salles, Marco Nanini, Andrea Beltrão, Walter Carvalho, Daniela Thomas e Andrucha Waddington. Para ilustrar as entrevistas, são exibidas cenas das obras e imagens de making of.

Neste episódio: Natasha Neri e Ana Paula Oliveira, diretora e mãe de uma das vítimas de violência policial retratadas em “Auto de Resistência”, comentam a legitimação de mortes pela justiça no Brasil.

ELETROGORDO 
 

Convidado: Danilo Beyruth
Horário: Segunda, dia 30, à 0h
Classificação: 14 anos

INÉDITO
Sinopse: Sob direção de André Barcinski – também responsável por Nasi Noite Adentro –, João Gordo estreia a terceira temporada de sua atração no Canal Brasil, “Eletrogordo”, completando a faixa dos programas da meia-noite, que combinam humor, irreverência e sensualidade.

O cenário é uma oficina de eletrodomésticos e João passa os dias consertando liquidificadores, torradeiras, televisões de tubo, secadores de cabelo e vitrolas. De vez em quando, surge um cliente na loja e eles engatam um papo sobre televisão, música e cinema, suas grandes paixões. Os frequentadores desse estabelecimento são ecléticos e especiais. Nesta temporada, o apresentador conversa com os músicos Rafael Ilha, Leandro Lehart, Jimmy Luv, Simbas, Alex, Arrigo Barnabé, Sula Miranda e Sandra Coutinho; os apresentadores de televisão Marcelo Tas, Didi Wagner, Leão Lobo, Max Fivelinha e Leda Nagle; o ex-jogador de futebol Cesar Maluco; o cineasta Rodrigo Aragão e o comediante e vocalista Bruno Sutter, entre outros.

Vocalista da banda punk Ratos de Porão, o cantor fez história nos palcos com suas letras anárquicas e apresentações agressivas, e se aventurou no mundo da televisão, atuando como anfitrião em programas cômicos, como talk shows politicamente incorretos.

Neste episódio: O quadrinista Danilo Beyruth comenta as incertezas da carreira e destaca o Brasil como um celeiro de profissionais da área em consequência da diversidade de influências culturais.


TERÇA-FEIRA, DIA 31 DE MARÇO 
 
FAIXA MUSICAL – IRA! FOLK


Horário: Terça, dia 31, às 14h
Classificação: Livre
 
INÉDITO
 
Sinopse: Nasi e Edgard Scandurra fazem um passeio por 35 anos de carreira com a apresentação de clássicos da banda em formato acústico, como “Flores em Você”, “O Girassol” e “Tarde Vazia”.
 
TRANSMISSÃO 
 

Convidado: Mc Carol
Horário: Terça, dia 31, à 0h20
Quarta, dia 01, às 13h40
Sábado, dia 04, às 6h45
Classificação: 12 anos

PRINCIPAL
Sinopse: Linn da Quebrada e Jup do Bairro são duas das mais revolucionárias personalidades da nova geração da cultura brasileira. Suas apresentações de rap nas periferias são incendiárias e críticas, com letras focadas nos dilemas do universo LGBTQI, na desigualdade social e questões raciais. Suas trajetórias encantaram os documentaristas Kiko Goifman e Claudia Priscila, diretores de Bixa Travesti (2018), no qual elas expõem suas rotinas e mostram como suas posturas nos palcos visam desconstruir estereótipos de gênero, raça e classe. Novamente juntos, cineastas e cantoras estrelam o novo programa da faixa da meia-noite no Canal Brasil, dando sequência ao bastão passado por Laerte Coutinho em Transando com Laerte, que se despede da grade depois de quatro temporadas.

O talk show comandado pelas plurais artistas traz convidados para um bate-papo irreverente, no qual questões de gênero, sexo e raça são frequentemente abordadas, mas não limitadoras a conversa. O papo com Laerte Coutinho fala sobre transexualidade, mas também aborda relacionamentos amorosos e religião. Com a funkeira MC Carol, elas discutem a influência do rap na periferia e a descoberta da veia artística. A deputada Erica Malunguinho fala sobre a dificuldade de pessoas trans em ocupar espaços de poder, tanto na política quanto na academia, e a atriz Glamour Garcia fala sobre aceitação da personalidade. Há espaço ainda para os músicos Jards Macalé, Tom Zé e Letrux, o ex-prefeito Fernando Haddad, a cineasta Anna Muylaert, o ex-jogador de futebol Vampeta e a chef de cozinha Paola Carosella, entre outros.

Neste episódio: Mc Carol relembra os ensinamentos familiares para superar os casos de racismo na infância e fala sobre a desvalorização da vida das mulheres negras, detalhando a tentativa de feminicídio que sofreu.

 
QUARTA-FEIRA, 01 DE ABRIL
 
FAVELA GAY – PERIFERIAS LGBTQI+ – LEONA 
 
 
Horário: Quarta, dia 01, às 19h30
Segunda, dia 06, às 12h30
Terça, dia 07, às 7h
Classificação: 12 anos

ESTREIA

Sinopse:
No documentário “Favela Gay” lançado em 2014, Rodrigo Felha mostrou o cotidiano de homossexuais de favelas do Rio de Janeiro. Em seu mais recente trabalho, o cineasta expande o roteiro e segue para outras cidades do país para entender como é a rotina da população LGBTQI+ fora dos grandes centros. A atração visita várias comunidades e traz os mais diversos depoimentos de homossexuais habitantes desses locais, que fazem relatos reveladores sobre a soma dos preconceitos de classe social e opção sexual.

Neste episódio: A série apresenta a perspectiva das diferentes periferias do Brasil a partir do olhar do universo LGBTQI+. No segundo episódio, conheça a trajetória de Leona.

 
QUARTA-FEIRA, 02 DE ABRIL
 
FAIXA MUSICAL – MARIANA AYDAR – PEDAÇO DUMA ASA
 



Horário: Quinta, dia 02, às 11h50
Terça, dia 07, às 8h15
Quarta, dia 08, às 9h45
Classificação: Livre
 
PRINCIPAL
 

Sinopse: Mariana Aydar mostra os bastidores da produção de seu disco mais recente, “Pedaço duma Asa”. A exibição traz imagens de estúdio, momentos de intimidade e apresentações realizadas.
 
O PAÍS DO CINEMA – BENZINHO 


Convidado: Karine Teles e Otávio Müller
Horário: Quinta, dia 02, à 0h
Sábado, dia 04, às 13h
Quarta, dia 08, às 7h
Classificação: 14 anos

INÉDITO
Sinopse: Andréia Horta volta ao papel de apresentadora de TV: pelo segundo ano, a atriz está à frente de “O País do Cinema”. No quarto ano da atração, a atriz recebe realizadores, diretores e intérpretes e coloca em pauta uma abordagem crítica e informativa da produção nacional. Este ano, o programa dirigido por Marcello Ludwig Maia foca sua atenção em filmes da mais recente safra do cinema brasileiro. Entre os filmes escolhidos para esta temporada estão trabalhos de artistas como Kleber Mendonça Filho, Gabriela Amaral Almeida, Murilo Salles, Marco Nanini, Andrea Beltrão, Walter Carvalho, Daniela Thomas e Andrucha Waddington. Para ilustrar as entrevistas, são exibidas cenas das obras e imagens de making of.

Neste episódio: Karine Teles e Otávio Müller contam os detalhes de “Benzinho”, de Gustavo Pizzi. A atriz comenta os desafios de gravar com os próprios filhos e revela curiosidades sobre os testes para o elenco.

 
SEXTA-FEIRA, 03 DE ABRIL
 
ALEMÃO – OS DOIS LADOS DO COMPLEXO – EP 04 
 

Horário: Sexta, dia 03, às 22h30
Sábado, dia 04, às 13h30
Domingo, dia 05, às 2h
Domingo, dia 05, às 9h40
Segunda, dia 06, à 0h30
Classificação: 16 anos

INÉDITO

Sinopse:
A série dirigida por José Eduardo Belmonte parte da ocupação policial do conjunto de favelas do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, para contar a história de cinco policiais infiltrados durante a ação das forças armadas. Uma operação secreta comandada pelo delegado Valadares (Antonio Fagundes) levou o grupo a se misturar com moradores do morro para coletar informações sobre o tráfico. Doca (Otávio Muller), Danillo (Gabriel Braga Nunes), Carlinhos (Marcello Melo Jr.), Branco (Milhem Cortaz) e Samuel (Caio Blat) tentam sobreviver ao cerco feito por Playboy (Cauã Reymond), chefe da facção responsável por comandar o tráfico de drogas na região.

Neste episódio: No episódio final da série, Carlinhos arrisca a sua vida por Letícia e recebe uma ajuda inesperada. O confronto entre os policiais no esconderijo de Doca e os traficantes é inevitável.


Nenhum comentário