15 janeiro 2018

[Resenha] Com outros olhos


A vida perfeita de aparências da jovem Lana se desfaz como pó depois de um trágico acidente com seu então namorado Lucas. Destinada a ultrapassar todos os obstáculos que a vida lhe impõe, Lana ingressa na Companhia Raoul de Teatro – com a ajuda de seu irmão – sem que saibam das suas limitações. Seus companheiros de trabalho parecem não facilitar a vida da moça, principalmente Arthur, que interpreta seu par romântico na peça. Ironia do destino ou não, Lana vai descobrir que uma vida sem luz ainda pode lhe oferecer tudo que uma garota sempre sonhou. E que as aparências… Sempre enganam.
O que eu achei?
O livro conta a história de Lana, uma jovem que há um ano sofreu um acidente de carro que a deixou cega, mas ela tomou a decisão de transformar da dor e da dificuldade em motivos para mudar sua vida. Com a ajuda de seu irmão Leo decidiu se matricular numa escola de teatro, mas será que sua condição poderá limitá-la?

Logo no primeiro momento na companhia de teatro Lana é escolhida para interpretar Julieta, oque imediato causará um mal estar, pois logo Artur que irá interpretar Romeu irá ser contra ela ganhar o papel. Ele estava muito ansioso para conseguir o papel na companhia e conseguiu o papel que tanto queria: Romeu. Mas o que Artur não podia contar era que seu amor juvenil estaria ali, naquela companhia e como se o destino quisesse unir sua vida a de Lana, na pele de Romeu e Julieta.

A atração entre o casal é gritante! Artur sempre teve uma quedinha por Lana, ou melhor, uma cachoeira hahaha, mas não sabia que ela tinha ficado cega. Então ele irá lutar por ela, enquanto Lana fugirá da tentação encarnada de Romeu.
Lana não reconhece Artur. Mas isso não o impedirá de se aproximar e tentar continuar lado a lado com Lana. 
A vida terá diversos percalços, o amor de Artur permanece intacto até o momento em que enfim eles se beijam e aos poucos vão se entendendo e se encaixando.

O livro é um relato simples e sincero de um amor capaz de superar família, preconceito... tudo. 
Você certamente irá se emocionar e encantar com este casal.

Um comentário

  1. Falou de teatro já me roubou a atenção, hehe! Isso porque eu faço oficina de teatro e sou muito aficionada nesse mundo. É um livro bem romântico, pelo que pude perceber, porém bem leve, do jeito que eu gosto. Não é um livro que tenho urgência para ler, mas se chegar em minhas mãos lerei de bom grado.

    ResponderExcluir