Novidades

[News]Beijo de Borboleta: livro premiado ganha leitura coletiva com prêmio surpresa

Beijo de Borboleta: livro premiado ganha leitura coletiva com prêmio surpresa




Leitores se únem para ler juntos o livro de estreia de Vanessa Guimarães

Vanessa Guimarães, de 45 anos, estreou na literatura em novembro do ano passado com "Beijo de Borboleta". O suspense policial se destaca no meio literário e alguns leitores se reuniram para fazer a leitura coletiva da história, a qual qualquer pessoa pode participar e concorrer a um prêmio surpresa na ação que se encerra no dia 28 de maio.

Iniciada esta semana, os leitores estão fazendo a leitura da obra por etapas e trocam experiências por meio de um grupo no WhatsApp, a qual a própria autora está presente acompanhando as impressões dos participantes.

“Beijo de Borboleta” foi vencedor do Coerência Choice Awards 2020 e segue como finalista do Prêmio Ecos da Literatura na categoria Melhor Thriller e Policial. Grandes artistas como Giovanna Antonelli, Mateus Solano e Álamo Facó, já tiveram o exemplar da obra em mãos e o livro é considerado uma promessa para 2021.

GRUPO DA LEITURA COLETIVA: https://chat.whatsapp.com/CSHap1LnulK4TxmBwjc1YN

Sinopse: Quando o repentino desaparecimento de uma criança choca a população de Florianópolis, a imprensa aproveita o histórico familiar da vítima para estampar as manchetes com matérias sensacionalistas. Pressionado a alcançar resultados em um caso popularmente conhecido, o investigador responsável se vê obrigado a pedir ajuda a Joanna Guivel, que chega à cidade especialmente para ajudá-lo a elucidar os fatos. Rapidamente, a renomada detetive mergulha no complicado crime e, conforme as peças vão se encaixando em sua mente com uma precisão cirúrgica, ecos de traumas pessoais se unem a mentiras, segredos, traições e mortes, fazendo-a perceber que até anjos podem esconder demônios dentro de si.

Biografia: Vanessa Guimarães nasceu em 1975, no Rio de Janeiro. Sempre viveu entre tubos de ensaio, pesquisas e diagnósticos, mas não como detetive ou perita — um sonho da adolescência, quando já era fã dos romances policiais —, e sim como biomédica. Leitora voraz desde criança, sempre soube que seu fascínio pela literatura policial traria algo grandioso à tona, o que se concretizou com seus escritos. Atualmente, reveza sua moradia entre o Brasil e Portugal, atuando como biomédica no Rio de Janeiro e como escritora em Lisboa. Beijo de borboleta é sua publicação de estreia, e foi a maneira encontrada pela autora para dar vida à brilhante detetive Joanna Guivel, seu alter ego.

Saiba mais em:
@Vanessaguimaraesv

@ComunicaHype
PR/Hype

Nenhum comentário