19 agosto 2017

[Cartas de amor] Noites de tormenta

Fico pensando em zilhões de cartas de amor ou em trechos incríveis e me deparei com mais uma pérola incrível do meu amado Nick, ops do talentosíssimo Nicholas Sparks, cuidado esta carta contém spoiler!
"Tenho pensado muito em você desde que parti, imaginando por que a jornada que comecei parecia passar por você. Sei que minha jornada ainda não chegou ao fim, e que a vida é um caminho sinuoso, mas só posso esperar que ela dê uma volta em direção ao lugar que pertenço.É isso o que estou pensando agora. Eu pertenço a você. Enquanto estava dirigindo, e de novo quando o avião estava no ar, imaginei que quando chegasse a Quito, eu veria você no meio da multidão acenando para mim. Eu sabia que isso seria impossível, mas por algum motivo, isso fez com que deixar você fosse um pouco mais fácil. Era quase como se parte de você tivesse vindo comigo.Quero acreditar que é verdade. Não, mude isso – eu sei que é verdade. Antes de nos conhecermos, eu não poderia estar mais perdido, e mesmo assim você viu em mim alguma coisa que me fez encontrar o rumo de novo. Nós dois sabemos o motivo pelo qual fui parar Rodanthe, mas não consigo parar de pensar que havia forças maiores em funcionamento. Fui lá para encerrar um capítulo da minha vida, esperando que isso me ajudasse a encontrar meu caminho. Mas era você, eu acho, que eu estava procurando todo esse tempo. E é você que está comigo agora. Nós dois sabemos que eu vou ter que ficar por aqui durante algum tempo.Não tenho certeza sobre quando vou voltar, e apesar de não fazer muito tempo, percebo que sinto mais saudade de você do que jamais senti de alguém. Parte de mim deseja imensamente entrar em um avião e ver você, mas se isso for tão verdadeiro quanto acho que é, tenho certeza de que vamos conseguir. E eu vou voltar, prometo. Durante o pouco tempo que passamos juntos, tivemos o que a maioria das pessoas apenas sonha, e estou contando os dias ate poder ver você de novo. Nunca se esqueça do quanto eu te amo."
Espero que não tenham chorado, pois eu sempre choro ao ler esta carta. 

Nenhum comentário

Postar um comentário