Novidades

[News] Ganhadores do Jabuti são opções de presente para crianças e jovens

Quem procura opções de presentes na época de festas pode se inspirar nos vencedores do Prêmio Jabuti 2019, que selecionou o melhor da produção editorial brasileira do ano passado. Para as crianças, a opção é “A Avó Amarela” (Editora Ôzé), que ganhou na categoria
 infantil. Já “Histórias Guardadas pelo Rio” (Edições SM) levou o prêmio entre as obras juvenis. A premiação, promovida pela Câmara Brasileira do Livro, aconteceu em 28 de novembro, em São Paulo.

Publicado pela Editora Ôzé, “A Avó Amarela” é um retrato de uma figura querida por tantos: as avós. Escrita por Júlia Medeiros e ilustrada por Elisa Carateto, a obra acompanha um final de semana na casa da matriarca da família. Pelo olhar da neta, a imagem da avó vai
 sendo formada a partir de conclusões que beiram a poesia e de cenas como os tradicionais almoços de domingo, carregadas de sentimentalidade.

“É um livro que nos arrebata e desconcerta em sua prosa poética cheia de mineirice”, destaca a jurada Gabriela Romeu. De acordo com ela, em uma combinação de texto e imagem, a obra “carrega vestígios de saudade e inaugura silêncios”.

 “Histórias Guardadas pelo Rio”, escrito por Lucia Hiratsuka e publicado pelas Edições SM, venceu o Jabuti na categoria Juvenil.  Na cidade de Pedro, personagem principal do livro, todos têm uma prática comum: pescar histórias que nadam pelo rio. Depois de
 coletadas, as histórias são trocadas, colecionadas e até negociadas. Mesmo sendo algo que todos ao seu redor fazem, o menino, por mais que tente, não consegue pescar. A partir daí, Pedro busca entender o segredo por trás da arte da pesca.

 A procura do protagonista, por meio do encontro com outras pessoas, de conselhos e enigmas, vai completando um mapa, explica Peter O’Sagae, jurado da categoria Juvenil. “Esse mapa corre pelos cuidados serenos do manancial humano de cada um contar a si mesmo,
 uma capacidade viva de somar e compartilhar momentos frágeis”.



Nenhum comentário