Books Brasil Books

Novidades

[News]Pai Denisson D’Angiles continua no CEARÁ, pela Caravana Nordeste Sem fome.

Pai Denisson D’Angiles continua no CEARÁ, pela Caravana Nordeste Sem fome.






Ontem foram entregues mais de 15 toneladas de doações, na Vila União para 7 instituições. Quem passou para ajudar foi o humorista Ciro Santos, que aproveitou os seus mais de 20.6k de seguidores e pediu para que eles ajudassem com as doações. O sucesso da ação foi tanta que algumas entidades do Ceará, em nome da população agradeceram ao instituto pelo o que eles estão fazendo e propuseram estender a caravana para o Brasil. Pai Denisson e sua equipe voltam amanhã para São Paulo com grandes projetos a serem estudados e a certeza de futuramente aprovados.


Pai Denisson D’Angiles - Sacerdote de Umbanda - dirigente e fundador do Instituto CÉU ESTRELA GUIA (SP) e CÉU Pela Vida (com sede em SP) e sua companheira Mãe Kelly estão em Fortaleza para a campanha Nordeste Sem Fome. O projeto tem como objetivo chamar atenção da sociedade brasileira sobre os riscos da volta da fome para a população mais pobre do Brasil.

 

A carreta que saiu dia 30 de novembro de São Paulo, chegou ao seu destino final, no Ceará, totalizando sua carga em 15 toneladas, entre cestas básicas, alimentos e 200K de roupas, todos arrecadados por um trabalho voluntário e humanitário.

 

"Se trabalharmos juntos, estaremos em condições de deter esse avanço vertiginoso em direção ao abismo. Temos que reivindicar, pôr a mão na massa, exigir mudanças e ações urgentes. Receio por algo muito pior, a ameaça é iminente.", completou o sacerdote

 

Pai Denisson vem fazendo esse trabalho já há alguns meses na grande São Paulo e no interior, porém, durante a pandemia ele sentiu a necessidade de expandir suas ideias e acabou ganhando reforços para sua equipe.

 

Para 2022, o projeto pretende disseminar sua solidariedade para outros Estados, “A volta da insegurança alimentar e à diversidade de alimentos confirma a consequência do empobrecimento da população brasileira e da falta de luz no que concerne ao combate à fome no Brasil. Ao alimentar-se apenas uma vez por dia, se assume contornos políticos, muito mais do que mera satisfação de necessidades nutricionais, alimentar-se é um ato social e complexo, um direito social previsto constitucionalmente, fruto de intenso trabalho e articulação nacional e internacional, contudo não garantido.” Alega o sacerdote. 

Nenhum comentário