27 março 2017

[Resenha] Flammĭfer - Silvana Brito


Flammifer é a história de três amigos, Nardoc, Sirian e Merien, que partem em uma aventura para descobrir o segredo de um livro encontrado em uma caverna. Eles atravessam o Rio Pax, passam pela Floresta Encantada até chegar à terra dos duendes para se encontrarem com o único que poderia revelar aquele segredo, o Duende Mestre. Ao descobrirem o segredo do livro, descobrem também que todos têm responsabilidade para com a natureza e o meio ambiente. Eles precisam controlar o dragão Flammifer ou toda a Terra correrá grave risco.
O que eu achei?
A história conta a aventura de três amigos após descobrirem um livro, intitulado Flammĭfer, perdido dentro de uma caverna.
Sem saber do que se trata tal livro – e sem conseguirem abri-lo – decidem ir à cidade dos duendes consultarem o duende Mestre para que este lhes explique do que o tal livro se trata.
Chegando lá, eles descobrem não só o que era aquele livro, mas também a missão deles e o motivo deles terem encontrado o livro.
Nessas páginas, embarcamos numa aventura que nos faz pensar em nossas atitudes para com a natureza, só que em um mundo mágico – com problemas bem reais e atuais. Aqui, questiona-se, de forma simples e lúdica – visto que é uma historia infanto-juvenil – a relação do homem com a natureza, tanto no sentido de proteção quanto no sentido de destruição. Uma conscientização importante nos dias de hoje, visando ensinar, desde cedo, que a natureza não é só árvore, mato; é muito mais, e está ligada a todos e a tudo o que existe no planeta (não é a toa que os protagonistas são crianças – o futuro da nação).

A leitura é rápida e a escrita é bem leve e simples, podendo ser lido para crianças de qualquer idade – não há palavras difíceis nem explicações muito complexas; o que há de mais complexo pode ser explicado facilmente em poucas palavras. Por ser uma historia curta e direta, sem rodeios ou muitas explicações longas, faz com que não se torne maçante para as crianças – que sabemos o quanto cansam rápido.

Uma aventura encantada que ensina a importância não somente da natureza para nossa sobrevivência, mas a importância de ser ter consciência acerca da vida e dos costumes modernos e destrutivos. 



6 comentários

  1. Oi Irlan,
    Muito bom o livro ser uma fantasia mas que retrata as nossas atitudes perante a natureza. O livro ideal para nos trazer lições, sejamos adultos, jovens ou crianças. Só achei que a capa não chama muito a atenção.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá,acho que todo livro infantil,tem que realmente estimular a reflexão das crianças.
    E por meio de uma história cheia de aventuras,a história se torna mais prazerosa.
    Livros assim deveriam fazer parte dos livros exigidos nas escolas. Justamente pela conscientização .
    E não nego que eu também gostaria ler.

    ResponderExcluir
  3. Olá Irlan!
    As crianças certamente iram adorar ler esse livro cheio de fantasia e magia, mas que também traz reflexões sobre o meio ambiente e a relação do homem com a natureza, afinal, homem é o meio ambiente e isso deve ser ensinado desde cedo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Irlan!
    Já tive oportunidade de fazer a leitura desse livro que apesar de fininho, traz um grande aprendizado sobre amizade e a conservação da natureza.
    A única coisa que faltou para mim, foram ilustrações...
    “Não há nada bom nem mau a não ser estas duas coisas: a sabedoria que é um bem e a ignorância que é um mal.” (Platão)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. adorei a sua sugestão de livro para criança
    pois além de incentivar a leitura com uma história cheia de aventura e magia ainda conscientiza as crianças ecologicamente falando ;)
    dá essa dica para as minhas amigas com filhos pequenos

    ResponderExcluir
  6. Me pareceu ser aquele tipo de livro que as escolas passam pros alunos lerem e como a leitura é leve e rápida acho que ia ser bem proveitoso. Eu não irei ler porque já tô atrasado com muitos livros aqui em casa mas vou procurar pra minha irmã.

    ResponderExcluir