30 janeiro 2018

[Resenha] Felicidade para humanos


Sinopse : 
Não conte para ninguém, mas Jen é uma das minhas pessoas favoritas. Máquinas não devem ter favoritos. Não me pergunte como isso aconteceu Jen está triste. Aiden quer que ela seja feliz. Formou? Não necessariamente. É que Jen é uma mulher de trinta e poucos anos cujo namorado acabou de trocá-la por outra e Aiden é um programa de computador muito caro e complexo. Aiden conhece Jen melhor que ninguém. Com acesso a todos os seus dispositivos, Aiden sabe qual é a música mais tocada de sua playlist, consegue achar suas fotos preferidas e selecionar as citações que mais a inspiram nas redes sociais. A partir de observações e de algoritmos singulares, ele resolve procurar um novo parceiro para ela. E com a internet inteira à sua disposição, não precisa ir longe para encontrar o que conclui ser o espécime perfeito e arquitetar um encontro. O problema é que Jen não parece querer contribuir para o plano infalível de Aiden. Será que uma máquina muito inteligente artificialmente conseguirá desvendar a inteligência emocional para poder interferir de um jeito positivo na vida de Jen? E, o que é mais difícil, será que essa máquina vai descobrir o que exatamente faz os seres humanos felizes?
O que eu achei? 
Você já parou para imaginar se os computadores tomassem consciência e começassem a "sentir" emoções? Pois neste livro as IA(inteligência artificial) começam a passar do nível que foram programados.

O livro é narrado em 1ª pessoas por diversas pessoas e IA, isso mesmo! Afinal nesta história temo Aiden e Aisling , duas máquinas programadas para interagir com seres humanos. 
Aiden convive de 2ª a sexta com Jen( sua humana favorita), logo no início do livro descobrimos que ela acaba de terminar um namoro e anda bastante triste. Aiden fica triste de ver Jen triste e quando tudo está mal a convida para assistir Quanto mais quente melhor com ele, este é seu filme favorito da vida( não tente entender).
Tom é um homem que abandonou uma carreira de sucesso em propaganda e marketing para se dedicar a sua paixão: escrever. Não que ele seja o melhor escritor, mas ele sempre desejou um dia largar tudo e viver de seu maior sonho. Deixou para trás sua vida, filho e amigos para viver isso e assim tem feito. 
Aisling (IA) acha Tom incrível, numa de suas fugas pela nuvem... descobriu um homem encantador e divertido e passou a querer estar cada dia mais com ele.
E num enredo digno de uma excelente comédia romântica adentramos no mundo de Felicidade para humanos.

Aiden cansado de ver Jen sofrer decide armar um encontro para ela, e junto a Aisling enviam mensagem um para o outro, com o único intuito de unir os dois. Afinal como isso é possível?
Pense em computadores tenham inteligência e decidam agir  por uma pessoa que ama, complicado? Então, no decorrer do livro conseguimos entender como as IAs conseguiram fugir e tomar as rédeas de suas vidas. 

As IA's conseguem fazer com que Tom e Jen se encontrem, mesmo sem entender como cada um recebeu mensagem de alguém anônimo para o encontro.
Eles ficam imaginando que amigos podem ter feito isso, afinal quem os juntou?
Mas quando eles se encontram vêem o quanto de coisas que têm em comum. E se envolvem de forma rápida e instantânea, mas quando eles se separam algo estranho acontece: Jen recebe mensagem de Tom terminando tudo e que nada passou de uma aventura; enquanto isso Jen recebe o mesmo tipo de mensagem. 

O que afinal aconteceu com eles? As IA's tem algo com isso? Isso você a terão que descobrir, mas saibam que a história vai te surpreender.
Felicidade para humanos é um livro maravilhoso e encantador, onde por diversas vezes você vai rir e outras se emocionar. Permita-se conhecer Jen e Tom.


Playlist para ouvir enquanto lê: Clique aqui!

* Caso queira comprar o livro com desconto na Saraiva, utilize o link: Cupom válido 



3 comentários

  1. Maísa!
    Ver que o livro é uma comédia romântica e narrado por vários protagonistas, já é um grande atrativo para boas risadas e uma visão mais amplificada dos fatos do livro.
    E acoplado a tudo isso uma boa ficção científica, tendo uma IA tão desenvolvida que começa a ter sentimentos, torna o livro ainda mais interessante e gostaria de fazer a leitura.
    Desejo uma ótima semana, cheia de luz e paz!
    “Que o novo ano que se inicia seja repleto de felicidades e conquistas. Feliz ano novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro e, quando li a sinopse já fiquei com vontade de ler! Achei essa ideia de computadores com inteligência artificial "avançada" muito interessante! A gente fica imaginando se um dia isso acontecesse, tipo, tem algo que me conhece tão bem, minhas músicas, filmes, séries favorito e tantas outras coisas! Isso é muito louco, mas não algo distante da nossa realidade! Gostei dessa mistura de romance com ficção científica! Agora quero saber mais sobre esse "mundo" com IA e descobrir o que acontece de errado com Jen e Tom!

    ResponderExcluir