19 abril 2017

[Resenha] Wicked


Você nunca mais vai enxergar Oz da mesma forma.

Quando Dorothy se vê diante do desafio de derrotar a Bruxa Má do Oeste, no clássico Mágico de Oz, vemos a história se desenrolando pelo lado da heroína. Mas e a história de sua arqui-inimiga, a misteriosa bruxa? De onde ela surgiu? Como se tornou tão perversa? 
Em Wicked, Gregory Maguire revela tudo isso por meio de um mundo fantástico tão rico e intenso que você nunca mais vai olhar para Oz da mesma forma. Viajando por uma terra encantada, descobrimos todos os detalhes da história dessa garota de pele verde que cresce em meio a desafios e preconceitos, até se tornar uma bruxa infame – uma esperta, irritadiça e incompreendida criatura que desafia todas as noções sobre a natureza do bem e do mal.
Recriando com riqueza espantosa o mundo de Oz, este livro conduz o leitor à inesquecível estrada de tijolos amarelos, atravessando um mundo fantástico repleto de conflitos e transformando de maneira surpreendente a reputação de um dos mais sinistros personagens da história da literatura.


O que eu achei?

Primeiramente: essa é a história que baseou o musical da Broadway — que possui um tom bem diferente, empregando uma vibe bem mais leve que a densidade oferecida nesse livro —, adaptado pelo próprio autor, Gregory Maguire. E é muito bom o modo como ele pega uma obra já tão consagrada e usa-a para abordar assuntos mais pesados; como sexualidade, por exemplo. E por isso essa foi uma leitura que, mesmo tendo sido feita uns três meses atrás, para o Clube da Cultura, ficou presa na minha cabeça, mantendo os acontecimentos bem nítidos.

Elfaba é uma personagem muito forte e o modo como sua intensidade é passada ao leitor é bem interessante. A maior parte de sua vida é, na verdade, contada pelo ponto de vista de segundos e terceiros. Contextualizando, antes de seu nascimento, quem narra são seus pais, mostrando como o relacionamento deles já sofria abalos e o que a chegada da pequena Elfinha causou aos dois e ao meio em que viviam. Em sua adolescência, a narrativa passa para as mãos de Glinda — sim, a Bruxa Boa do Norte — e, em decorrência de ingressarem à mesma faculdade, tornam-se grandes amigas. Logo em seguida, agora morando na Cidade das Esmeraldas, nos é mostrado um lado mais passional da bruxa. Contado pelo ponto de vista de seu amante, esse será um período de transição cheio de malicia, centrado apenas em mostrar uma faceta mais misteriosa e sedutora de Elfaba.

Só então na fase adulta, já com as características formadas e os rumores espalhados por diversos reinos sobre sua “maldade” que a história será, enfim, regida pela própria. Saímos das especulações e conjecturas dos outros sobre ela para finalmente estarmos dentro de sua cabeça, o que mostra-se ter sido muito bem pensado, pois ela recorrentemente retorna a temas abordados pelos outros mostrando seu próprio ponto de vista, seus verdadeiros sentimentos que costumavam ser distorcidos pela percepção alheia. E essa fragmentação da personagem para o leitor remonta-la para descobri-la aos poucos foi, se não o, um dos pontos altos do livro.

O que muita gente não sabe é que esse é o primeiro livro de uma série de quatro, com suas sequências sendo: ‘Son of a Witch’ (Filho da Bruxa, em tradução livre), ‘A Lion Among Men’ (Um Leão Entre Homens, também em tradução livre) e por fim ‘Out of Oz’ (Fora de Oz, tradução livríssima). Nenhum deles ainda lançados no Brasil e, pelo menos por enquanto, sem posicionamento da editora Leya, que possui o direito de publicação de ‘Wicked’. Porém mesmo sem nenhuma previsão de lançamento de suas continuações, esse não se torna um livro a se deixar para depois. ‘Wicked’ funciona como um circulo fechadinho, sua história tem começo, meio e um fim propriamente dito, o que vier de mais é lucro.

De modo geral, ‘Wicked’ é como um fundo falso em um armário já existente de Oz, um mergulho em nuances mais profundas de algo já conhecido. Expande o universo do ‘Mágico de Oz’ para uma fantasia tão ricamente explorada que não deve nada ao original, tornando-se quase uma obra totalmente separada dada a profundidade que Gregory Maguire emprega ao livro. O tipo de livro que serve tanto como reconto quanto homenagem a um clássico tão enraizado na cultura pop.

7 comentários

  1. Oi ,achei super interessante esse livro abordar o lado de quem nunca foi ouvida: A Elfaba.
    Será que ela era tão ruim assim?
    Quais foram os motivos que a levaram a agir como uma vilã?
    O que aconteceu em seu passado para que tomasse certas atitudes?

    Pronto. Fiquei curiosa! 😌

    ResponderExcluir
  2. Oi Maisa,
    Muito legal termos um início com a visão de terceiros e depois a visão da própria Elfaba. Mostra como realmente as atitudes alheias nos atingem e a forma que vimos e tratamos isto.
    Legal que também tem outros livros pela frente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Opa! O outro lado da história? Legal! Sempre pensei que esse era mais um livro sobre as bruxas mas não a "outra versão dos fatos". Fiquei curiosa e feliz por ser uma história fechadinha.

    ResponderExcluir
  4. Oi Maisa!!
    A Raí amou esse livro. Falou maravilhas dele. Eu achei a diagramação linda, feita com muito cuidado.
    Bjs,
    Adriana Cardoso
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Oie tudo bem?!?! Adoro releituras e adaptações de obras já consagradas.
    Achei essa edição da Leya bem caprichada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Adoro essas releituras de histórias clássicas que já são conhecidas. Tenho lido os de contos de fadas da Universo e to amando todos eles, pq é sempre legal ver um outro lado, uma outra perspectiva daquilo que a gente já viu.
    Esse livro da Leya é lindíssimo, eles arrasaram.
    Bjo

    ResponderExcluir
  7. Maisa!
    Interesante ver o livro baseado nos contos, deve ser uma ótima leitura e gosto dos temas abordados, porque sou meio 'bruxinha', kkkk
    Bom feriado!
    “Compreender que há outros pontos de vista é o início da sabedoria.” (Campbell)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir