08 fevereiro 2018

[Crítica] 50 tons de liberdade


Sinopse: Superados os principais problemas, Anastasia (Dakota Johnson) e Christian (Jamie Dornan) agora têm amor, intimidade, dinheiro, sexo, relacionamento estável e um promissor futuro. A vida, no entanto, ainda reserva surpresas para os dois e fantasmas do passado como Jack Hyde (Eric Johnson) e Elena Lincoln (Kim Basinger) voltam a impedir a paz do casal. Adaptação da última parte da trilogia de E. L. James iniciada em Cinquenta Tons de Cinza (2015).

O que eu achei? 
Enfim a saga de 50 tons chega ao seu grande finale e para os fãs  de Anastacia e Christian. Com números exorbitantes em vendas de livros e com legiões de fãs espalhados no mundo todo (inclusive eu), 50 tons  de liberdade tem a sutileza do sofrimento de Grey e a grandiosidade de Anastacia descobrir-se nesta relação. Sem mais... Vamos ver o que posso contar sem SPOILER!


O filme começa com o casamento mais aguardado da saga. Detalhe que me incomodou profundamente foi míseros instantes de casamento, infelizmente não fez juz ao livro.
As cenas seguintes ao casamento são corridas e me incomodou muito. As frases mais importantes do livro estão presentes nas sequências, assim como o bendito topless. 
Tudo ia bem na lua de mel quando Grey é  chamado de volta à realidade ao saber que sua empresa foi invadida por um hacker, e assim o bendito ex-chefe de Anastacia retorna.

Ao voltar para casa Ana ganhará 2 seguranças pessoais, e enquanto tenta ajustar sua vida profissional e pessoal terá que lutar também para sobreviver.
Christian continua imaturo e com seu ciúme excessivo, obviamente tudo pode ser justificado não é mesmo? Afinal Jack quer destruir sua família e principalmente sua esposa.
Ana luta por ter sua independência profissional e até mesmo seu nome de solteira, mas não  conseguirá  dobrar seu Grey.

As cenas de ação no filme são intensas e muito boas, as sequências estão  bem dirigidas e tanto Jamie, quanto Dakota conseguiu trazer a realidade de estarem sendo perseguidos.


O filme é bem dirigido, roteiro adaptado está satisfatório, mas ficou parecendo que as cenas foram cortadas bruscamente tanto no início do filme e principalmente no final.
Para os fãs mais aficcionados talvez sintam falta de algo mais no filme, pois eu senti isso.
Ah as cenas de sexo estão  muito presentes em 5 cenas e 3 visitas ao quarto vermelho. Dakota está bem desinibida no filme, enquanto as meninas irão se contentar apenas com Grey de costas.

O filme estréia nesta quinta-feira e lembrem-se: Grey está  a sua espera.

Assista ao trailer:



2 comentários

  1. Stou louca para assistir e espero muito não me decepcionar como aconteceu no primeiro filme.

    ResponderExcluir
  2. Vou ver na próxima quarta!! Portanto vamos ver...

    Novo post:http://abpmartinsdreamwithme.blogspot.pt/2018/02/dream-valentines-gift-guide-for-him.html

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir