03 julho 2017

[Resenha] O enterro das minhas ex

Algo não vai bem na vida de Charlotte. Na escola, ela se sente diferente das garotas de sua idade, e mesmo com o passar dos anos a incompreensão sobre si mesma persiste. Em sua cabeça, amor e amizade se confundem.

Nesta delicada e comovente narrativa gráfica, Charlotte relembra seus relacionamentos com outras garotas, desde as paixonites da infância até o início da
vida adulta. Com suas vivências, ela passa a se compreender melhor e desbravar um mundo desconhecido, cheio de intolerância, arrogância e rejeição, mas também repleto de liberdade.


O que eu achei?
A HQ conta a história de Charlotte, uma menina que tenta se adequar ao mundo e as pessoas. Mas desde bem pequenininha sempre gostou mais de “coisas de meninos” do que de meninas e seu maior desafio será conviver consigo mesma.

Charlotte se apaixonava por gostos e pessoas. Primeiro ficou louca por Vôlei e por uma tal de Joana, depois se encantou por Stephanie, uma menina que brincava com meninos, andava de skate e lutava judô. Logo Charlotte se matricula no judô para ficar mais próxima dela, mas em seguida se machuca e perde o interesse pelo esporte e consequentemente de Stephanie.
Então conhece Nathalie e quis se exibir para ela, mas mais uma vez seus planos não deram certos. Charlotte queria ser aceita em algum grupo e quis agradar Antonie que gostava de jogar bola e decidiu que podia ensinar alguns golpes de judô à ela, aí tudo ok, mas arrumou uma briga na escola e mais uma vez se deu mal.
Quando anda parecia dar certo, Charlotte se encantava seguidamente por uma nova menina/ mulher, e assim se encantou com a senhorita  Boni, sua professora e fazia o possível e impossível para chamar sua atenção, até que mais uma vez "meteu os pés pelas mãos".

Aos 13 anos, Charlotte conhece Sophie e se tornaram melhores amigas. Charlotte confiava muito em Sophie, mas não entendia o motivo de seu coração disparar quando estava com ela. Ambas iam se conhecendo e aos pouquinhos compartilhando momentos e experiências, até que enfim se beijaram pela 1ª vez. 
14 anos, Charlotte beija um menino e não gosta, pelo contrário, sairá correndo logo após o beijo. No 1º ano conhece Sandrine e ficam amigas, saem, bebem e fumam juntas... até que após um problema em comum acabam se beijando e transando, e assim Charlotte enfim descobre-se homossexual... Mas por um motivo que não irei contar mais uma vez Charlotte se vê sozinha.

O livro é a história de autoconhecimento e amadurecimento de uma menina- mulher que sempre gostou de meninas, de suas dúvidas até ter suas certezas. Certamente você irá se encantar com a história de Charlotte, seus medos e desejos.

Um comentário

  1. Oi Maisa.
    Adorei a dica, um hq onde Charlotte esta em busca de autoconhecimento e vivendo os altos e baixos de estar com alguém ou sozinha.
    beijos

    ResponderExcluir