07 junho 2017

[Resenha] Mulheres Perigosas

No ano em que o filme Rogue One chega às telas (o livro foi lançado no final de 2016 nos Estados Unidos) com uma heroína que reina absoluta, forte e autônoma, você vai conhecer as mulheres mais perigosas da literatura de fantasia mundial. Editada por George R. R. Martin, esta antologia traz 21 histórias inéditas sobre magia, ciúme, ambição, traição e rebeldia para Joana D’Arc nenhuma botar defeito. Esqueça o estereótipo de mulheres vítimas e heróis másculos enfrentando sozinhos qualquer perigo. Aqui você irá encontrar mulheres guerreiras, intrépidas pilotas, destemidas astronautas, perversas assassinas, heroínas formidáveis, sedutoras incorrigíveis e muito mais. Assinado por monstros da ficção científica e fantástica como Brandon Sanderson, (“Mistborn”), Megan Lindholm (“A Saga do Assassino”, sob o pseudônimo Robin Hobb), Melinda M. Snodgrass, Caroline Spector (“Wild Cards”) e novos nomes da literatura jovem como Megan Abbott (A febre) e Diana Gabaldon (“Outlander”), o volume conta ainda com uma novela do próprio Martin sobre A dança dos Dragões, a guerra civil que assolou Westeros dois séculos antes dos acontecimentos de A guerra dos tronos.
O que eu achei?
Só por essa capa diva de uma guerreira no campo de batalha, já me chamou a atenção. Mas o que capturou meu olhar foi o tamanho, são 734 páginas repleta de ação ininterrupta, histórias que nos fazem refletir sobre como o papel da mulher foi mudando ao longo da história.

Alguns nomes eram familiares mas alguns eram novos para mim. Resolvi começar pela história de uma escritora que admiro:Diana Gabaldon, autora da série Outlander (série de livros sobre um romance entre uma enfermeira inglesa da Segunda Guerra e um guerreiro escocês após ela voltar duzentos anos no tempo ao tocar uma pedra em um círculo místico, adaptada para a TV pelo canal Starz), Virgens, sobre a juventude de um dos protagonistas de Outlander, Jamie Fraser, quando ainda era jovem e escapou do carrasco Randall.

Destaco também as histórias de George R.R.Martin, "A princesa e a rainha ou os 'negros' e os 'verdes' em que duas ferozes damas da casa Targaryen, a princesa Rhaenyra e sua madrasta, a rainha Alicent, pelo Trono de Ferro, a história de Joe Abercrombie, "Fora da lei" sobre uma foragida, Shy, que está escapando das autoridades de seu território natal e "Ou meu coração está partido", de Megan Abbot,em que um bebê é sequestrado enquanto a mãe estava observando.

É uma antologia indispensável para qualquer fans do gênero aventura e que gostem de histórias com protagonistas femininas.


5 comentários

  1. Nossa, tô louca pra ler este livro, Clara!
    Fico feliz que ele seja tão excelente assim *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafaela! Ele realmente é para ser devorado, haha!

      Excluir
  2. Oi Clara!
    Também ando "namorando" esse livro mas...734 páginas? :O Só Mr. Martin mesmo né? Pelo que você resenhou é um daqueles livros que todo fã da literatura fantástica e principalmente da obra de GOT tem de ler.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Monique, pois é, desse tamanho tinha que ser do Mr.Martin, kkkkk mas só tem um conto dele, os outros vinte são de outros autores. Altamente recomendado

      Excluir
  3. Oi Clara
    Com certeza a capa chama bastante a atenção, adorei por se tratar de mulheres guerreiras e com papeis fundamentais nas batalhas.
    beijos

    ResponderExcluir