04 maio 2017

[Resenha] À Sua Espera



Com mais de 300 mil exemplares vendidos no Brasil, Abbi Glines é autora de diversos livros da lista de mais vendidos do The New York Times, do USA Today e do The Wall Street Journal.Mase sempre preferiu a vida simples em seu rancho no Texas à agitação do mundo do pai em Rosemary Beach. Na verdade, ele quase nunca visita o famoso astro do rock e Nan, sua meia-irmã mimada e egoísta. Mas tudo muda quando conhece uma das empregadas da casa, uma garota linda que, sem saber da presença dele, o desperta com seu canto desafinado.
Depois de anos sendo maltratada pela família e pelos colegas por causa de um distúrbio de aprendizagem, Reese conquistou sua liberdade e mora sozinha trabalhando como diarista para as famílias ricas da cidade. No entanto, seu sustento fica ameaçado quando ela causa um acidente na casa de Nan Dillon.
Ao ser salva por Mase, um rapaz atencioso e com charme de caubói, Reese fica surpresa pelo gesto dele e, depois, apavorada quando ele demonstra interesse nela. Nunca na vida Reese conheceu um homem em quem pudesse confiar. Será que Mase pode ser diferente?
Nessa ardente paixão que nasce entre a doce e batalhadora Reese e o centrado e sexy Mase, Abbi Glines mais uma vez mescla tristezas da vida real com amores de contos de fada e nos faz suspirar até a última página.

O que eu Achei

Porque nem só de surfistas e astros do rock vive Rosemary Beach, chegou a hora de contar a história do Cowboy Mase Colt Manning, filho de Kiro Manning, mas que não foi criado por todo o glamour, tatuagens e garotas do mundo do Rock, e sim pelo seu padrasto em uma fazenda no Texas, ele só visita Rosemary quando sua meia irmã (vulgo pessoa mais insuportável dessa série) Nan viaja, assim ele pode ver sua irmã Harlow e sua pequena sobrinha Lila Kate.
Em seu primeiro dia de viagem Mase é acordado por um canto muito desafinado seguido de um barulho de aspirador de pó, ele mal se veste e vai verificar o que é aquilo, afinal ele precisava dormir, mas ao se deparar com uma bunda empinada, deixando uma bela pinta aparecer pelo short, ele esquece completamente o que ia fazer e Reese se assusta quando vê que tem alguém em casa, já que faz faxina na casa a meses e nunca viu ninguém por ai. Depois deste primeiro encontro um acidente faz os dois irem ao hospital e desperta em Mase uma necessidade de protege-la que ele não sabe de onde veio mas que é muito forte.
Daí em diante o caminho deles se cruza muito, mas Reese não é tão simples de se relacionar quanto as outras pessoas, com um passado devastador, sério o livro me levou as lágrimas logo nas primeiras páginas se eu já queria entrar lá e proteger a Resse de qualquer coisa que dirá Mase, a mocinha da nossa história já passou pelo que há de pior na terra e não acredita mais em si mesma e nem na capacidade de se relacionar com as pessoas, e Mase com toda paciência, carinho e amor do mundo a mostra que não precisa ser assim, existe uma solução e ele vai ajudá-la a achar (pausa para suspiros pelo Mase).
Aos poucos as barreiras vão sendo quebradas, pouco a pouco Reesse percebe que o que aconteceu no passado está e vai ficar lá, e não precisam determinar quem ela é, que ela pode e deve acreditar em ter um futuro melhor, e quanto mais ela acredita nisso, mais ela se envolve com Mase que mesmo tendo voltado para o Texas liga para ela todas as noites, eles criam um ritual noturno e quando percebem já tem uma conexão que não pode ser quebrada, mas claro que Reese tem que duvidar de si e colocar tudo a perder mais uma vez.

Abbi Glines nesse livro mostra que nem só de barbies e príncipes se faz um mundo, óbvio que é lindo ler uma história toda perfeitinha onde o casal se encontra e os problemas não existem mais, mas mais maravilhoso ainda é ver um casal construindo uma relação com base na superação humana, as vezes coisas que nos fogem do controle determinam quem somos, cabe a nós recuperar o controle e acreditar que quem decide o nosso futuro somos nós, e é justamente o caso de À sua espera, o livro além de ter um romance encantador é inspirador demais.

4 comentários

  1. Oie, gosto muito quando o " mocinho" da trama, protege e cuida de quem ama.
    E por esse motivo, me interessei em conhecer a história do casal Mase e Reese.

    A vida de Reese parece ser bem triste. Tanto que você se emocionou.
    É muito bom quando um livro nos envolve assim.

    Já desejando ler.

    ResponderExcluir
  2. Oi Mayara
    Amo histórias ambientadas nessa pegada country! Ainda mais se tem um caubói estilo protetor!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Vocês acreditam que eu achava que essa escritora é brasileira?
    Não me perguntem o motivo...

    Interessante o fato de abordar a construção de um relacionamento levando em nota não só bons momentos, mas sim a relação como um todo.

    ResponderExcluir
  4. Quando o Mase surgiu em outro livro, acreditava que ele domaria a Nan.

    ResponderExcluir