05 janeiro 2018

[Resenha] Amor, insônia e outras travessias

Tudo é um ciclo. Primeiro, nos reconhecemos no outro através do amor. Ele pode ser platônico, bem vivido, saudosista, não importa: a essência é a mesma. Ele chega e muda a vida de todos. Causa borboletas no estômago, expectativa e noites sem dormir. Nessas noites em claro, pensamos no outro que nem sempre está perto, amamos cada lembrança, sentimos saudade. E se a saudade é boa, o amor é renovado com sorrisos bobos. Se não, é hora de mudar e seguir em frente. Amor, insônia e outras travessias é este ciclo escrito no papel, que fala sobre a minha vida, a sua vida, a vida de todos nós.
O que eu achei?
E mais um livro de crônicas surge em meu caminho literário. O título da vez é "Amor, insônias e outras travessias", escrito por Aryane Silva e Yohana Sanfer.

Mais uma vez eu me encontro com a escrita doce da Yohana Sanfer, que dança solta, leve nos sentimentos e na sinceridade de ser e estar, tão livre que mais parece brisa que passa acariciando. Em seus textos, ela ama e sente, tudo em expansão; também teme e anseia, insegura. Vários lados de uma mesma face honesta com seus sentimentos. Aqui, ela atrai de fora para dentro, trabalha, aproveita, e joga de volta ao mundo, a todos, a quem tiver o peito aberto para receber e entender, se identificar.

Também passo a conhecer a escrita de Aryane Silva, que na mesma linha, é de alguma forma contraposta a de Yohana. Voraz e incisiva. Direta. Há muito de si, de sua história, tudo em linhas destemidas, desmedidas, cruas. A honestidade dolorida de amores frágeis, decisões dolorosas e força, muita força.

Cada texto é ao mesmo tempo único e capaz de completar o outro, quase como um balé, ou uma ópera. Os sentimentos transbordam a cada linha, e e visível que a mão que os criaram seguiram livres, sem amarras. Honestidade - digo mais uma vez - parece ser a palavra-chave dessa obra.

A edição é lindíssima. A cor de fundo preta iluminada por cores quentes parece quase uma analogia ao conteúdo textual - uma luz em momentos difíceis. As ilustrações minimalistas dão um charme a mais na edição, qur conta com poemas dispersos em páginas lindamente diferenciadas.

Eu poderia nomear cada texto que mais mexeu comigo, enumerar cada referência poêtica e musical que encontrei por essas páginas e com as quais me identifiquei profundamente, mas eu prefiro deixar para o leitor pescar essas sutilezas.

Se você procura uma leitura que converse com o mais íntimo de você, e se conecte aos seus sentimentos e te ensine que, mesmo que o amor lhe traga noites e mais noites de insônia, a travessia por esse caminho difícil será a melhor escolha, este livro foi feito pra você e esta a sua espera, ardente, ansioso.

Um comentário

  1. Idon!
    Gosto de crônicas, principalmente porque trazem as opiniões e impactos em cada escritor e consegquentemente em cada leitor e se podemos nos identificar, fica ainda melhor a leitura.
    Não conhecia, mas gostei.
    Desejo Um domingo fabuloso e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Chega de velhas desculpas e velhas atitudes! Que o ano novo traga vida nova, como o rio que sai lavando e levando tudo por onde passa.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir