10 novembro 2017

[Resenha] Ultra Carnem

Era um encontro inevitável. De um lado, a Caveira querendo publicar revelações da literatura de terror nacional. Do outro, um farmacêutico carismático com um toque de O médico e o monstro desejando dar voz as possibilidades sombrias que corriam em suas veias. O pacto foi selado em latim e da união entre Cesar Bravo e a editora mais sombria do mercado nasceu um livro visceral. Ultra Carnem expande a sua obra mais popular, quatro histórias inéditas que despem o irreal e tem como elo um olhar sarcástico de quem observa o mundo e compreende que na disputa entre o céu e o inferno nós somos o prato principal. Narrativas insanas, repletas de pactos, demônios, conversas capciosas, sangue, socos na boca do estômago e bom, a gente não vai contar tudo. Só o que podemos revelar é que Ultra Carnem expande em muito a mitologia criada por Cesar Bravo, dando detalhes assustadores sobre a infância e a obra maldita de Wladimir Lester, o estranho menino pintor. Além disso, o autor mostra até onde vai a fome de um homem desesperado pela fama ou por uma vida mais digna por direito. A caminhada segue sem pudores expondo a fragilidade de cada um de nós. Por fim, o leitor fica com a sensação de que nós, humanos, não devemos bancar o esperto. E que não existe a possibilidade de enganarmos o céu e o inferno.
O que eu achei?
Tudo começam com a chegada de um menino em um orfanato católico, deixado por uma mulher que dizia ser sua irmã. Um jovem prodígio, com um talento único para pinturas, distante emocionalmente de todos, envolto em uma áurea pesada de mistério. Segredos, tragédias e a força do oculto criam a tensão do início desse livro...

... que segue para décadas depois, onde um pintor fracassado, mergulhado até o pescoço na lama que é sua vida, e sufocando em auto-piedade se torna um fanático em busca dos tesouros contado pelo mito do menino cigano. Ele busca de forma incessante um artefato que o transformaria no maior pintor já conhecido. Aqui, a busca cega pela fama, dinheiro e sucesso a qualquer custo mostra o quão perigoso a ganancia pode ser quando aliada a forças além do nosso controle, para depois...

... irmos de encontro a uma marido inconformado com a vida medíocre que leva junto de sua mulher mal-cuidade e seu filho especial. Sua vida e sua força de vontade seguem a mesma linha decadente, onde tudo segue numa trágica sequência de desviar das investidas de sua mulher suja e fora de forma e fantasiar com a jovem adolescente, enteada de um de seus clientes. Até que n'uma loja sombria, uma velha desbocada e uma estátua de uma cigana lhe oferecem a chance de mudar de vida. Aqui, descobrimos que não se pode tentar ludibriar as forças ocultas. Até pode, mas terá consequências gravíssimas. A ganancia unida a arrogância e prepotência fazem desse conto um banho de sangue que nos leva à...

... uma lanchonete velha e suja onde uma garçonete que já sofreu em vida mais do que é capaz de se imaginar encontra três indivíduos misteriosos conversando em uma mesa. O terceiro surgiu do banheiro; saiu de lá sem ter entrado. Aqui, a alma sofrida e cheia de chagas, ódios, rancores e desejo de vingança se entrega por completo às forças mais sombrias existente, disposta a dar um fim e levar de volta para o lugar que merece uma alma que jamais deveria ter fugido.

Ultra Carnem, de Cesar Bravo, lançado pela DarkSide, é um livro formado por quatro contos que se conectam de alguma forma, todo ambientado no Brasil - mostrando que a editora está confiando cada vez mais em nossos autores. Esse livro é daquele sobre o qual eu pouco sabia, mas que tinha uma vontade insana de ler. Principalmente pela capa - que é linda -, e por saber e conhecer o trabalho artístico nas edições da DS, que são impecáveis.

A mão pesada do autor carregou esse livro do oculto, unindo cultura cigana e elementos do terror gore, capaz de revirar o estômago dos leitores desavisados - como este que vos escreve. Em um dos contos, eu realmente tive que parar de ler, tamanho o incomodo que algumas descrições me causaram.

Mesmo assim, o livro é extremamente bem escrito, unindo o sombrio com toques de sarcasmo e ironia, que dão certa leveza e tornam a leitura menos pesada e cansativa. As personagens são absurdamente humanas, cheias de falhas, vícios, algumas virtudes, e tudo o mais que um ser humano pode ter em seu amago. Ninguém ali é essencialmente bom ou ruim; ninguém ali é um louco descontrolado ou um herói destemido, sem motivo aparente. São humanos que fizeram suas escolhas. E que precisam - e VÃO - pagar por elas.

Além do horror presente bos contos, há uma grande questão abordada nos contos: será que o ser humano tem capacidade de lidar com aquilo que mais deseja, quando obtido? Neste livro, as formas de se obter o que se quer não são das mais comuns ou confiáveis, nem mesmo indicáveis, que fique de alerta.

Se você procura um livro para mexer com sua mente e te deixar com os nervos a flor da pele, Ultra Carnem é um excelente título. Leia, e boa sorte.

17 comentários

  1. OMG! Nossa, que resenha incrível! Me deixou arrepiada. Não conhecia o livro, mas depois de ler tudo isso, a vontade tomou conta de mim. E de verdade, o último parágrafo, foi um tiro certeiro no coração. E fiquei muito feliz em saber que, a história se passa toda no Brasil.

    ResponderExcluir
  2. Aah muito obrigado! Que bom que gostou da resenha e mais ainda, que ficou afim de ler - pq esse livro merece ser lido haha
    Espero que leia logo e goste da leitura. E te desejo muita sorte hahaha
    Ah, e diz o que achou depois que ler ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKK, esse seu boa sorte dá mais medo ainda. KKKK AAAAA, preciso pegar esse livro nas mãos!
      E de nada! O mérito é todo seu!!!

      Excluir
    2. KKKKKKK é pq vc vai precisar de sorte. Muita... ta bem, parei!
      E mt obrigado! De verdade :3

      Excluir
  3. Que proposta surreal, já gostei! Estou a procura de livros mais sombrios e, a DarkSide tem lançado uns que me fazer querer mais ainda, as edições são maravilhosas, e essa não está de fora!
    Achei q resenha dem dinâmica e sincera, sem revelar muito da trama, ideal. Amo essa pegada de contos, que são interligados, dá um toque mais original.
    Bem misterioso esse livro, sem dúvidas entrou pra minha lista!!! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da resenha e se interessado pelo livro. A Darkside tem alguns título muito interessantes, mesmo. Espero ter a chance se ler outros.
      E espero que leia e gosto de Ultra Carnem tanto quanto eu gostei - que foi muuuuito rss

      Excluir
  4. Aaaaahhhh, Irlan! KKKKKK
    Tá bom, pare! KKKKKKKKKKKK
    Imagina! []

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkk juro que parei. Mas aposto que isso so aumenta a sua vontade de ler e que voce vai ler logo logo e vir aqui contar o que achou hahaha

      Excluir
  5. Olá! Uau que resenha hein, já estou de olho nesse livro a um tempinho (tempão) e agora estou ainda mais interessada na leitura, a capa é realmente linda e me conquistou de primeira, o enredo em sim me assusta um pouco, não sou muito fã do terror, mas acho que vou abrir uma exceção.(risos, de nervoso)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha muito obrigado! E leia com pausas para respirar e rezar o Pai-Nosso kkk
      Brincadeira... ou não... :3

      Excluir
    2. AI.MEU.GOKU, não sei se é para rir ou chorar... definitivamente é para ler!!!

      Excluir
    3. KKKK Sim, definitivamente é pra ler.
      E boa sorte haha

      Excluir
  6. KKKKKKKKKKKKK, pare mesmo!
    Sim! Isso só aumenta minha vontade de ler, rs. Preciso escrever o nome na lista imensa, rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coloque no topo escrito "pq o Irlan indicou e disse "boa sorte" kkkkk

      Excluir
  7. Oi Irlan.
    Eu evito filmes, séries e livros do gênero terror. Depois fico repassando o que vi ou li e acabo não dormindo rs
    Eu achei a ideia de 4 contos se interligando bem interessante. Gostei bastante de saber que é um autor nacional e adorei a forma como você descreveu os personagens. Parece que pode ser um vizinho seu ou meu.
    Se eu não tivesse tanto medo desse tipo de leitura, eu leria esse livro para saber o desfecho das histórias.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Morri! Amei seu lembrete. Pode deixar!

    ResponderExcluir