30 abril 2017

[Resenha] Simples Perfeição


Woods teve sua vida traçada desde o berço. Cuidar dos negócios da família, casar com a mulher que os pais escolheram, fingir que riqueza e privilégios eram tudo de que ele necessitava. Então a doce e sensual Della apareceu e conquistou seu coração, abrindo seus olhos para um novo futuro. A vida do casal seguia para um final feliz, até acontecer um imprevisto: a morte do pai de Woods. Da noite para o dia, o rapaz herda o império Kerrington e, embora sempre tenha almejado essa posição, precisará de toda ajuda possível para provar que está à altura de tanta responsabilidade. 
Della está determinada a ser o apoio de que Woods necessita, mas os fantasmas do passado ainda estão presentes e mais intensos do que nunca. Pressionada pela ex-noiva e pela mãe de Woods, ela toma a decisão mais difícil de sua vida: abdicar da própria felicidade pelo homem que ama. Mas os dois terão a força necessária para seguir em frente um sem o outro? Concluindo a sedutora história de Woods e Della, “Simples perfeição” é o romance mais surpreendente de Abbi Glines e mostra que encontrar alguém pode ser um golpe do destino, mas descobrir a perfeição ao lado dessa pessoa requer aceitar a si mesmo e superar os piores obstáculos a dois.
O que eu Achei:
Depois daquele final de Estranha Perfeição é impossível não devorar as páginas desse segundo livro de Della e Woods, e posso adiantar que esta relação que já era intensa está ainda mais, e neste livro não vemos apenas os personagens crescendo juntos, mas cada um buscando força em si, se descobrindo, para só então serem capaz de levar uma vida juntos, o que torna tudo ainda mais fascinante de ler.

Com a notícia recebida ao final do primeiro livro este prometia uma grande carga dramática, mas não foi o que aconteceu, a reação de Woods, ou melhor a falta de reação dele, foi surpreendente, ele escolheu ficar ao lado de Della e nenhum fato mudou isso( acho que ele ganhou meu coração aí), apesar da falta de sentimentos por ninguém além dela ser bem preocupante e sufocante para ela.
E é exatamente assim que ela se sente, depois de uma vida presa e cheia de limitações Della não quer perder a sua liberdade, mesmo que seja em prol do seu amor por Woods, assim ela decide ter mais pé no chão, perder os medos, encarar Woods e impor seus desejos, para tudo isso ela se inspira na nossa primeira mocinha de Rosemary, Blaire.
Quando tudo parecia certo, as crises de Della se tornaram poucos frequentes, e com isso Woods se tornou menos protetor e os dois vivem em harmonia, Angelina, ex noiva de Woods, volta a cena e Della começa a se questionar se ela com todos os seus problemas é a melhor escolha para o futuro de Wodds, essa duvida paira sobre ela até uma revelação mudar completamente sua vida e o rumo das coisas.

Este livro tinha tudo para cair no clichê(eu sinceramente já esperava por isso) mas Abbi Glines é tão boa no que faz que simplesmente se recusa a nos dar mais do mesmo, e nos traz novas histórias com novos elementos e influencias a cada livro, e com este não foi diferente e a leitura é uma simples perfeição.

4 comentários

  1. Oi, li o primeiro livro da história deste casal, mas esse ( Simples Perfeição), não li ainda.
    E que bom que o casal amadureceu mais, principalmente a Della. Confesso que não simpatizei tanto assim por ela.
    Acho que por esse motivo, ainda não tenha lido esse livro.

    Mas ainda pretendo! ;)

    ResponderExcluir
  2. Oi Mayara,
    é muito bom quando somos surpreendidas pelo autor. Acho sensacional a Abbi fazer de um clichê algo especial e único.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Mayara!
    Não li ainda nenhum livro da autora, mas pretendo mudar isso esse ano.
    E gostei de ver que o que poderia se tornar algo comum em romances, é transformado pela autora de forma agradável.
    Bom domingo e feriado!
    “A sabedoria é a única riqueza que os tiranos não podem expropriar.” (Khalil Gibran)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Raramente um romance me interessa, claro, alguns já me surpreenderam e entraram para o grupo dos meus livros favoritos. Percebi que esse é uma continuação, correto?
    Mas chegou na parte do"abdicar da própria felicidade pelo homem que ama" não despertou interesse mesmo. Por que sempre são as personagens femininas que devem deixar seus interesses de lado em prol do "amor"?
    Pela resenha parece que não foi bem isso que aconteceu, mas realmente não tive o interesse despertado.
    Abraços e parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir