15 junho 2017

[Nerds & Geeks] Histórias em quadrinhos: Fábulas


Quando o assunto é Vertigo, selo da DC Comics, sou suspeita para falar porque para mim, é o selo que publica as melhores HQs desde que Sandman foi lançado em 1989. Ela já publicou títulos como Preacher, Lúcifer, Watchmen, entre outros.

Criada por Bill Willingham, a série conta a história dos habitantes de Fabletown, a cidade das fadas, que após ser invadida pelo misterioso Adversário, são forçados a se mudarem para o mundo dos humanos e assumir aparências como as deles. As fábulas que não conseguirem assumir uma aparência humana (ou mundana, como eles se referem) são transferidas para a Fazenda, uma comunidade ao norte do estado do Nova York que serve como um refúgio.

Willingham era um escritor da DC que já tinha produzido obras como Justice Machine, Ironwood e Elementals quando decidiu inventar criar uma série de histórias em quadrinhos para explorar o que teria acontecido com os personagens dos contos de fada após o viveram felizes para sempre. A intenção era fazer uma metáfora do conflito entre Israel e Palestina. Bill diz que a obra não foi feita para ter ter um cunho político mas é inegável que alguns personagens possuam valores morais questionáveis .Ele imaginou esse cenário alternativo e junto com a editora da Vertigo, Karen Berger, reuniram uma equipe de roteiristas e desenhistas renomados para trazer a série à vida.

A série rapidamente se tornou um dos títulos mais vendidos da DC Comics e se tornou um best-seller internacional. Teve 150 edições e vários spins-offs, como Cinderela, As mais belas, João das fábulas, The wolf among us (inspirado no videogame) e alguns encadernados de lixo. Aqui no Brasil, foram publicados pela Panini.

As Homelands (Terras Natais) das fábulas consistiam de vários mundos:Toscana, Reino do grande leão (e o primeiro capítulo é intitulado A viagem do peregrino do céu,referências aos livros das Crônicas de Nárnia), o Rus, uma versão mítica da Rússia, onde vivem personagens do folclore eslavo, como Baba Yaga, o Reino Proibido, inspirado no Japão, o Reino Romano, Indu, inspirado na índia, Hessen, inspirado na Alemanha,Erin, inspirado na Irlanda, Albion, na Inglaterra, etc. Quando as fábula são forçadas a se mudarem para Nova York, tem que aprender a trabalhar no mundo dos humanos.Para assumir a aparência dos mundanos, elas têm que comprar uma substância chamada Glamour, fabricado pelas bruxas.

No primeiro volume,Fábulas em exílio, a xerife de Fabletown, Branca de Neve, junta forças com detetive de polícia Bigby Wolf (o lobo mau dos três porquinhos) para investigar o desaparecimento da irmã de Branca, Rosa Vermelha. Todos os volumes apresentam ilustrações belíssimas e narrativas eletrizantes.

Seja você um veterano de HQs ou um novato à procura da primeira história para ler, Fábulas é garantia de horas de diversão e imersão cultural porque conhecemos fábulas de todos os cantos do planeta, além de ser um deleite para os olhos, com as ilustrações fantásticas de Steve Leialoha, Mark Buckingham, Jill Thompson e vários outros feras do desenho.

PS A Panini já anunciou que planeja lançar edições encadernadas de luxo de Fábulas mas ainda não anunciou uma data. É uma ótima oportunidade para conhecer esse mundo fascinante!



Um comentário

  1. Oi Clara,
    fiquei curiosa por essa HQ não conhecia este título mas adorei.
    beijos

    ResponderExcluir